Noticias Dicas Quanto custa viajar para Bonito?

Todos os artigos

Quanto custa viajar para Bonito?

Visitar o pequeno paraíso que é Bonito não costuma sair barato. Uma viagem a este recanto, um dos principais destinos de ecoturismo no país, situado no oeste do Mato Grosso do Sul, envolve contemplar e desfrutar da natureza. Saiba mais!

Texto por Constance Laux, da Editora O Viajante

São inúmeros rios de águas cristalinas, cavernas com formações rochosas únicas e cachoeiras ornamentais cercadas por piscinas naturais. A responsabilidade com o meio ambiente e a preservação deste são a linha condutora das políticas do turismo na região, o que naturalmente envolve custos, indiretamente repassados aos turistas.

Dotada de ótima infraestrutura, a cidade, inclusive, já ganhou diversos prêmios internacionais pela prática do turismo sustentável. Um dos principais fatores para esse reconhecimento é o sistema unificado de controle do número de pessoas que visitam as belezas naturais da região, minimizando o impacto humano na natureza.

A limitação no número de visitantes também influencia a organização da viagem. Na maioria dos casos, não é possível simplesmente adquirir seu ingresso na entrada do atrativo. Os passeios devem ser reservados, alguns até mesmo com hora marcada, por intermédio de agências locais.

Quando viajar?

Durante a alta temporada (período de férias escolares e feriados nacionais), além de os preços dos tours e de acomodação serem mais caros, é bastante comum que os passeios mais concorridos esgotem rapidamente – por isso, é recomendado chegar à cidade com tudo planejado e reservado. Muitos hotéis e pousadas já encaminham o turista a uma agência associada quando a reserva da hospedagem é feita.

Saiba qual é a hora certa para comprar passagens aéreas para os destinos internacionais mais buscados pelos brasileiros. É só clicar na foto!

Saiba qual é a hora certa para comprar passagens aéreas para os destinos internacionais mais buscados pelos brasileiros. É só clicar na foto!

Passagens aéreas para Bonito

Na baixa temporada, os preços são bem mais acessíveis, mas é importante atentar para as características das estações climáticas. No verão, entre dezembro e março, ocorre a estação chuvosa, com temperaturas elevadas e altos níveis de precipitação. Nesse período, os rios e as cachoeiras estão mais cheias, mas a água é mais turva e há menos peixes, devido ao fenômeno da piracema. Dependendo da quantidade de chuva, os passeios podem até mesmo ser cancelados.

Já a estação seca corresponde aos meses de maio a agosto, quando a temperatura cai, incluindo a da água, que pode chegar a 11ºC. No entanto, é a época ideal para mergulho e flutuação, uma vez que as águas estão cristalinas e com mais peixes.

Depois de escolher a época quando será realizada a sua viagem, atente-se aos preços dos passeios, das passagens aéreas e de outros gastos, com as dicas que você pode conferir abaixo!

Passeios

Uma boa notícia é que os valores dos passeios são tabelados, isto é, custam o mesmo em todas as agências (desconfie daquelas que prometem preços inferiores às demais). Para valores atualizados, confira o site da Associação dos Atrativos de Bonito.

Ao clicar na foto, você confere dicas sobre o que fazer em Bonito!

Ao clicar na foto, você confere dicas sobre o que fazer em Bonito!

Hotéis em Bonito

Os preços podem ir de meros R$ 30, custo para entrar no Balneário Municipal em baixa temporada, até R$ 1.045, valor que seria necessário desembolsar para fazer o rapel e o mergulho de cilindro no Abismo Anhumas, uma espetacular caverna submersa. Desse modo, o quanto você vai gastar depende unicamente dos passeios selecionados.

Existem cinco tipos de passeios: grutas, flutuações, cachoeiras, mergulho e descidas em rios de boia cross ou botes. Para cada tipo, há diferentes ofertas de atividades, que podem custar mais ou menos, dependendo do número de entradas que são permitidas no local. Para ter uma experiência completa em Bonito, basta eleger um passeio de cada gênero, já que há vários passeios repetidos.

Para calcular o custo total é importante levar em consideração também o seu modo de deslocamento: você pode chegar aos atrativos com o transporte compartilhado oferecido pelas as agências por valores entre R$ 30-50 por pessoa ou alugar um carro em Bonito por R$ 70-100 a diária (considerando um carro econômico).

Entre as cavernas, a mais imperdível é a Gruta do Lago Azul, cuja entrada sai relativamente em conta, R$ 50/65 por pessoa (baixa/alta temporada). Algumas agências oferecem as Grutas de São Miguel (R$ 50) como passeio complementar, o que encarece os custos.

As flutuações – descer o rio boiando, com snorkel para ver peixes como piraputangas, pacus e dourados – podem custar entre R$ 80/90, no Parque Ecológico, e R$ 156/192, no concorrido Rio da Prata. Outros locais como o Rio Sucuri, o Rio Formoso e o Aquário Natural, têm preços intermediários.

Para conhecer as cachoeiras, você pode gastar de R$ 124/140, no Parque das Cachoeiras, a R$ 202/238, no circuito da Boca da Onça. Esses passeios, em geral, incluem também o almoço.

As atividades de aventura nos rios têm valores como R$ 75 para o boia cross do Hotel Cabanas e R$ 110 para o passeio de bote no Rio Formoso, tanto em alta quanto em baixa temporada.

Já os passeios com mergulho de cilindro, permitido apenas para os que têm prática nesta atividade, são mais caros. Para essa atividade, você pode gastar desde R$ 322, na Lagoa Misteriosa, até R$ 1.045, no Abismo Anhumas. Esses valores são os mesmos, independente da temporada.

Passagens aéreas

A única companhia aérea que opera voos para Bonito é a Azul, com dois voos por semana, um às quartas-feiras e outro aos domingos, sempre partindo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Clique na foto e encontre passagens aéreas para Bonito!

Clique na foto e encontre passagens aéreas para Bonito!

A viagem de ida e volta custa, em média, R$ 930, mas comprando com antecedência é possível encontrar passagens por algo em torno R$ 670; ou, poucos dias antes da viagem, por até R$ 1.500. Quem vem de outros destinos e quer uma maior oferta e flexibilidade de horários, deve voar até Campo Grande, a 300 km de Bonito.

De Campo Grande a Bonito, é possível ir tanto de ônibus (R$ 65, 4h30-6h de viagem), quanto de translado particular (R$ 80-100, 4h de viagem). Prefira a segunda alternativa, não só pela vantagem de tempo, mas porque deslocar-se do aeroporto até a rodoviária de Campo Grande pode acabar saindo mais caro do que a diferença entre ônibus e translado.

Hospedagem

Aqueles que viajam com o orçamento mais apertado, ou apenas preferem o ambiente dos albergues, encontram diárias em dormitórios a partir de R$ 38 no Bonito HI Hostel, e a partir de R$ 40 tanto no Papaya Hostel quanto no Hostal Ecological Expeditions Bonito.

Encontre hotéis em Bonito. É só clicar na foto!

Encontre hotéis em Bonito. É só clicar na foto!


Foto: Hotel Zagaia

Em hotéis e pousadas 3 estrelas, a diária pode custar entre R$ 150, como no quarto duplo do Solar Do Cerrado Hotel, e R$ 297, caso do Hotel Pousada Surucuá. Se orçamento não for uma preocupação, o 5 estrelas Zagaia Eco Resort, o mais caro da cidade, tem diárias a partir de R$ 441.

Alimentação

Especializados em pescados, como dourado, pacu e pintados, e com um toque de ingredientes típicos do cerrado, como o pequi, uma fruta amarelinha, os restaurantes de Bonito até que cobram valores justos para o que é ofertado.

Clique na foto e conheça os melhores pratos típicos do mundo!

Clique na foto e conheça os melhores pratos típicos do mundo!

 

Na Casa do João, um dos mais famosos da cidade, os petiscos custam entre R$ 30-50 e os peixes, entre R$ 70-100, sempre para duas pessoas. No Cantinho do Peixe, cujo destaque é o pintado ao molho de urucum, a refeição sai, em média, R$ 50.

Para provar pratos exóticos, a pedida é o restaurante Castellabate, cujo carro-chefe são os pratos de carne de jacaré (criado em cativeiro, respeitando as normas ambientais da região), que saem, em média, R$ 80, para duas pessoas.

Agora que você tem uma noção dos valores cobrados em Bonito, você já pode começar a organizar a sua viagem!

Quer mais dicas sobre viagens econômicas? Clique nos títulos abaixo!

Dicas para fazer uma viagem barata a Miami

Dicas para economizar durante a alta do dólar nos EUA

25 destinos baratos para conhecer no Brasil