Noticias Dicas preciosas para uma viagem para o Caribe, a região mais azul das Américas!

Todos os artigos

Dicas preciosas para uma viagem para o Caribe, a região mais azul das Américas!

O verão chegou e nada melhor do que ir aproveitar o mar azul cristalino do Caribe. Mas quanto custa uma viagem para o Caribe? Quais ilhas visitar? Contamos tudo aqui!

Infinitas praias, mar de diferentes tons de azul, resorts luxuosos com pé na areia e sossego. Essas são as características que vem a cabeça quando pensamos em uma viagem para o Caribe, um dos destinos mais paradisíacos da terra. Mas quanto será que custa viajar para um lugar assim?

Nem todo mundo sabe, mas há uma grande variedade de lugares para se conhecer no Caribe. São 31 duas diferentes ilhas (regiões administrativas e econômicas) para visitar e cada uma delas tem um estilo e também preço diferente.

Para ajudar a entender mais sobre a região e saber quanto custa uma viagem para o Caribe, separamos todas as informações necessárias e essenciais das ilhas. Além disso, as dicas serão úteis e ajudarão você a decidir quando e para onde ir e o que esperar quando estiver lá.

O que saber antes de viajar para o Caribe

Onde fica o Caribe?

Para entender a região, o Caribe é um conjunto de ilhas na América Central, começando no norte com Cuba e descendo até a Guiana, que apesar de estar na América do Sul, faz parte da Comunidade Econômica do Caribe. Belize, embora não seja uma ilha, também é considerada parte do Caribe devido à sua história colonial.

Quais ilhas compõem o Caribe?

No total, são 30 regiões administrativas (31 com Belize):

AnguillaGuianaPuerto Rico
Antigua e BarbudaHaitiRepública Dominicana
BahamasIlhas CaymanSaba
BarbadosIlhas Turks e CaicosSt. Barts
BelizeIlhas Virgens Americanas
(St. Croix, St. John e St. Thomas)
St. Eustatius
BonaireIlhas Virgens Britanicas
(Anegada, Jost Van Dyke, Tortola e Virgin Gorda)
St. Kitts
CubaJamaicaSt. Lucia
CuraçaoMartinicaSt. Martin
(dividida em lado francês e holandês)
DominicaMontserratSt. Vincent e Ilhas Grenadinas
GranadaNevisTrinidade and Tobago
Guadalupe

Qual a moeda usada no Caribe?

Vale lembrar que a maioria aceita o dólar americano como moeda, mas fique de olho em algumas ilhas que são administradas por países europeus, como Guadalupe, Martinica, St. Barts e St. Martin, onde a moeda local é o euro.

Nessas ilhas, os valores de comida, hotéis e passeios costumam ser maiores, justamente por causa da conversão para o real.

Como chegar no Caribe?

Boa parte das ilhas caribenhas recebem voos diários vindos dos Estados Unidos. Se quiser planejar sua viagem para o Caribe, vale ficar de olho em passagens promocionais para Miami, principal saída para os paraísos caribenhos. Ou você pode escolher um dos cruzeiros que saem de Miami para o Caribe!

No entanto, há algumas que você não precisa entrar em território americano. É o caso de Aruba, Curaçao, República Dominicana, Jamaica e Cuba. Essas são as que costumam ter passagens mais baratas. Há também voos com escala no Panamá.

Importante mencionar que algumas ilhas não recebem voos grandes e a única maneira de chegar é por outras ilhas, sendo de aviões menores ou barco. É o caso de Dominica e St. Barts.

Em todos os casos, faça uma busca pelo Skyscanner com antecedência para conseguir tarifas mais baratas 😉

Confira os destinos caribenhos mais fáceis de chegar!

Quais ilhas caribenhas são as mais caras e as mais baratas?

Ilhas mais baratas do Caribe

A verdade é que o Caribe tem opções para todos os gostos e bolsos!

Quem busca as ilhas mais baratas do Caribe deve visitar República Dominicana (principalmente Punta Cana), Curaçao e Jamaica. São três destinos lindos com valores bem acessíveis quase que o ano todo (na alta temporada os preços sobem, mas nada exorbitante). A diária de um hotel all inclusive custa a partir de R$ 400 por exemplo.

Você vai gostar de ver os melhores hotéis all-inclusive no Caribe!

Ilhas nem tão caras nem tão baratas

No meio termo, nem caro e nem barato, estão Aruba, Cuba, Porto Rico e Ilhas Virgens Britânicas. São destinos que variam de acordo com a época do ano, ficando um pouco mais caras na alta e mais baratas da baixa temporada. Um resort tem diárias a partir de R$ 650.

Ilhas mais caras do Caribe

As mais caras para conhecer são St. Barts, Anguilla e St. Martin (lado francês), onde predominam resorts de luxo com diárias a partir de R$ 900. Os passeios também costumam ter valores elevados, principalmente em St. Barts e St. Martin, já que a moeda local é o euro.

⚠️ No entanto, para todas as ilhas indicamos pesquisar e reservar com antecedência a hospedagem!

Como escolher qual ilha do Caribe visitar?

Tudo vai depender do seu estilo de viagem. Fizemos aqui uma tabela com os destinos separados por valores, barato, mediano e luxuosos, e por tipo de ilha, mais tranquilas e mais badaladas.

Ilhas caribenhas mais badaladas

Destinos baratos Destinos moderados Destinos luxuosos
Belize: tem hotéis com ótimos preços, mesmo na alta temporada. Só as festas que costumam ser mais caras, de resto, os preços são acessíveis. Cuba: entra na parte de ilhas badaladas por causa da alta procura recente, após a abertura turística. O destino recebe muitos cruzeiros e também voos do hemisfério norte. Na alta temporada, a cidade fica bem cheia. E também: Porto Rico, Ilhas Virgens. Bahamas: principalmente Nassau, que tem alta concentração de resorts e luxo, cassinos e baladas. Na alta, os valores ficam bem altos. E também: Barbados.

Ilhas caribenhas mais tranquilas

Destinos baratos Destinos moderados Destinos luxuosos
Curaçao: ainda preserva um estilo colonial, sem resorts ou aglomeração de turistas. No entanto, a estrutura hoteleira é satisfatória e os valores não são altos. E também: Aruba e Trinidade e Tobago. Jamaica: a ilha é muito tranquila e os valores variam de acordo com a região. Ocho Rios é mais caro, mas há opções mais em conta em Negril e Montego Bay. St. Lucia: a ilha é pouco conhecida e, mesmo em alta temporada, recebe poucos turistas, comparado com o resto do Caribe. No entanto, os valores de hotéis e passeios é elevado. E também: St. Barts e Dominica.

Confira aqui as melhores ilhas do Caribe para ir com a família!

Quando ir para o Caribe?

Alta temporada

A alta temporada vai de dezembro a abril, com temperaturas mais altas e estáveis e chuvas espaçadas. É também o período com valores mais altos, já que muitos turistas do hemisfério norte escolhem viajar para o Caribe para escapar do frio.

Baixa temporada

O Caribe tem a famosa época dos furacões, quando há a possibilidade de tempestades fortes, muitas chuvas e claro, furacão. Esse período vai de junho a novembro, sendo setembro o mês com maior chance de acontecer esses efeitos climáticos.

No entanto, é quando os valores dos hotéis, passeios e voos estão menores, por causa da baixa procura.

Dica da Gabi Temer!

Aqui vai uma dica valiosa: nem todas as ilhas do Caribe estão na rota dos furacões, o que pode ser uma ótima pedida para viajar fora da alta temporada. São elas: Aruba, Curaçao e Trinidade e Tobago.

Transporte: como se locomover nas ilhas do Caribe

O aluguel de carro durante uma viagem para o Caribe é sempre mais caro que utilizar o transporte público, mas nem todas as ilhas têm linhas eficientes, o que torna esse gasto com aluguel obrigatório. São os casos de Jamaica, Curaçao e Porto Rico.

Em Nassau, nas Bahamas, por exemplo, há micro-ônibus público que percorre o centro e a proximidades do aeroporto. São chamados de jitneys e custam US$1,25 o trecho. No entanto, eles param de circular às 18h, o que pode deixar na mão as pessoas que não alugaram carro.

Já em Cuba, o transporte mais barato entre as cidades são os ônibus Viazul (em torno de US$10 dólares o trecho, dependendo do destino). Já nas cidades, há ônibus públicos que cobram em moeda nacional (CUP). Por a partir de 1 CUC (a moeda turística equivalente ao dólar) você consegue viajar com os almendrones, táxis de rua que percorrem rotas pré-definidas.

Quem for para Aruba, pode usar o transporte público para circular entre Malmok e Oranjested por US$1,25 o trecho, ou US$2,30 ida e volta. Eles ficam no centro e saem com frequência. Se optar por ida e volta, peça ao motorista o comprovante de pagamento para apresentar posteriormente.

Sendo assim, em muitos casos, ter o carro deixa o roteiro mais livre e dinâmico, sem perder tempo esperando ônibus ou buscando táxis disponíveis.

Pronto, agora escolha o seu destino, faça sua busca aqui embaixo 👇 e organize sua viagem!

Quer uma dica? Faça uma busca pelo mês mais barato e deixe que a gente mostre os melhores meses para viajar!

Mapa

Você também pode criar um alerta de preços para várias datas diferentes e vamos avisar você quando o melhor preço surgir!

Leia também:

Lua de mel: lugares românticos no exterior e no Brasil
Guia Região dos Lagos: descubra o Caribe brasileiro
8 destinos preferidos de celebridades