O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Dicas Dicas de viagem para o Chile: tudo o que você precisa saber antes de desbravar o país

Todos os artigos

Dicas de viagem para o Chile: tudo o que você precisa saber antes de desbravar o país

O Chile é um dos países mais turísticos da América do Sul e guarda alguns dos mais belos cenários do mundo, sem exagero! São diversas paisagens de tirar o fôlego, dispersas em seu extenso território. Confira nossas dicas de viagem para o Chile e descubra tudo o que você precisa saber antes de desbravar o país de norte a sul.

Esqueça as burocracias

O Chile é um dos poucos países para onde podemos viajar apenas com o RG, graças aos acordos do Mercosul. Ao entrar no país, você receberá um visto válido por até 90 dias, que será carimbado no formulário de controle de imigração.

Escolha a melhor forma para adentrar o país

As formas mais comuns de adentrar o Chile são de avião, de carro e de ônibus. Pelo meio aéreo, a porta de entrada no Chile costuma ser Santiago e, do Brasil, há voos diretos partindo de São Paulo e Rio de Janeiro. Durante o verão, também podem surgir voos diretos de Porto Alegre e Florianópolis. Viajando fora da alta temporada ou criando um alerta de preço aqui no Skyscanner, é possível conseguir passagens por menos de mil reais.

Viajar entre o Brasil e o Chile de ônibus é quase uma aventura, mas bom para quem não se importa em viajar por horas ou dias. É mais vantajoso para quem mora nas capitais do sul do Brasil, mas também há como sair do Sudeste na rota Rio de Janeiro – São Paulo – Assunción (Paraguai) – Santiago.

Chegar ao Chile de carro requer um certo planejamento, mas a independência durante a viagem e as paisagens ao longo do caminho (como da Cordilheira dos Andes) fazem os amantes da estrada optarem por esse meio.

Utilize mais de um transporte

Para circular pelo extenso país, conexões aéreas são ideais para os trechos mais longos. As rotas turísticas mais comuns de avião são Santiago–Calama (que dá acesso a San Pedro de Atacama), Santiago–Punta Arenas (para Torres del Paine) e Santiago–Puerto Montt (para a Região dos Lagos). Viajar de avião pelo Chile também possibilita, quando a neblina permite, vistas aéreas sensacionais da cordilheira.

Passagens aéreas baratas

As estradas do país cortam cenários fantásticos, o que, somado às boas condições de manutenção, facilitam e incentivam às viagens motorizadas. Se você alugar um carro ou se for de carro a partir do Brasil, é possível escolher seu próprio trajeto (e as estradas secundárias costumam oferecer vistas ainda mais belas) e parar quando e onde quiser. Para quem não curte dirigir, há dezenas de empresas de ônibus, com boa frequência de saídas, principalmente de Santiago.

Explore a Capital

Santiago é o ponto de entrada da maioria dos visitantes no Chile. Muitos, porém, partem diretamente para outras localidades – como o Deserto do Atacama, a Patagônia chilena e a Região dos Lagos – não explorando a capital chilena, o que é um grande erro!

Tá certo que as regiões mencionadas são o top do país, mas Santiago, cosmopolita, com boas doses de provincianismo, tem muito a oferecer. Há muito o que fazer na capital do Chile entre atrações, museus, cafés, shoppings, parques e, nos dias de céu claro, visão dos Andes, a impressionante cordilheira que resguarda a cidade.

Busque hotéis em Santiago

Troque dinheiro em Santiago

Normalmente a capital, Santiago, é a cidade que oferece a melhor cotação na troca de moedas e o calçadão da Calle Paseo Ahumada concentra várias casas de câmbio, o que facilita comparações.

Procurando, você também encontra onde trocar reais por pesos chilenos nas cidades grandes e/ou turísticas, como Punta Arenas e San Pedro de Atacama, mas nem sempre com uma boa cotação. Opte por casas de câmbio, pois, em geral, elas oferecem melhores taxas que os bancos.

Sempre carregue dinheiro vivo

Em centros urbanos, cartões de crédito costumam ser bem aceitos; entretanto, não se pode dizer o mesmo em relação a cidades menores. Então, tenha sempre dinheiro em espécie, principalmente em regiões mais remotas. Veja quanto custa viajar para o Chile e veja as melhores formas de levar dinheiro para a viagem.

 

Skyscanner App

Fique atento, mas sem neurose

O Chile é um dos países mais seguros da América Latina. Ainda assim, como qualquer lugar, possui criminalidade, problema mais acentuado na capital e nos centros urbanos. Dentre os golpes mais comuns em viagem, o mais corriqueiro no Chile é o roubo de carteiras em áreas centrais – locais onde se deve ter mais atenção – e o sumiço de bolsas ou malas no hall de hotéis de razoável circulação. Mas, no geral, é difícil acontecer algum problema de segurança pública.

Não surte com a saúde

Diferente de outros países sul-americanos, não há obrigatoriedade de tomar qualquer vacina para entrar no Chile, que ostenta ótimas condições sanitárias. A maior preocupação de um viajante, conforme o destino e a época do ano, deve ser com a temperatura, especialmente no inverno (sim, é bem frio).

 

Já o mal da altitude incomoda apenas em cidades acima de 3.000 ou 3.500 metros, que, entre as cidades turísticas do Chile, não são muitas. Os efeitos são dores de cabeça, sangramento das narinas, tontura. Não há muito a se fazer, além de tomar analgésicos. Então não se desespere, isso é comum e, dentro de alguns dias, seu corpo deve se aclimar, adaptando-se naturalmente à nova localização.

Interaja com o povo e prove a comida típica

Embora reservados a princípio, os chilenos são geralmente atenciosos, simples e prestativos. Em Santiago, devido ao ritmo de vida de um grande centro urbano, podem mostrar-se um pouco mais frios, mas nas cidades menores, a acolhida tende a ser calorosa. Superada uma certa timidez inicial, os chilenos não tardam em estabelecer laços com os forasteiros, então não se acanhe e tente interagir com o povo.

Os pratos típicos chilenos são bastante saborosos, e você não deve deixar de prová-los. Entre os mais populares estão a cazuela, um tipo de sopa em que é cozido frango ou carne junto a verduras e milho, e o curanto, frutos do mar acompanhados de batata, cebola, carne de porco e frango, entre mais um monte de delícias misturadas. Outras tipicidades são a torta de milho, a panqueca de batata e as empanadas.

Hotéis baratos Skyscanner

Aceite que não é possível conhecer o país inteiro em uma viagem

O território chileno é extremamente diverso em suas paisagens, com vulcões, lagos, desertos, montanhas, parques nacionais, centros urbanos… Ou seja, há uma enormidade de motivos para conhecer o Chile!

Assim, muito provavelmente você não conseguirá conhecer os Andes, o Deserto do Atacama, a Ilha de Páscoa e a Região dos Lagos em uma única viagem, mas isso não é motivo para desanimar. A proximidade com o Brasil, a boa estrutura turística e as frequentes promoções de passagens aéreas possibilitam visitar o Chile muitas e muitas vezes e – garantimos –, vale a pena!

Busque agora mesmo as passagens aéreas mais baratas para o Chile ou para qualquer outro destino!

Veja outras dicas sobre o Chile, conferindo os artigos abaixo!

Chile: 06 destinos para quem aprecia o turismo de aventura

9 lugares mágicos que você precisa visitar no Chile

Conteúdo baseado no Guia O Viajante Chile, de Zizo Asnis, editora O Viajante/Trilhos e Montanhas.

Newsletter