Noticias Coronavírus: orientações para viajar

Todos os artigos

Coronavírus: orientações para viajar

O Brasil passa a exigir exame de PCR negativo para Covid-19 de passageiros vindos do exterior, brasileiros ou estrangeiros. Confira essa e outras restrições de viagem em 2021 e entenda as políticas de cancelamento e reembolso das principais companhias aéreas!

Atualizações sobre o coronavírus

As informações mudam todos os dias, o que pode dificultar o acompanhamento dos fatos mais relevantes para você. Estamos atualizando essa página constantemente com os novos desdobramentos do surto do novo coronavírus, também conhecido como Covid-19. Trazemos desde restrições de viagem a políticas de remarcação e cancelamento das companhias aéreas. Caso precise dessa página agora ou em um futuro próximo, vale a pena salvá-la em seus favoritos.

Aconselhamos que você leia e siga as dicas e recomendações das autoridades e governos locais, como Ministério da Saúde, bem como as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma fonte reconhecida e confiável de notícias e informações a nível global.

Recomendações do governo em relação ao Covid-19

Restrições de entrada no Brasil

É exigido que passageiros internacionais e tripulação (brasileiros ou estrangeiros) que entrem ou transitem pelo Brasil tenham um teste PCR negativo para coronavírus feito em até 72 horas antes da viagem.

“O viajante de procedência internacional, brasileiro ou estrangeiro, deverá apresentar à companhia aérea responsável pelo voo, antes do embarque: I – Documento comprobatório de realização de teste laboratorial (RT-PCR), para rastreio da infecção por SARS-CoV-2, com resultado negativo/não reagente, realizado com 72 horas anteriores ao momento do embarque.”

Diário Oficial da União, 17 de dezembro de 2020.

Além disso, viajantes e tripulantes devem preencher uma Declaração de Saúde do Viajante (DSV). O formulário DSV pode ser acessado aqui.

Todos os voos com origem ou passagem pelo Reino Unido estão proibidos temporariamente de entrar no Brasil. Saiba mais sobre as novas regras de entrada no Brasil no site oficial da ANVISA.

Medidas gerais de prevenção contra o coronavírus

Destacamos também algumas medidas gerais de prevenção contra o coronavírus indicadas pelo Ministério da Saúde e a Anvisa:

  • Avalie a necessidade real da viagem e adie, se possível. Se for inevitável, previna-se e siga as orientações das autoridades de saúde locais;
  • Use máscara em locais públicos;
  • Lave as mãos com sabão e água ou use álcool em gel 70% quando não há água corrente nem sabão;
  • Evite ao máximo tocar olhos, nariz, boca e a máscara de proteção;
  • Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
  • Evite aglomerações;
  • Mantenha distância mínima de 1 (um) metro entre pessoas em lugares públicos e de convívio social;
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados;
  • Não compartilhe objetos pessoais.

O Ministério da Saúde recomenda que, se você estiver com sintomas compatíveis com os da COVID-19, tais como febre, tosse, dor de garganta e/ou coriza, com ou sem falta de ar, deve evitar o contato físico com outras pessoas e buscar imediatamente atendimento nos serviços de saúde.

A mesma recomendação vale para quem esteve recentemente em viagens nacionais ou internacionais: reforçar os hábitos de higiene e proteção e, caso apresente sintomas de gripe, buscar atendimento. Leia mais no tópico “Como se proteger” no site oficial do Ministério da Saúde.

Para mais informações e orientações sobre o coronavírus, ligue para o número 136 e fale com o Disque Saúde. O número funciona em qualquer região do Brasil.

Vacina contra covid no Brasil e no mundo

Felizmente, novos números e dados começam a surgir: os de pessoas que já receberam a vacina contra o coronavírus. As vacinas começaram a ser aplicadas em dezembro de 2020, trazendo esperança em relação ao controle da pandemia.

A vacinação no Brasil deve começar até o final do mês. A boa notícia é que no dia 07/01 a eficácia da vacina CoronaVac, imunizante desenvolvido pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, foi comprovada. Um protocolo para aprovação emergencial da nova vacina já foi enviado à Vigilância Sanitária (ANVISA).

Israel, Reino Unido, Estados Unidos, Dinamarca, Rússia, Alemanha, Canadá, China, Itália e Bahrein são países que já começaram a imunizar a população.

Coronavírus: proibições e restrições de viagem por país

Para reduzir a disseminação do COVID-19, muitos países impuseram restrições à entrada de viajantes ou fecharam totalmente suas fronteiras. Se você estiver viajando ou se tiver que viajar durante a pandemia, é importante estar atualizado sobre os requisitos de entrada para que você não tenha problemas com a alfândega no aeroporto.

No momento, segundo nosso mapa global de restrições, a situação é a seguinte:

  • 11 países estão com restrições leves para receber brasileiros – o que significa que você pode viajar livremente e provavelmente não precisará ficar em quarentena quando chegar ou retornar;
  • 106 países estão com restrições moderadas – é possível viajar para esses países, desde que você atenda a certos requisitos de entrada, que podem incluir um teste para Covid-19. Você também pode ser obrigado a fazer quarentena na chegada e/ou retorno;
  • 108 países estão com restrições fortes – nesse nível de restrição, as viagens podem estar suspensas, o país pode estar fechado ou a entrada pode ser permitida apenas para cidadãos e/ou para viajantes que atendam a rígidos requisitos.
  • 9 países com restrições desconhecidas – tais destinos não divulgaram informações sobre suas restrições de viagem.

Veja agora mesmo quais são os países para onde você pode viajar nesse momento e quais são as exigências de cada um! Confira nosso mapa global para descobrir as últimas restrições de viagem para brasileiros:

Cancelamento das linhas aéreas e as políticas de alteração por conta do coronavírus

Confira abaixo as políticas de remarcação e cancelamento de voos para 2021 das companhias aéreas mais buscadas no Brasil. Lembrando que as regras variam de acordo com a classe tarifária do bilhete escolhida na hora da compra – geralmente passagens mais caras já incluem no valor uma maior flexibilidade de remarcação.

Basta clicar no nome da companhia e você será redirecionado para saber mais detalhes!

  1. GOL Linhas Aéreas
  2. LATAM
  3. Azul Linhas Aéreas
  4. Aerolíneas Argentinas
  5. TAP Air Portugal
  6. Ryanair
  7. Iberia
  8. Alitalia
  9. Lufthansa
  10. EasyJet
  11. American Airlines
  12. KLM
  13. Air France
  14. Vueling
  15. Turkish Airlines

😷 Atenção: o uso de máscara para viajar é obrigatório para voar e transitar por aeroportos durante a pandemia. Além disso, as companhias aéreas estão com novas normas em relação a bagagem e ao serviço de bordo e outras condições de embarque. Confira os detalhes e exigências com antecedência e prepare seu checklist de viagem durante o coronavírus.

1. GOL Linhas Aéreas

A GOL já retomou grande parte dos voos nacionais e voltou a oferecer voos internacionais para Assunção, Buenos Aires, Montevidéu, Santa Cruz de la Sierra, Lima, Santiago, Buenos Aires, Córdoba e Rosario. Saiba mais no site da GOL.

1. Remarcação de voos

> Voos nacionais GOL

Independentemente da data do voo, caso o voo original tenha sido alterado pela companhia aérea, você tem direito à isenção da taxa de remarcação e diferença tarifária, desde que a origem e o destino da viagem sejam mantidos.

Caso você queira remarcar um voo nacional a partir de 01 de janeiro de 2021, a regra normal da GOL para remarcações volta a valer. A taxa de remarcação é cobrada, assim como a diferença tarifária (se houver). Você pode remarcar para outras rotas, mas fica sujeito à diferença de tarifa e cobrança taxas. Você tem 330 dias a partir da data de solicitação de remarcação para realizar sua viagem.

> Voos internacionais GOL

Independentemente da data do voo, caso o voo original tenha sido alterado pela companhia aérea, você tem direito à isenção da taxa de remarcação e diferença tarifária, desde que a origem e o destino da viagem sejam mantidos.

Caso você solicite a remarcação, as regras variam de acordo com o destino.

Voos para Assunção, Buenos Aires, Montevidéu, Santiago do Chile, Lima, Santa Cruz de la Sierra, Punta Cana, Orlando e Miami: até dia 30 de junho de 2021, você pode remarcar seu voo sem taxas, desde que a origem e o destino da viagem sejam mantidos. Haverá a cobrança apenas se houver diferença de tarifa e alteração de voo de baixa temporada para alta temporada. Para remarcar seu voo a partir de 01 de julho de 2021, a regra normal da GOL para remarcações volta a valer. A taxa de remarcação é cobrada, assim como a diferença tarifária (se houver). Você pode remarcar para outras rotas, mas fica sujeito à diferença de tarifa e cobrança taxas. Você tem 330 dias a partir da data de solicitação de remarcação para realizar sua viagem.

Voos para Córdoba, Mendoza, Rosario, Cancún, Suriname e Quito: até dia 30 de setembro de 2021, você pode remarcar seu voo sem taxas, desde que a origem e o destino da viagem sejam mantidos. Haverá a cobrança apenas se houver diferença de tarifa e alteração de voo de baixa temporada para alta temporada. Para remarcar seu voo a partir de 01 de outubro de 2021, a regra normal da GOL para remarcações volta a valer. A taxa de remarcação é cobrada, assim como a diferença tarifária (se houver). Você pode remarcar para outras rotas, mas fica sujeito à diferença de tarifa e cobrança taxas. Você tem 330 dias a partir da data de solicitação de remarcação para realizar sua viagem.

2. Cancelamento com crédito GOL

> Voos nacionais e internacionais GOL

Caso seu voo original tenha sido alterado pela GOL, você tem direito à isenção da taxa de cancelamento e pode utilizar o crédito para futuros voos em até 12 meses a partir da compra (se seu voo original estava marcado para 2020, esse prazo de utilização de crédito aumenta para 18 meses).

Caso você queira fazer alterações em voos marcados a partir de 01 de janeiro de 2021, o que vale é a regra padrão da GOL: a taxa de cancelamento é cobrada, e a validade para uso do crédito é de 12 meses a partir da data da compra.

3. Cancelamento com reembolso

> Voos nacionais e internacionais GOL

Caso seu voo original tenha sido alterado pela GOL, você tem direito à isenção da taxa de cancelamento e reembolso do valor integral da passagem, sem penalidades. O prazo para reembolso do valor é de 12 meses a partir da data do voo (para voo original em 2020), e 7 dias a partir da solicitação (para voo original em 2021).

Caso você solicite a alteração e reembolso de voo reservado para 2021, o que vale é a regra padrão da GOL: é cobrada a taxa de cancelamento, a penalidade varia de acordo com família de tarifa, e o prazo para reembolso é de 7 dias a partir da data de compra.

Veja mais informações na oficial da Gol Linhas Aéreas.

Voltar para linhas aéreas

2. LATAM

A LATAM Airlines Group S.A. aumentou suas operações nacionais e internacionais. Voos para destinos como Bogotá e Montevidéu foram retomados. Confira as rotas realizadas no site da LATAM.

Em função do Covid-19, a LATAM flexibilizou suas políticas de alteração. Para todas as passagens aéreas compradas a partir de 01 de outubro de 2020, é possível alterar sua data e destino quantas vezes precisar, sem pagar multa, independentedemente da data de sua viagem, até dia 31 de janeiro de 2021. Para alterações feitas a partir de 01 de fevereiro de 2021, é possível remarcar uma vez a viagem, sem aplicação de multas.

Em ambos os casos, a diferença tarifária deve ser paga (se houver), as alterações devem ser realizadas antes da data do voo original, e alterações futuras estão sujeitas às condições da nova tarifa. Confira os detalhes na página oficial da LATAM.

Voltar para linhas aéreas

3. Azul Linhas Aéreas

No dia 12 de agosto de 2020, a Azul começou a operar 29 rotas domésticas compartilhadas com a LATAM por meio do sistema codeshare. Dessa forma, o passageiro pode comprar ou na Azul ou na LATAM e voar com qualquer uma das duas, dependendo do trecho.

As rotas disponíveis podem sofrer ajustes a qualquer momento e os passageiros são informados por e-mail ou SMS. Para conferir os voos em operação, acesse o site da Azul.

Viajantes da Azul Linhas Aéreas com voos nacionais e internacionais cancelados têm três opções para suas reservas, caso seja necessário remarcar até 31/12/2020:

1. Alterar a data do voo, uma vez, sem taxas ou diferença tarifária, desde que mantidas as condições aplicáveis ao serviço contratado;

2. Cancelar gratuitamente e usar o valor como crédito com a companhia. O bônus terá validade de 18 meses;

3. Pedir reembolso, que será processado de forma integral e realizado em até 12 meses a contar da data do voo cancelado.

Ainda não foram disponibilizadas as medidas de flexibilidade de voos da Azul para 2021. Mais informações no site oficial da Azul.

Voltar para linhas aéreas

4. Aerolíneas Argentinas

Depois da reabertura em novembro para alguns países da América do Sul, a Argentina voltou a fechar suas fronteiras em dezembro de 2020 em função do aumento de casos de coronavírus no país. As regras para a entrada você confere no nosso mapa de restrições de viagem.

A companhia permite que passageiros que tiveram seus voos cancelados ou que querem adiar seu voo por conta do coronavírus usem o valor do bilhete como crédito para remarcação de uma nova viagem.

É possível alterar uma única vez a data da viagem, sem diferença de tarifa/milhas, desde que seja respeitada a temporada do bilhete original. Outra opção é alterar a rota, sem penalidades, pagando somente a diferença tarifária/milhas, quando houver.

A flexibilidade é válida para todas as passagens adquiridas até 31 de janeiro de 2021, e a nova viagem deverá estar finalizada antes de 15 de dezembro de 2021. Confira outros detalhes no site da linha aérea (link abaixo).

Facilidade para brasileiros: E-Voucher

De acordo com a regulamentação local e somente para passagens emitidas no Brasil, é oferecida a opção de um voucher eletrônico pelo valor do ticket não voado. O e-voucher poderá ser utilizado para emitir um novo bilhete internacional com origem/destino Brasil, sem cobrança de penalidade e sem possibilidade de crédito por valores residuais.

A solicitação para a emissão do voucher deverá ser feita por e-mail nos seguintes endereços: marisa.babaly@aerolineas.com.ar / backoffice.br@aerolineas.com.ar

Saiba mais no site da Aerolíneas Argentinas.

Voltar para linhas aéreas

5. TAP Air Portugal

A cada mês, a TAP intensifica suas rotas internacionais e nacionais. Você pode conferir a lista completa dos destinos operados pela TAP aqui.

A TAP flexibilizou as alterações de bilhetes e disponibilizou bônus para os passageiros que tiveram suas viagens alteradas em função do Covid-19. Veja as opções:

1. Reagendamento: bilhetes emitidos entre 25 de setembro de 2020 e 31 de janeiro de 2021, com período de viagem entre 25 de setembro e 14 de dezembro de 2020 ou entre 16 de janeiro e 31 de maio de 2021 podem fazer um reagendamento gratuito.

2. Crédito: desde 1 de setembro de 2020, caso o seu voo seja cancelado, você pode optar por um crédito com um bônus de mais 10% do valor do bilhete. A validade é de 1 ano a partir da data de solicitação.

3. Reembolso: caso você queira o reembolso, o pedido deverá ser feito junto ao Contact Center TAP.

Veja detalhes na página da TAP.

Voltar para linhas aéreas

6. Ryanair

A Ryanair está bastante flexível em relação a remarcações e créditos. Viajantes que tiverem voos cancelados pela companhia, serão notificados por e-mail e SMS e terão a opção de receber um voucher de viagem, reembolso ou remarcação de sua viagem.

1. Reagendamento: não serão cobradas taxas de alteração de voo para viagens antes de 31 de janeiro de 2021. Os voos podem ser remarcados gratuitamente, uma vez, para viajar antes de 30 de setembro de 2021. Observe que a diferença de tarifa poderá ser aplicada.

2. Crédito: para aqueles que optarem pelo crédito, é possível usar o voucher por até 12 meses a partir da data de emissão.

3. Reembolso: e para quem optar por resgatar o reembolso em dinheiro, a maneira mais rápida de fazer isso é através do Atendimento ao Cliente da Ryanair.

Confira aqui mais informações da RyanAir em tempos de coronavírus.

Voltar para linhas aéreas

7. Iberia

A Iberia vem aumentando suas rotas nacionais e internacionais. Para conferir todas as rotas, acesse o site da linha aérea.

A companhia permite que passageiros que não possam viajar em função da pandemia alterem a data do voo, sem custos. As regras específicas devem ser conferidas na página da Iberia.

Outra opção é obter o reembolso por meio de um bônus resgatável em bilhetes e serviços. O bônus pode ser usado uma ou mais vezes, até que seu montante seja esgotado e em até 14 meses a partir da data da sua emissão.

Voltar para linhas aéreas

8. Alitalia

A companhia está aumentando aos poucos o número de rotas e voos. Confira as informações completas no site da Alitalia.

Passageiros com bilhetes comprados até 31 de dezembro de 2020 podem:

1. Alterar gratuitamente a data da viagem, desde que mantendo os mesmos destinos do bilhete original, para qualquer data disponível no período de 12 (doze) meses a contar da data do seu voo original. Regra válida tanto para voos cancelados pela companhia aérea quanto para solicitação de remarcação de voo feita pelo passageiro.
2. Solicitar um voucher no valor da passagem de valor igual ao do bilhete adquirido. Caso o voo tenha sido cancelado pela companhia, passageiros que comunicaram o cancelamento até 08 de dezembro de 2020 podem resgatar um bônus de €15 para voos domésticos e de média distância ou de €60 para voos de longa distância. O crédito poderá ser utilizado dentro do período de 18 meses a partir da data do voo original. Todas as solicitações de Voucher de Crédito deverão ser feitas por aqui.
3. Solicitar o reembolso é possível. Os reembolsos serão realizados de acordo com as regras tarifárias do bilhete e processados pelas Agências de Viagens ou pela Central de Atendimento da Alitalia em até 7 (sete) dias, contados a partir da data da solicitação do passageiro. No caso de voos cancelados pela própria Alitalia, os reembolsos serão realizados sem multas. Veja os detalhes no site da Alitalia.

Para entrar em contato com o Call Center no Brasil, os números disponíveis no site da cia aérea são 11 3958-7959 / 21 3500-8998. Se estiver na Itália, a ligação pode ser feita para a linha telefônica gratuita 800650055 ou demais números locais encontrados aqui.

Voltar para linhas aéreas

9. Lufthansa

Em função da nova onda de contágios na Europa, a Lufthansa teve que pausar a retomada de voos planejada para o final do ano. Confira os destinos atendidos atualmente pela companhia no site da Lufthansa.

1. Remarcação: para passagens adquiridas depois de 15 de maio de 2020, se o voo foi ou for cancelado, é possível fazer uma nova reserva gratuitamente até 31 de março de 2021 para um voo alternativo para o mesmo destino e dentro da mesma classe de viagem; se o voo não foi cancelado, é possível remarcar sem taxa de remarcação. Pode haver cobranças devido à diferença de tarifa. O início da viagem deve ser o mais tardar até 31 de dezembro de 2021 e a nova reserva deve ser feita antes do início original da viagem.
2. Alteração de destino e classe de viagem: o bilhete permanecerá válido e você poderá usá-lo em um voo futuro. O início da viagem deve ser o mais tardar até 31 de dezembro de 2021. Observe que, nesses casos, um pagamento adicional pode ser necessário.
3. Reembolso: se o seu voo foi cancelado e você quer reembolso, faça sua solicitação por aqui.

Acesse o site da Lufthansa, para conferir outros detalhes dos termos e condições da empresa.

Voltar para linhas aéreas

10. EasyJet

A easyJet está gradualmente retomando seus voos. A companhia dispõe de facilidades para remarcação de viagem. Veja o resumo, abaixo.

Para voos cancelados pela companhia aérea:

1. Remarcação: se o seu voo for cancelado pela companhia aérea em função da crise do coronavírus, você poderá transferir para outro voo gratuitamente.
2. Crédito: a companhia aérea também permite que o viajante troque o valor do seu voo cancelado por um voucher válido por 12 meses a contar da data de emissão. Segundo a easyJet, você pode reservar qualquer voo que esteja à venda no momento em que utilizar o crédito. Confira demais condições aqui.
3. Reembolso: basta preencher o Formulário Online de Pedido de Reembolso.

Saiba mais na página da easyJet com informações atualizadas.

Voltar para linhas aéreas

11. American Airlines

Seguindo a tendência das companhias aéreas americanas Delta e United Airlines, a American anunciou que também vai acabar com as taxas de remarcação de voos domésticos e internacionais de curta distância para bilhetes Premium e para grande parte dos bilhetes econômicos.

Para acompanhar as atualizações dos voos, acesse o site de notícias da American Airlines.

A American estendeu a oferta de isenção de taxas de alteração para bilhetes com data entre 1º de março a 31 de dezembro de 2020.

Segundo a companhia, você pode até mesmo alterar as cidades de origem e destino, lembrando que quem arca com a diferença no preço do bilhete é você. Ao remarcar, a viagem deverá ser concluída até 31 de dezembro de 2021.

Veja mais informações no site oficial da American Airlines.

Voltar para linhas aéreas

12. KLM

A KLM informa que sua programação de voos pode ser alterada a qualquer momento. Você pode conferir os voos disponíveis na tabela de horários da KLM.

No caso de voos cancelados pela própria companhia por conta do coronavírus, é possível remarcar as datas da viagem ou mesmo os destinos, porém uma diferença tarifária poderá ser cobrada.

Outra opção é solicitar um reembolso, que pode ser tanto em forma de voucher com o valor total do bilhete adquirido, quanto em dinheiro. Confira os detalhes na página atualizada sobre Covid-19 da KLM.

13. Air France

Atualmente, a companhia está voando para Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo. Você pode conferir o cronograma de voos nessa página.

Se o seu voo foi cancelado pela companhia aérea você pode:
1.
Alterar a data e/ou destino da sua viagem, pagando apenas a diferença tarifária. A alteração deve ser feita até o dia do embarque do primeiro voo. A flexibilidade vale para voos reservados até 31 de março de 2021.
2. Solicitar reembolso, em dinheiro, se a opção estiver disponível para seu voo. Caso contrário, o reembolso pode ser feito em forma de crédito, com um voucher válido por um ano. Mais informações sobre reembolso aqui.

Confira os contatos da Central de Reservas na página oficial da Air France.  

Voltar para linhas aéreas

14. Vueling Airlines

A Vueling tem sido uma das companhias mais flexíveis durante a pandemia de coronavírus, com regras simplificadas para remarcação e cancelamento de voos. A companhia informa por e-mail e SMS sobre alterações ou cancelamentos nos voos por conta do coronavírus e encaminha opções disponíveis para voos não cancelados.

Caso você deseje alterar sua reserva, você pode remarcar seu voo, sem cobrança de taxas, pagando apenas a diferença tarifária, se houver. Acompanhe as atualizações sobre flexibilidade para alterações da Vueling aqui.

Voltar para linhas aéreas

15. Turkish Airlines

A Turkish Airlines, companhia que oferece alterações ilimitadas para reservas feitas entre 21 de março de 2020 e 31 de março de 2021, já retomou suas operações internacionais. Você pode conferir o plano de voos da Turkish aqui.

Os passageiros podem fazer gratuitamente quantas alterações forem necessárias, pagando apenas a diferença tarifária (quando houver) e desde que a viagem remarcada ocorra até 31 de dezembro de 2021.

Confira mais detalhes na página oficial da Turkish Airlines.

Voltar para linhas aéreas

Coronavírus e viagem: principais dúvidas respondidas

Para lidar com a situação, esclarecemos abaixo dúvidas dos viajantes:

Como me proteger durante as viagens?

Há uma série de precauções que você pode tomar para se manter protegido do coronavírus durante uma viagem. Os principais cuidados são: lavar as mãos com água e sabão, usar álcool em gel, evitar tocar os olhos, boca e nariz, usar máscara de proteção e manter o distanciamento social.

Quero cancelar minha viagem por causa do coronavírus. Como faço para conseguir o reembolso?

O primeiro passo é entrar em contato com a linha aérea, hotel ou agência de viagem com a qual você fez as suas reservas. Não tem certeza de qual empresa você contratou? Você pode encontrar o nome da empresa no extrato do banco ou do cartão de crédito ou ainda no email de confirmação da sua reserva. Você encontrará mais detalhes, inclusive informações de contato, na nossa página de suporte.

Meu voo foi cancelado por causa do coronavírus. Como consigo reembolso?

Ligue para a cia aérea ou para a sua agência de viagens online. Com tantas viagens sendo alteradas, pode demorar um pouco mais para conseguir atendimento. Várias empresas estão facilitando o atendimento online, justamente para evitar uma longa espera no telefone. Se o provedor informar que não haverá reembolso ou que deixou de operar, vale entrar em contato com a administradora do cartão de crédito (caso você tenha usado essa forma de pagamento). Se tiver feito seguro viagem, entre em contato também com a sua seguradora.

Meu seguro viagem pode cobrir cancelamentos por conta do coronavírus?

Tudo depende da política da empresa. Sempre confira as informações no site oficial ou ligue para a cia aérea e esclareça suas dúvidas.

Importante!

Esta página foi atualizada pela última vez em 15/01/2021. As informações desta página estavam corretas no momento da publicação. No entanto, dada a natureza da crise do COVID-19, as informações mudam rapidamente e variam de acordo com o local. Faremos o possível para manter esta página atualizada, mas isso não pode ser garantido.

Esta página foi criada apenas para orientação geral e não foi projetada diretamente para você, nem exibe quaisquer circunstâncias específicas relevantes apenas para você. É altamente recomendável que você verifique os conselhos de viagem mais recentes do governo antes de viajar ou tomar qualquer decisão de viajar.