Noticias Seguro viagem: porque fazer, como comparar e dicas

Todos os artigos

Seguro viagem: porque fazer, como comparar e dicas

Está em dúvida sobre qual seguro viagem escolher? Então confira todas as informações que reunimos para que você escolha a melhor opção para a sua viagem.

Planejar uma viagem é sempre empolgante, mas é preciso pensar nos imprevistos para que tudo corra bem, principalmente quando se trata de saúde. Por isso é tão importante colocar na lista a contratação do seguro viagem, para não ser pego de surpresa com gastos indesejados.

Sendo assim, montamos um guia completo com todas as informações necessárias para quem está indo viajar e ainda está em dúvida em como e qual o melhor seguro viagem contratar.

O que é o seguro viagem?

Muitos confundem o seguro viagem com uma espécie de plano de saúde temporário. Sim, ele pode ser visto assim, já que cobre possíveis acidentes e problemas médicos durante a viagem, mas não é só isso.

Encontre agora mesmo o melhor voo para você, clique na foto!

A cobertura dessa assistência é mais ampla, podendo auxiliar em caso de atrasos de voos, extravio de bagagem, furto e, em algumas situações, em casos judiciais.Tudo vai depender da cobertura escolhida na hora da contratação do pacote do seguro viagem.

Por que contratar o seguro viagem?

Tenha em mente que problemas podem acontecer em qualquer canto do mundo e a melhor maneira de se preparar é tendo o seguro viagem em mãos. Seja qual for a situação, você terá auxílio para resolvê-la da melhor maneira possível, sem gastos adicionais.

Seguro viagem internacional: quais os países que exigem?

O ideal é que você não saia do Brasil sem o seguro viagem, independentemente do destino, mas em alguns países a contratação do serviço é obrigatório. É o caso dos 26 países europeus que assinaram o Tratado de Schengen, que exige a comprovação de no mínimo € 30.000 de cobertura para todos os turistas estrangeiros.

Os países que exigem seguro viagem na Europa são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Liechtenstein, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Outros países fora da Europa que também exigem um valor mínimo do seguro são Cuba, com cobertura mínima para assistência médica de US$ 10.000 por pessoa, e Venezuela, com mínima de US$ 40.000 que inclua repatriação e funerária. A Austrália exige o seguro de viagem, mas não estipula valor mínimo para nenhum tipo de cobertura.

E para os países que não exigem o seguro viagem, devo contratar?

Sempre, principalmente se o destino for os Estados Unidos. No caso dos EUA, o seguro viagem é ainda mais importante, já que o país não possuí sistema de saúde público e os gastos médicos são exorbitantes. As consultas podem chegar aos US$200 e um dia de internação não sairá por menos de US$3.000.

Quais as melhores seguradoras de viagem?

Para escolher o melhor seguro de viagem, o importante é optar por aquelas seguradoras quem já estejam consolidadas no mercado e, consequentemente, ofereçam uma gama maior de opções de seguros de viagem e garantias de atendimento. Afinal, onde fazer seguro viagem?

A Allianz, Porto Seguro e Sul América são algumas das maiores empresas, com redes credenciadas de hospitais no exterior, assistência 24 horas e serviços adicionais variados.

Outra que é conhecida internacionalmente, mas tem pouco tempo de atuação no Brasil é a Mondial Seguro Viagem, parceira da Allianz, e que oferece as mesmas facilidades e benefícios das demais.

E os seguros dos cartões de crédito, são bons?

Algumas operadoras de cartão de crédito oferecem o seguro de viagem gratuito, caso as passagens ou os hotéis tenham sidos comprados no cartão e o valor tenha ultrapassado um limite pré-estabelecido. Isso acontece, por exemplo, com o seguro viagem Mastercard, onde os usuários podem solicitar o serviço mediante comprovação de compra.

Mas é preciso estar atento à cobertura de cada uma delas. Verifique primeiro os tipos de auxílios que são oferecidos e se há redes credenciadas de hospitais, médicos e também hotéis. Caso contrário, será necessário pagar do próprio bolso e solicitar reembolso assim que retornar ao Brasil, o que não é positivo.

Veja também se o atendimento disponível é 24 horas e se pode ser feito em português, caso não tenha domínio de outras línguas.

Por último, confirme se a cobertura é válida para o trecho comprado com o cartão de crédito ou se ele se aplica a toda a viagem. Em alguns casos, a cobertura é limitada ao país onde houve compras de passagens aéreas e hotéis, deixando outros trechos sem assistência alguma.

Como encontrar seguro viagem barato?

Acredite ou não, este não será o seu principal gasto na viagem, mas se você quiser encontrar o mais barato para o destino, a dica é comparar seguro de viagem em diferentes empresas que oferecem o serviço.

Comece olhando toda a cobertura oferecida, principalmente a médica, caso viaje para alguns dos países que listamos anteriormente e que exigem a contratação do seguro. Isso vale também para a rede credenciada, que é fundamental para que você não tenha que pagar do próprio bolso e depois solicitar o retorno.

Feito isso, veja os valores estipulados para cada item descrito no contrato e verifique quanto ao atendimento 24 horas e os idiomas disponíveis, que são sempre importantes.

Passagens aéreas ainda mais baratas!

A viagem dos sonhos pode estar mais perto do que você imagina. Pelo buscador do Skyscanner você encontra as passagens mais baratas para todos os destinos. Basta preencher com o local e datas desejadas ou colocar qualquer lugar e mês mais barato.

O resultado será os melhores preços para a sua próxima viagem.

Mapa

Leia também:

Check list: planejando a primeira viagem para o exterior

10 destinos baratos para visitar na Europa

Novas medidas de segurança para quem vai viajar para os Estados Unidos

Guia completo para comprar passagens aéreas baratas