Noticias 7 das ilhas mais isoladas do mundo

Todos os artigos

7 das ilhas mais isoladas do mundo

Quer fugir do mundo e ainda conhecer lugares incríveis? Conheça as ilhas mais isoladas do mundo, perfeitas para quem quer tranquilidade (ou aventura). Confira!

Por serem muito afastadas do continente, as ilhas que vamos apresentar aqui hoje, além de serem as mais isoladas do mundo, estão entre os lugares menos visitados, já que o difícil acesso faz com que muitos desistam da viagem. Se você, porém, acha que qualquer esforço ou voo longo é válido para fugir do agito de grandes cidades e de destinos badalados, veja a lista e prepare-se para uma viagem incrível!

1. Ilhas Malvinas – Reino Unido

A 550 km da costa leste argentina, as Ilhas Malvinas, também conhecidas como Falklands, pertencem ao Reino Unido. Para chegar até lá, é necessário pegar um voo com no mínimo duas escalas — Santiago e Punta Arenas (Chile) — até a cidade de Stanley, capital da ilha.

Encontre voos para as Malvinas, basta clicar na foto!

 

Ilhas mais bonitas da América Latina

Para quem já está viajando pela Patagônia, pelo Chile ou pela Argentina, fica mais fácil encaixar esse destino no roteiro, pois os voos até Stanley são mais frequentes. As Malvinas são um destino interessante para quem gosta de atividades em meio à natureza e muita aventura, graças aos roteiros variados que são oferecidos na capital.

2. Santa Helena – Reino Unido

Também oficialmente parte do Reino Unido, a Ilha de Santa Helena faz parte de um território ultramarino, formado ainda por outros dois arquipélagos, Tristão da Cunha e Ascensão. Santa Helena é a mais próxima do continente e fica a cerca de 2 mil km do sul da África. A ilha é conhecida como o lugar onde Napoleão ficou exilado por muito tempo, até o dia de sua morte.

Encontre voos para a África do Sul, ponto mais próximo da Ilha de Santa Helena!

Encontre voos para a África do Sul, ponto mais próximo da Ilha de Santa Helena!

_Foto: Mejuto_

7 ilhas gregas + a mais bela praia do mundo

A porta de entrada é a capital Jamestown e o acesso (por enquanto) é feito somente através de barco, pois o aeroporto prometido para 2016 teve de ser revisto por não suportar grandes aviões, principalmente em função dos fortes ventos da ilha. A embarcação RMS St Helena, que deveria ter sido aposentada em 2017, ainda é a responsável pelo trajeto marítimo.

3. Ilhas Cocos – Austrália

No meio do Oceano Índico e a cerca de 900 km de distância de Ilhas Christmas, as Ilhas Cocos pertencem à Austrália e contam com pouco mais de 600 habitantes. Isolado e pouco povoado, o arquipélago formado por 27 ilhas possui estrutura turística incipiente.

Clique na imagem e veja voos para Cocos!

 

Ilhas do Caribe para ir com a família

Nada de resorts, shoppings ou grandes restaurantes ao longo das duas ilhas habitadas (Home Island e West Island, a capital). Selvagem e com boa parte do seu território ainda intocado, este conjunto de ilhas atrai principalmente a atenção dos aventureiros em busca de paz e isolamento total do mundo.

4. Ilha de Páscoa – Chile

A Ilha de Páscoa fica a mais de 3 mil km do Chile, mas tem fácil acesso, graças aos aviões que desembarcam em seu território com bastante frequência. Os voos que saem do Brasil são menos frequentes e, por isso, assim como acontece com as Ilhas Malvinas, a Ilha de Páscoa costuma fazer parte do roteiro de quem já tem viagem marcada para explorar as maravilhas chilenas.

Buscando voos para a Ilha de Páscoa? Clique na foto!

Skyscanner App

 

A principal atração da ilha são suas imensas estátuas de pedra de Moai, que mexem com o imaginário de visitantes e estudiosos que ainda investigam os mistérios em torno destas esculturas gigantes.

5. Ilhas Pitcairn – Reino Unido

Na Polinésia, ficam as Ilhas Pitcairn que estão a mais de 2.100 km de distância do Taiti. Com apenas 50 habitantes (isso mesmo!), o acesso até lá é difícil, pois é necessário navegar mais de 36 horas em embarcações que partem da Polinésia Francesa. Mas não para por aí: o viajante deve se preparar para ficar completamente isolado do mundo por um bom tempo, já que os barcos fazem o trajeto a cada três meses.

Encontre voos para a Polinésia, basta clicar na foto!

 

20 praias paradisíacas no Brasil

Com pouca estrutura, a maioria da população está emigrada na Nova Zelândia. É um local indicado, portanto, apenas para viajantes que querem a sensação de viver no limite, sem conforto algum. Para se hospedar, o visitante deverá contar com a acolhida dos locais ou com o alojamento fornecido pela prefeitura. Além disso, a entrada só é permitida após muita burocracia que envolve detalhes como pedido de licença e atestado médico.

6. Kiribati

Um dos arquipélagos mais bonitos e paradisíacos do mundo, Kiribati pode desaparecer a qualquer momento, devido ao aumento do nível do mar.

Clique na foto e encontre voos para o Havaí, ponto de partida para Kiribati!

 

5 ilhas para visitar antes que desapareçam

Embora a beleza de suas ilhas seja estonteante e haja facilidades para os visitantes, que podem chegar de avião ao país, é um dos lugares menos visitados do mundo. A pouco mais de 2600 km de distância do Havaí, é possível chegar até lá de avião ou de barco, saindo do estado norte-americano.

7. Tristão da Cunha – Reino Unido

A ilha mais remota do mundo, Tristão da Cunha, que faz parte do conjunto de ilhas formado ainda por Santa Helena e Ascensão, a 2.800 km de distância do continente, no meio do caminho entre o sul da África e a Argentina. A única forma de chegar até lá é de barco, saindo da Cidade do Cabo, e só é permitida a entrada de visitantes com autorização.

Clique na foto e veja voos para a Cidade do Cabo!

Clique na foto e veja voos para a Cidade do Cabo!

Passagens aéreas Skyscanner

Com menos de 300 moradores, Tristão da Cunha é mais um destino que atrai exclusivamente viajantes que querem explorar paisagens naturais e selvagens e ainda conviver com os moradores, já que ali os visitantes são acomodados nas casas dos locais ou em um dos seis hostels mantidos pelas autoridades locais.

Para qual dessas ilhas você fugiria agora mesmo? Deixe sua opinião em um comentário!

Inscreva-se na newsletter Skyscanner