Noticias Encante-se com as 7 Maravilhas do Mundo Moderno!

Todos os artigos

Encante-se com as 7 Maravilhas do Mundo Moderno!

Riquezas arquitetônicas e construções grandiosas formam a lista das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

Durante esses tempos difíceis, cada um de nós guarda um sonho de viagem. Embora você ainda não possa sair de casa, resolvemos trazer algumas inspirações e ajudar você a planejar viagens para quando puder cair na estrada novamente. Falando nisso, você já sabe quais são as 7 Maravilhas do Mundo Moderno? Vem ver!

Em 2007, mais precisamente no dia 7 de julho, foram anunciadas as 7 Maravilhas do Mundo Moderno, com o intuito de gravar na história as obras-primas criadas pelo ser humano, assim como os gregos fizeram com as 7 Maravilhas do Mundo Antigo.

Nosso planeta é repleto de belezas naturais, mas o homem também tem credibilidade quando o assunto é criar obras grandiosas. Veja agora quais monumentos fazem parte dessa seleção!

1. Cristo Redentor – Brasil

A imagem de Jesus Cristo de braços abertos no Rio de Janeiro não poderia ficar de fora dos selecionados. Inaugurado em 1931, no dia 12 de outubro, a obra levou 5 anos para ser concluída e hoje é um dos cartões postais mais conhecidos do Brasil. Localizada a 709 metros acima do nível do mar, a construção tem 38 metros de extensão – 8 destes compõem apenas o pedestal.

Vista aérea do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, escolhido como uma das Maravilhas do Mundo Moderna

Em função do coronavírus, a atração está fechada por tempo indeterminado. Mas para você ter uma ideia de quanto custa a visitação, confira abaixo o preço dos ingressos para visitar o Cristo Redentor (preços para os passeios de trem, saindo do Corcovado):

Ingressos Cristo Redentor

Tipo de ingressoBaixa Temp.Alta Temp.
InteiroR$ 67R$ 82
CriançaR$ 52R$ 52
IdosoR$ 26R$ 26

Se quiser continuar planejando sua visita a essa maravilha brasileira, veja outros valores e mais dicas sobre quanto custa visitar o Cristo Redentor!

2. Grande Muralha da China – China

Elaborada ao longo de várias dinastias chinesas, a Grande Muralha da China começou a ser construída em 220 a.C., por ordem do primeiro imperador chinês Qin Shihuang, da dinastia Qin.

Grande Muralha da China, uma das Maravilhas do Mundo Moderno

A ideia da obra era oferecer proteção das invasões vindas do Norte e, com o passar do tempo, a Grande Muralha acabou se tornando uma das construções mais icônicas da história da humanidade e uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

Para chegar até esta Maravilha do Mundo Moderno, é preciso voar até a China – os voos mais frequentes e mais baratos saindo do Brasil são para Pequim. A capital chinesa fica 75 km do ponto mais próximo da Muralha (e também mais movimentado): Badaling.

A visitação foi reaberta depois de 2 meses de fechamento em função do coronavírus. Entre abril e outubro, os ingressos custam 45 yuans (cerca de R$ 36,50), e, entre novembro e março, 40 yuans (cerca de R$ 32,50).

3. Taj Mahal – Índia

Principal monumento da Índia, o Taj Mahal é um mausoléu. Construído entre 1630 e 1652, aproximadamente 22 mil homens trabalharam durante as obras. Localizado em Agra, o monumento foi feito como uma homenagem à esposa preferida do imperador Shah Jahan, Aryumand Banu Begam, que faleceu dando à luz ao seu 14º filho.

Taj Mahal, em Agra, na Índia

O nome da construção foi inspirado no apelido carinhoso que o imperador dera a sua amada, Mumtaz Mahal, e significa “joia do palácio”. Taj Mahal foi erguido sob o túmulo de Aryumand Banu Begam e unido ao rio Yamuna. A criação chama a atenção ainda por ser adornada com pedras semipreciosas em todo seu interior e com fios de ouro em sua cúpula.

O Taj Mahal foi fechado em março em função da pandemia e segue sem prazo para reabrir. Para você ter uma ideia, o valor do ingresso para estrangeiros antes do fechamento custava a partir de 1.100 rúpias (cerca de R$ 83).

Saiba que os voos para Agra não são muito frequentes saindo do Brasil, por isso, para visitar o Taj Mahal o ideal é desembarcar em Nova Déli, onde fica o maior aeroporto da Índia. Muitas agências de turismo oferecem pacotes com translado entre as duas cidades e ingressos para o Taj Mahal incluídos.

Leia também: Quanto custa viajar para Índia?

4. Machu Picchu – Peru

Localizada no Peru, Machu Pichu é chamada também de “cidade perdida dos Incas”. Além de sua arquitetura diferente e misteriosa, o lugar é a maior herança de um dos povos mais intrigantes da história.

Ruínas de Machu Picchu, no Peru, escolhida como uma das Maravilhas do Mundo Moderno

Descoberta em 1911, a cidade, que fica no topo de uma montanha com 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, foi construída no século 15. Atualmente, entretanto, o monumento conta com apenas 30% de sua construção original, o restante foi todo reconstruído, permitindo uma pequena ideia do que seria toda a sua grandiosidade, caso a obra permanecesse intacta até hoje.

Infelizmente, devido à pandemia Covid-19, o sítio arqueológico está fechado até novo aviso. Os valores dos ingressos para Machu Picchu dependem do que está incluído, e os ingressos têm descontos para crianças. Abaixo você pode ser uma ideia dos valores praticados antes do fechamento:

Ingressos Machu Picchu

Tipo de BilheteInteiro
Machu Picchu*US$66
Machu Picchu + Huayna Picchu*US$81
Machu Picchu + Montanha*US$81

*Valor integral para turistas estrangeiros. Visitantes peruanos e de países da Comunidade Andina devem consultar o site do Ministério da Cultura do Peru para mais detalhes. 

A cidade mais próxima é a doce e pequena Águas Calientes, aos pés do monte. Cusco, cidade mais próxima com aeroporto, fica a 75 km de Machu Picchu e geralmente é escolhida como base para passeios bate-volta para as ruínas incas.

Leia também: Quanto custa visitar Machu Picchu?

5. Chichén Itzá – México

Ao falar em civilizações intrigantes, os Maias também têm seu espaço. Chichén Itzá serviu como centro político e econômico desse povo, que presenteou o mundo com sua cultura e arquitetura riquíssimas.

Chichén Itzá, México

A pirâmide de Kukulkan (provavelmente o ícone mais importante e popular de todos os templos Maias), a Praça das Mil Colunas, o Campo de Jogos dos Prisioneiros e o Templo de Chac Mool também são exemplos da grandiosidade e dedicação deste povo – e são atrações que também podem ser visitadas dentro do sítio arqueológico.

Normalmente, uma visita a Chichén Itzá faz parte de uma viagem para Quintana Roo, região turística popular entre os brasileiros, especialmente em função de Cancún.

Importante: o sítio arqueológico está fechado em função do coronavírus e das restrições de viagem. Mas tenha em mente que ingresso para Chichen Itzá custa a partir de 80 pesos mexicanos (cerca de R$ 20). Há ônibus saindo de Cancún, Playa del Carmen e Tulum – dica para quem não quer depender de agências para fazer o passeio 😎

6. Coliseu – Itália

Símbolo do Império Romano, o Coliseu é o mais famoso anfiteatro do mundo e uma das obras arquitetônicas mais importantes para a história da humanidade – foi palco de lutas de gladiadores a obras teatrais.

Coliseu, em Roma, escolhido como uma das Maravilhas do Mundo Moderno

O Coliseu, uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno mais visitadas, também está fechado por tempo indeterminado, assim como outras atrações de Roma. Para você ter uma ideia de ingressos, a compra pode ser feita pela internet e os bilhetes custam a partir de € 20 + taxas. Há diferentes sites autorizados a vender, portanto, fique de olho e certifique-se de que o site é seguro.

Uma dica: caso opte por comprar o ingresso na hora, lembre-se de chegar cedo para evitar filas, especialmente durante alta temporada. E ah, o bilhete inclui entradas também para o Monte Palatino e o Fórum Romano – nessas bilheterias, há menos filas 😉

7. Ruínas de Petra – Jordânia

Inteiramente esculpida em arenito, as Ruínas de Petra, que sobreviveram aos terremotos e a corrosão natural do tempo, são donas de uma beleza única – não à toa foram escolhidas uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

Ruínas de Petra, na Jordânia

Localizada entre as montanhas que formam o flanco leste de Wadi Araba, vale que vai do Mar Morto ao Golfo de Aqaba, Petra foi habitada aproximadamente em 1200 a.C., pelos Nabateus, responsáveis pela bela arquitetura da cidade.

As ruínas de Petra estão localizadas ao sul da Jordânia, em uma cidade chamada Wadi Musa. O ideal é desembarcar em Amã e seguir viagem de ônibus até o município. A viagem dura 3 horas em média. Os ingressos custam cerca de 90 dinares por dia (cerca de US$ 120). Se você puder passar pelo menos uma noite na cidade e comprar ingresso para dois dias, vai conseguir aproveitar melhor o passeio.

Leia também: Cenários de Aladdin: conheça Petra, Wadi Rum, deserto, Amã, Mar Morto e Aqba!

*Os preços exibidos podem mudar sem aviso prévio. Valores checados no momento da publicação.

Leia também:

Quais são as 7 maravilhas da natureza
Quanto custa visitar as 7 maravilhas da natureza
10 patrimônios da Unesco para visitar no Brasil