Noticias Quando será possível viajar para Portugal novamente?

Todos os artigos

Quando será possível viajar para Portugal novamente?

Nosso mapa de restrições de viagem informa: salvo exceções, passageiros não estão autorizados a entrar em território português. Mas há alguma previsão de quando poderemos viajar para Portugal de novo? Quais são as isenções e quais são os requisitos de entrada?

Com essas questões em mente, chegamos às respostas abaixo. Confira!

Atenção: as informações desse artigo foram atualizadas em 26 de novembro de 2020 e estavam corretas na hora da postagem. Confira as últimas atualizações em nossa página de restrições de viagem e confirme os detalhes no site do governo de Portugal.

Brasileiros podem viajar para Portugal?

Ainda não podemos viajar para Portugal, pois o país ainda está com restrições fortes para brasileiros no momento, especialmente em função da nova onda de contágio que atingiu a Europa recentemente.

No entanto, brasileiros com passaporte europeu (dupla cidadania), residentes ou passageiros com visto de longa duração emitidos por Portugal estão autorizados a entrar. Duas cidades estão recebendo voos internacionais vindos do Brasil: Lisboa e Porto.

Bonde 28 passando em frente a Catedral de Santa Maria, em Lisboa, Portugal.

Quem pode viajar para Portugal?

Portugal está fechado para turismo, apenas recebendo apenas passageiros que se encaixem em alguma exceção. A lista de quem pode entrar em Portugal agora pode ser resumida da seguinte forma:

  • Cidadãos de países que fazem parte do Espaço Schengen e da União Europeia. Caso você tenha passaporte de algum desses países (dupla nacionalidade), você pode viajar para Portugal;
  • Cidadãos britânicos e seus familiares;
  • Residentes em Portugal;
  • Passageiros com visto de longa duração emitido por Portugal;
  • Passageiros chegando de países da União Europeia e do Espaço Schengen. Ainda nessa lista, mas de outros continentes, constam países como Canadá, China, Estados Unidos e Japão. Da América do Sul, o Uruguai é único presente;
  • Passageiros regressando ao seu país de origem via Portugal, desde que tenham nacionalidade ou visto emitido por países da União Europeia e do Espaço Schengen.

➡️ Veja todas as exceções no nosso mapa de restrições de viagem para brasileiros. Como as informações podem mudar a qualquer momento, sempre acompanhe as atualizações.

Quais são os requisitos de entrada?

Quem pode entrar em Portugal na pandemia deve apresentar um exame médico com resultado negativo para o teste PCR do coronavírus. O atestado deve ser emitido no máximo 72 horas antes do embarque. Essa restrição de viagem para Portugal não se aplica a visitantes chegando do Canadá, Estados Unidos, França, Itália, entre outros países.

Viajantes com destino à Ilha da Madeira devem preencher um formulário epidemiológico e apresentar o QR code gerado na chegada. Caso não tenham um atestado médico negativo para Covid-19, os passageiros estarão sujeitos a exames e à quarentena na chegada. O mesmo vale para quem estiver indo para as Ilhas dos Açores, a diferença é que não é exigido o preenchimento do formulário ao chegar.

Vale destacar que todos os passageiros estão sujeitos a exames médicos e a quarentena ao chegar em Portugal. A triagem começa nos aeroportos internacionais, onde todos têm a temperatura corporal verificada por meio de termômetros com sensor infravermelho.

Leia também: É seguro viajar? Desafios e medidas de segurança para viajar em tempos de coronavírus

Passageira no aeroporto esperando para embarcar, com sua bagagem e com documentos em mãos.

Medidas de reabertura em Portugal

As medidas de reabertura ou o plano de contingência de Portugal seguem os parâmetros da OMS e do Centro Europeu de Controle de Doenças. A abordagem é dividida em três fases de resposta:

  • Contenção, com epicentro fora de Portugal e transmissão internacional;
  • Contenção alargada, com cadeias de transmissão secundárias na Europa e casos importados em Portugal, sem cadeias secundárias;
  • Mitigação, com transmissão local em ambiente fechado e transmissão comunitária.

O mais importante, porém, é frisar que as medidas são ajustadas imediatamente de acordo com a evolução epidemiológica do vírus em cada região. Ou seja, podem mudar a qualquer momento.

Um exemplo disso é a determinação do dia 9 de novembro, quando situação de Portugal na pandemia piorou e o governo decidiu alterar as medidas restritivas, passando de estado de calamidade para estado de emergência (apesar da palavra “calamidade” soar para nós, brasileiros, como extremamente rígida, em Portugal o “estado de emergência” é considerado ainda mais restritivo).

O que está fechado e o que está aberto em Portugal?

Recentemente, o estado de emergência foi renovado em Portugal e agora vale até o dia 8 de dezembro. As medidas restritivas variam de acordo com nível de contaminação de cada região e podem ser sofrer alterações a cada 15 dias.

Os municípios foram classificados de acordo com o risco: “moderado,” “elevado”, “muito elevado” ou “extremamente elevado”. A cidade do Porto, por exemplo, está classificada com risco extremamente elevado, por ter mais de 960 casos de infeções por 100 mil habitantes nos últimos 15 dias. Já Lisboa é considerada uma cidade com risco muito elevado.

Destacamos algumas das restrições gerais do estado de emergência em Portugal:

  • Uso de máscara obrigatório;
  • Estabelecimentos comerciais devem restringir de capacidade de público e não podem abrir antes das 10h, com algumas exceções;
  • Pode ser proibida a circulação na via pública durante determinados períodos do dia ou da semana, ou circulação limitada a saídas essenciais;
  • Para evitar grande circulação nos feriados de Restauração da Independência (1 de dezembro) e Imaculada Conceição (8 de dezembro), é proibido circular entre os municípios entre as 23h do dia 27 de novembro e as 5h do dia 2 de dezembro, bem como entre as 23h do dia 4 de dezembro e as 5h do dia 9 de dezembro;
  • Pode ser exigida a medição de temperatura corporal nos locais de trabalho, estabelecimentos de ensino, meios de transporte e espaços comerciais, culturais e desportivos;
  • Podem ser exigidos testes de diagnóstico para a COVID-19 em estabelecimentos de saúde, estruturas residenciais, estabelecimentos de ensino, na entrada ou saída do território nacional, entre outros;
  • Pode ser exigido o confinamento compulsivo de pessoas infectadas ou em vigilância ativa, assim como o encerramento total ou parcial de estabelecimentos, serviços e empresas;

Você pode conferir restrições específicas para cada região do país no site Covid Estamos On.

Torre de Belém, em Lisboa, Portugal.

Quando poderemos viajar para Portugal de novo?

Não há previsão de quando poderemos viajar para Portugal sem restrições, especialmente nesse período delicado de aumento de casos de coronavírus no país.

Por enquanto, apenas brasileiros com visto de longa duração e/ou de residência emitido por Portugal e/ou passaporte europeu dos países que constam na lista de exceções estão autorizados a viajar para Portugal.

Como a situação pode mudar a qualquer momento, a dica é acompanhar as atualizações de perto e torcer para que as boas notícias cheguem logo 🙂

Enquanto isso, você pode aproveitar as nossas dicas de viagem sobre o país e planejar seu roteiro para quando a entrada de turistas brasileiros em Portugal for liberada. Confira no nosso site de notícias:

Leia também: Quando poderemos viajar para os Estados Unidos de novo?

Outras dúvidas comuns sobre quando poderemos viajar para Portugal

Posso viajar para Portugal agora?

A entrada de turistas brasileiros em Portugal não é permitida, a não ser que você faça parte das rígidas restrições de entrada no país. Mesmo assim, devido aos altos riscos de contaminação pelo novo coronavírus, não é recomendado viajar durante a pandemia.

É seguro viajar para Portugal na pandemia?

Mesmo que você esteja entre os brasileiros que podem entrar em Portugal, o ideal seria evitar viajar para o país agora. Recentemente, Portugal teve um aumento exponencial nos casos, apesar de ainda figurar no 34º em número de ocorrências de coronavírus, segundo tabela da OMS. E além de estar com fortes restrições de viagem para brasileiros, o estado atual no país é de emergência.

Tenho passagem marcada. Posso cancelar minha viagem?

Boa parte das linhas aéreas flexibilizaram seus bilhetes. Muitas permitem o reembolso ou a remarcação de viagem, mas os termos e condições variam, dependendo da tarifa e do período de compra, por exemplo. Caso não saiba se seu voo é flexível ou não, entre em contato com a empresa e verifique as condições para a sua situação. Você também pode conferir as regras das principais empresas que voam de/para o Brasil em nosso artigo com orientações para quem precisa viajar em tempos de coronavírus.

O que é preciso para viajar para Portugal na pandemia?

Além de se encaixar na lista de exceções, é necessário apresentar um exame com resultado negativo de teste molecular RT-PCR para coronavírus. O mesmo deve ser emitido no máximo 72 horas antes da viagem.

Quanto custa um teste RT-PCR para coronavírus?

Os preços variam entre R$ 100 e R$ 500, dependendo do laboratório. Em São Paulo, o Instituto Butantan está aplicando o teste gratuitamente. Saiba mais aqui.

Informações importantes sobre viagens em tempos de coronavírus

Confira outros artigos que te ajudam a encontrar informações e dicas sobre viagens em tempos de coronavírus:

Com base em informações atualizadas em 26/11/2020. Para o seu conhecimento, as informações nesta página estavam corretas no momento da publicação. No entanto, dada a natureza da crise do COVID-19, as informações variam de acordo com o local e podem mudar a qualquer momento.

O Skyscanner é o mecanismo global de pesquisa de viagens, ajudando seu dinheiro a ir mais longe em voos, hotéis e aluguéis de carro.