Noticias O que é turismo sustentável e como você pode fazer sua parte

Todos os artigos

O que é turismo sustentável e como você pode fazer sua parte

Tem crescido a cada dia o interesse e a oferta de turismo sustentável, mas você sabe exatamente o que é? Descubra o que está por trás do conceito e saiba como tornar suas viagens mais conscientes.

Você já parou para pensar na importância do turismo? O setor emprega 1 em cada 10 pessoas no mundo, movimenta mais de 1,4 trilhão de dólares em exportações ao ano e é responsável por 10% do PIB mundial!

Impactos econômicos como esses, apresentados pela Organização Mundial de Turismo (OMT) são de suma importância. Agora pare para pensar sobre aquilo que mais dificilmente é traduzido em números, como impactos socioambientais e culturais.

Se o turismo tem tamanho potencial, é preciso pensar em estratégias para potencializar os impactos positivos e minimizar os impactos negativos, certo? É a partir dessa lógica que passamos a falar em turismo sustentável.

Existem dezenas de atitudes e de pequenas iniciativas que podem ajudar no turismo consciente. Confira nesse post como você pode fazer a sua parte!

O que é sustentabilidade?

Ao pensar em sustentabilidade, o que logo vem a sua mente? Aposto que noções genéricas sobre ecologia e respeito à natureza. A ideia não está totalmente errada, mas sustentabilidade é mais do que meio ambiente.

Na verdade, quando falamos de sustentabilidade, normalmente estamos tratando sobre desenvolvimento sustentável. E, segundo os estudiosos da área, essa noção está pautada num tripé formado por eficiência econômica, justiça social e prudência ecológica.

O compromisso com o desenvolvimento sustentável é mundial. Tanto que, em 2015, 193 estados-membros da ONU elaboraram a Agenda 2030, um documento que prevê 17 metas globais de desenvolvimento sustentável a serem postas em prática nos 15 anos subsequentes:

1. Erradicação da
pobreza
7. Energia acessível e
limpa
13. Ação contra a
mudança global do
clima
2. Fome Zero e Agricultura Sustentável 8. Trabalho descente e
crescimento econômico
14. Vida na água
3. Saúde e Bem-estar 9. Indústria, Inovação e Infraestrutura 15. Vida terrestre
4. Educação de
qualidade
10. Redução das
desigualdades
16. Paz, justiça e instituições eficazes
5. Igualdade de Gênero11. Cidades e
comunidades
sustentáveis
17. Parcerias e meios de
implementação
6. Água Potável e
Saneamento
12. Consumo e
produção
responsáveis
💚

O que é turismo sustentável?

Que setor tem capacidade econômica e social em potencial para gerar transformação de tantas maneiras diferentes? Acertou quem pensou em turismo, é claro!  

Em 2017, a ONU considerou aquele como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. Lembra da Agenda 2030 e das 17 metas globais? Três delas, com mais potencial de relação com o turismo, resultaram em cinco metas específicas para o setor:

  1. Crescimento econômico e sustentável;
  2. Inclusão social, emprego e redução da pobreza;
  3. Eficiência de recursos, proteção ambiental e mudança climática;
  4. Valores culturais, diversidade e patrimônio;
  5. Entendimento mútuo, paz e segurança.

Para que essas metas sejam alcançadas, o turismo sustentável precisa ser viável a longo prazo no sentido ecológico, mas sem esquecer de levar em conta as questões éticas e sociais das comunidades locais.

A definição de turismo sustentável não parece um pouco óbvia? Pois é, na prática, toda atividade turística deveria ser sustentável.

Conheça 5 companhias aéreas sustentáveis ✈️

Dicas para uma viagem sustentável

O turismo sustentável depende em grande parte das políticas públicas, elaboradas pelo Governo, e de boas práticas, aplicadas pelo setor privado, mas isso não quer dizer que não possamos fazer nossa parte!

Como turista, cabe a nós refletir sobre o que nossa visita pode provocar em termos de impacto econômico, social e ambiental. Muitas atitudes aqui listadas servem para as viagens, mas também para o nosso dia a dia.

Quando estiver em dúvida, lembre-se: um destino para ser bom para o turista, antes precisa ser bom para o morador.

1. Respeite a cultura local acima de tudo

Entender que os hábitos e valores das pessoas podem ser diferentes dos seus é o primeiro passo para uma consciência sustentável.

Pesquise sobre as tradições locais e as condições sociais, aprenda algumas palavras no idioma do país e siga as regras de comportamento, mesmo se forem diferentes das suas.

Preparar um prato típico com locais pode ser uma experiência incrível em viagens slow travel!

2. Priorize sempre a economia local

Para que o turismo atinja sua capacidade de transformação social através da economia, é preciso que negócios locais sejam lucrativos, certo?

Portanto, prefira restaurantes e hotéis gerenciados por pessoas nascidas na região. O mesmo vale para a hora de contratar um guia ou comprar artesanato.

3. Preserve o meio ambiente em pequenos gestos

Algumas são práticas comuns apenas durante viagens, mas outros tantas podem ser perfeitamente aplicadas no seu dia a dia.

  • Recolha sempre seu lixo, esteja você na beira da praia ou numa trilha;
  • Não leve conchas, pedras ou qualquer tipo de “souvenir da natureza”;
  • Prefira ecobags e garrafas reutilizáveis para evitar usar plástico;
  • Economize água: no banho e no momento de pedir para lavar toalhas;
  • Não deixe o ar-condicionado do quarto ligado sem motivo;
  • Sirva-se apenas do necessário para evitar o desperdício de alimentos;

4. Reavalie suas possiblidades de transporte

Não se engane, o avião pode ser o meio de transporte mais prático, mas é também o que mais emite dióxido de carbono (CO2).

A dica é viajar utilizando outros meios, como ônibus ou trem, sempre que possível. E, no destino, caminhar ou andar de bicicleta – saudável, prazeroso e sustentável.

Além de sustentável, andar de bike é uma dica de como viajar barato pela Europa e pelo mundo!

5. Procure por iniciativas que valorizem a experiência

É comum que a expressão “turismo sustentável” esteja associado a destinos de ecoturismo, ou, em certos casos, a turismo rural. E é preciso mesmo incentivar iniciativas como essas!

Não é difícil entender o porquê. Muito possivelmente essas práticas unem a conservação do patrimônio natural, valorização de hábitos locais e possibilidade de novas experiências.

6. Dê preferência para estabelecimentos sustentáveis

Títulos e premiações dadas pelo Governo ou por ONGs ajudam a encontrar meios de hospedagem, agências de turismo e outros negócios que já sejam reconhecidos por suas práticas.

O Prêmo Braztoa de Sustentabilidade, do Brasil, e o selo Ecolabel, da União Europeia, ajudam numa pesquisa inicial, assim como o Global Sustainable Tourism Council.

7. Seja voluntário, mas de forma consciente

Inegável os benefícios do voluntariado, certo? Errado. Antes de escolher um projeto, pesquise muito e verifique se a iniciativa gera mesmo desenvolvimento ou se causa dependência de ajuda externa.

Entidades reconhecidas, como Global Volunteers e Global Vision International são ideais para iniciar a busca por esse tipo de experiência.

Quer viajar fazendo voluntariado em troca de hospedagem? Confira nossas dicas!

8. Repense a visita a lugares que violam direitos básicos

Existem dezenas de atrações turísticas mundo afora questionáveis do ponto de vista ético, em função de violação dos direitos humanos ou do meio ambiente.

Já que parte das práticas sustentáveis envolve consciência, cabe refletir se você deveria ou não incentivar economicamente iniciativas como essas.

Encontre agora mesmo passagens aéreas em promoção no nosso buscador!

Mapa

A ferramenta Qualquer Lugar ajuda você a decidir para onde ir. Está com dúvidas em relação às datas? Use a ferramenta Mês Mais Barato para encontrar as passagens aéreas mais em conta.

Leia também:

Lugares para visitar antes que seja tarde

Viaje para as 7 maravilhas da Natureza

50 dicas de viagem (de quem entende do assunto!)