Noticias Qual vale mais: euro ou dólar quando vamos viajar?

Todos os artigos

Qual vale mais: euro ou dólar quando vamos viajar?

O dólar e o euro têm assustado viajantes brasileiros, ambos em alta desde o início de 2019, trazendo muitas dúvidas para os viajantes. Para onde viajar? Qual o melhor período? Onde se hospedar? Confira nossas dicas!.
Mapa

No dia 17 de maio, o valor do dólar chegou a sua mais alta cotação desde outubro de 2018, alcançou R$ 4,11 e foi negociada a R$ 4,50 em casas de câmbio. Depois de baixas em dias consecutivos, a moeda continua forte, mas oscilando: o dólar turismo foi vendido a R$ 4,20 no dia 22 de maio.

Com o valor do euro, vendido a R$ 4,50, não muito distante disso, fica a dúvida para o turista: qual moeda vale mais a pena para viajar: euro ou dólar? A resposta parece óbvia: ser for para a Europa, o euro; para os Estados Unidos, o dólar.

Mas decidir o destino da próxima aventura não é simples, e a moeda é um de muitos fatores que influenciam no custo final da viagem. Veja nossas dicas!

Além da moeda mais valorizada, o que levar em conta?

O valor da passagem é praticamente o primeiro passo após decidir o destino — ou talvez o contrário: tarifas promocionais de passagem podem definir a escolha.

Com uma boa promoção, é possível conseguir passagens por R$ 1.200 para os Estados Unidos e R$ 1.800 para a Europa. Mas para isso, é preciso acompanhar os preços, criando, por exemplo, um alerta de preços, disponível aqui no Skyscanner.

Qual o melhor momento para comprar a sua passagem aérea?

Nesse ponto, é importante observar que essas promoções valem, normalmente, para datas a partir de três meses de seu lançamento, ou você pode encontrar ofertas buscando mês a mês, assim você encontra a melhor data para viajar. Não é uma regra, e há vezes em que são válidas para seis meses depois ou mesmo dali a duas semanas.

Duas dicas importantes para economizar nas passagens:

  1. Para economizar nas passagens, também é recomendável escolher destinos em que as empresas que atendem no Brasil possuam voos na rota, o que nem sempre é possível, principalmente na Europa.
  2. No Velho Continente, no entanto, viajar em uma das companhias aéreas low cost, que chegam a ter promoções a 1 euro (sim, apenas 1 euro), pode ser uma boa saída.

No segundo caso, é preciso que o viajante seja econômico também na bagagem que leva, pois as regras são rigorosas quanto ao tamanho e ao peso.

Outras variáveis…

Além da moeda mais valorizada e o custo das passagens, o preço de alimentação, a hospedagem e o deslocamento dentro do país ou da cidade também são decisivos para que a viagem fique mais barata (ou mais cara).

Para economizar, o ideal é fugir da alta temporada, que no hemisfério norte vai do final de junho ao início de setembro (verão) e de meados de dezembro ao início de janeiro (especialmente entre Natal e Ano Novo).

Gostou da ideia? Veja aqui mais 5 razões para viajar durante baixa temporada.

Para você continuar inspirado a viajar diante de dólar e euro valorizados, selecionamos 6 destinos mais em conta, nos Estados Unidos e na Europa, para quem quer economizar sem deixar de se divertir.

Pensamos em locais atrativos, mas que estão fora do circuito tradicional, o que significa menos apelo turístico e preços mais baixos. Confira!

Destinos baratos nos Estados Unidos

1. Chicago – Illinois

Cenário de séries como ER (Plantão Médico) e do musical Chicago, Chicago é uma cidade moderna e envolvente. E é um destino alternativo a outras cidades mais badaladas e caras nos Estados Unidos.

Passagens aéreas do Brasil a Chicago

Para a capital de Illinois há passagens por R$ 2.419, dependendo da data. As promoções para lá podem não ser tão frequentes, mas com acompanhamento se encontra um bom preço.

Origem – Destino Preço médio
São Paulo – Chicagoa partir de R$ 2.191
Rio de Janeiro – Chicago a partir de R$ 2.993

Hotéis em Chicago

A maioria dos hotéis mais baratos está a cerca de 30 km do centro, mas se planejando com antecedência e procurando bem, é possível encontrar hotéis mais centrais com diárias de até R$ 300 o casal.

Tipo de hotelDiárias a partir de
Hostel R$ 130
Hotel 3 estrelas R$ 160
Hotel 5 estrelas R$ 640

Transporte em Chicago

A cidade conta com um bom sistema de transporte público de ônibus e sobre trilhos. O bilhete para uma viagem custa US$ 3, mas há passes diários por US$ 10 e de três dias por US$ 20, ambos com viagens ilimitadas nos dois sistemas.

Atrações em Chicago

Os parques e a arquitetura se destacam entre as atrações de Chicago, além dos bairros musicais, como Bucktown e Wicker Park. A cidade pode ser vista de cima tanto da plataforma de vidro —apenas para corajosos— do Skydeck da Willis Tower ou do 360 Chicago Observation Deck.

PasseioA partir de
Skydeck US$ 24
360 Chicago Observation Deck US$ 21

Onde comer em Chicago

Já a culinária representa a diversidade étnica da cidade. Há restaurantes bem avaliados com pratos a um preço médio de até US$ 30, mas também é possível pagar menos em locais mais simples.

2. Seattle – Washington

Conhecida por sediar a série Grey’s Anatomy, a capital do estado Washington (que fica no lado oposto ao da capital, Washington DC) atrai por seu modernismo e por sua configuração geográfica, circundada por rios.

Passagens aéreas do Brasil a Seattle

A passagem até a cidade custa em torno de R$ 2.900, e, mesmo que não seja um dos destinos mais populares para descontos, há promoções para lá.

Origem – DestinoPreço médio
São Paulo – Seattlea partir de R$ 2.890
Rio de Janeiro – Seattlea partir de R$ 4.096

Hotéis em Seattle

Por ser uma cidade grande, e a hospedagem mais em conta, de até R$ 300 o casal, ser normalmente fora do centro, o deslocamento pode ser feito de ônibus, cuja passagem pode chegar até US$ 3,50 no horário de pico. Apesar de o frequente tempo chuvoso não colaborar, alugar uma bicicleta por US$ 15 por três dias também é uma opção.

Tipo de hotelDiárias a partir de
Hostel R$ 168
Hotel 3 estrelas R$ 339
Hotel 5 estrelas R$ 464

Atrações em Seattle

As atrações ficam por conta de lugares como:

  • Space Needle (até US$ 37,50), torre marca da cidade que garante uma vista espetacular;
  • O mercado de produtores rurais Pike Place;
  • Os cafés, já que a cidade é conhecida pela imensa quantidade de cafeterias e por ser a sede do primeiro Starbucks.

Onde comer em Seattle

As opções de alimentação variam com restaurantes de todos os tipos —inclusive as famosas cafeterias. É possível encontrar locais mais baratos, com pratos de até US$ 10, e restaurantes com preço médio de até US$ 30 (R$ 126).

3. Salt Lake City – Utah

Rodeada de montanhas, Salt Lake City chama a atenção principalmente dos aventureiros e é uma das cidades imperdíveis nos EUA.

Passagens aéreas do Brasil a Salt Lake City

Para chegar diretamente a Salt Lake City, a passagem custa em torno de R$ 2.700,00, dependendo da data. Mas normalmente há promoções para Las Vegas (Nevada), no estado vizinho, que está a cerca de 6 horas de distância de carro.

Origem – DestinoPreço médio
São Paulo – Las Vegas a partir de R$ 1.901
Rio de Janeiro – Las Vegasa partir de R$ 2.069

Aluguel de carro em Las Vegas

Como o indicado é alugar um carro para conhecer as redondezas naturais de Salt Lake, fazer a locação em Las Vegas não será problema, o que se consegue, para um modelo de carro econômico, cinco portas e automático, por R$ 130 a diária.

Bom saber que o preço da gasolina nos Estados Unidos custa em média R$ 3 o litro, bem mais barato do que no Brasil

Hotéis em Salt Lake City

Já as diárias de hospedagem são um pouco mais salgadas, ainda mais com a alta do dólar. Os hotéis são de ótima qualidade, mas conseguir um quarto para casal por menos de R$ 350 nem sempre é fácil.

Tipo de hotel Diárias a partir de
Hostel R$ 135
Hotel 3 estrelas R$ 300
Hotel 5 estrelas R$ 645

Atrações em Salt Lake City

No inverno, Salt Lake oferece seus resorts de esqui como principal atração. O ticket para o adulto pode custar de US$ 80 até mais de US$ 115. Fora da estação da neve, há belos parques nos arredores como o Yellowstone, um lugar fascinante para conhecer, com entrada a US$ 20, dependendo de qual ingresso você irá comprar.

PasseioA partir de
Yellowstone US$ 20
Park City Mountain US$ 114
Deer Valley US$ 157

Onde comer em Salt Lake City

Apesar de pequena, a cidade também abriga uma variada culinária, onde é possível comer em restaurante por US$ 10 a US$ 40 (ou mais, claro).

Destinos baratos na Europa

1. Sevilha – Espanha

Passagens aéreas do Brasil a Madrid

Muitas das promoções de passagens aéreas têm Madri, capital da Espanha, como destino, para onde não é difícil encontrar um voo direto, desde São Paulo, em torno de R$ 2.100.

Origem – DestinoPreço médio
São Paulo – Madrida partir de R$ 2.220
Rio de Janeiro – Madrida partir de R$ 1.847

Meios de transporte de Madri para Sevilha

Há duas opções de transporte de Madri para Sevilha, que é considerada uma das cidades mais baratas para visitar na Europa. De ônibus são 7 horas e sai diretamente do aeroporto. E de trem, que leva bem menos tempo, 2h30, mas é preciso ir até o centro da capital.

Neste caso, a partir do aeroporto, toma-se o metrô (6 euros), com o qual se vai até a estação Atocha, de onde parte o trem.

  • Ônibus de Madri até Sevilha – a partir de 22,95 euros
  • Trem de Madri até Sevilha – a partir de 33,60 euros

Hotéis em Sevilha

Já para a hospedagem, há opções com avaliações boas por até R$ 250 no centro da cidade para o casal, o que vai significar menos deslocamentos com transporte público, uma vez que a maioria das atrações estarão a até meia hora de distância a pé

Tipo de hotelDiárias a partir de
Hostel R$ 50
Hotel 3 estrelas R$ 220
Hotel 5 estrelas R$ 610

Atrações em Sevilha

Conhecer os principais pontos turísticos de Sevilha pode não ter custo algum, se você apenas passear pela cidade e conferir as praças e igrejas. Outra opção é desembolsar um valor em torno de 50 euros para ingressar nos prédios históricos. Entre os atrativos, encontram-se a Plaza de España, o mirante do Metropol, construção moderna no coração da cidade, e a Catedral La Giralda.

Imperdível na cidade são as noites de flamenco. Na Casa Anselma, frequentada por locais, a noite funciona como uma roda de samba, onde os bailarinos são o próprio público. Já o show mesmo ocorre em outros lugares, como a Casa de La Memoria, onde a entrada custa 18 euros.

Sempre há atrações gratuitas na cidade, vale ficar de olho na agenda cultural organizada pela administração da Junta de Andalucia.

Onde comer em Sevilha

Comer e beber na cidade também não custa muito caro. O maior atrativo são as tapas, porções de comidas regionais que custam entre 1,80 euro e 3,50 euros. Já uma refeição em um restaurante terá um preço médio de 15 euros a 25 euros.

2. Riga – Letônia

A capital da Letônia, apesar de contar com vários atrativos turísticos, fica de fora da maioria dos roteiros tradicionais dos viajantes brasileiros. Depois que passou a adotar o euro como moeda, o custo ficou um pouco mais caro, porém nada comparado a outras cidades europeias mais turísticas.

Passagens aéreas do Brasil a Riga

Não há voo direto do Brasil para a Letônia, o que não é um problema. Pode-se pegar um voo para Riga com conexão ou comprar uma passagem para um popular destino europeu, como Madri, Roma, Frankfurt.

Normalmente há bilhetes com bons preços e depois voar a bordo de uma low cost, como a AirBaltic, companhia aérea que é justamente da Letônia e tem no aeroporto da capital o seu hub, e a mais conhecida Ryan Air, num total a partir de R$ 2.500. Veja algumas opções de voos para chegar até Riga:

Origem – DestinoPreço médio*
São Paulo – Frankfurta partir de R$ 933
Rio de Janeiro – Madrid a partir de R$ 935
Frankfurt – Rigaa partir de R$ 89
Madrid – Riga a partir de R$ 246

*Apenas ida.

Hotéis em Riga

Assim como em Sevilha, o melhor é ficar no centro da cidade para fazer a maioria dos passeios a pé. Para o casal, há hotéis e albergues com boas avaliações com custo de até R$ 150.

Tipo de hotelDiárias a partir de
Hostel R$ 25
Hotel 3 estrelas R$ 90
Hotel 5 estrelas R$ 322

Atrações em Riga

Riga é uma das cidades interessantes do Leste Europeu. Pelas atrações turísticas da cidade, é possível saber um pouco mais da história do país, pouco conhecida pelos brasileiros. A maioria dos passeios é gratuita, pois observar a arquitetura, dar uma volta no parque central e conhecer edifícios da Idade Média não exigem entrada — apenas fôlego.

Já para saber sobre a ocupação soviética e nazista, há um ótimo museu sobre o assunto, o Museu da Ocupação da Letônia, com entrada gratuita (doação espontânea).

Onde comer em Riga

As refeições na Letônia são ainda mais baratas do que na Espanha. Para almoço, é possível conseguir um bom prato de comida local por 10 euros e, no jantar, por uma média de 20 euros.

3. Cracóvia – Polônia

Além de ser uma das cidades imperdíveis para se visitar na Polônia, Cracóvia tem uma preservada arquitetura típica e conta com interessantes pontos turísticos, como o Castelo de Wawel.

Passagens aéreas do Brasil a Cracóvia

Não há voos direto do Brasil para Cracóvia, mas fazendo conexão em alguma cidade mais turística, como Paris, Madri, Roma, Milão, por exemplo, e destas tomar um outro voo numa companhia aérea barata, como a Ryan Air, pode-se encontrar tarifas em torno R$ 2.500.

Origem – DestinoPreço médio
São Paulo – Cracóviaa partir de R$ 3.050
Rio de Janeiro – Cracóviaa partir de R$ 2.404

Hotéis em Cracóvia

Todos os atrativos estão a uma distância a pé do centro, que oferece opções de hospedagem em albergues e hotéis por a partir de R$ 30.

Tipo de hotelDiárias a partir de
HostelR$ 30
Hotel 3 estrelas R$ 102
Hotel 5 estrelas R$ 306

Atrações em Cracóvia

Além das atrações de Cracóvia, é de lá que se chega a Auschwitz-Bikernau, o infame campo de concentração nazista, um dos turismos sombrios da Europa. Para ir até lá, é possível pegar a linha Krakow-Auschwitz/Oswiecim, da estação Dworzec MDA.

Os preços ficam em torno de 10 zlotys para cada passagem, e a viagem dura cerca de 2 horas. O ônibus para a uns 10 minutos da entrada do campo. Mais caros, tours partem de Cracóvia e levam diretamente ao campo.

A visita a Auschwitz é gratuita; valor pago apenas para tour guiado, que é recomendado que se faça, pois, além de doar para a manutenção do museu, conhece-se com profundidade — e horror — a história do local.

Onde comer na Cracóvia

Os preços da alimentação em Cracóvia também chamam a atenção. Uma refeição completa (entrada, prato principal e sobremesa) custa, em média, a partir de R$ 50 por pessoa. Uma boa oportunidade para experimentar o delicioso pierogi polonês.

Todos os preços aqui exibidos podem ser alterados sem aviso prévio. Passagens aéreas: com base no preço médio mais barato encontrado aqui no Skyscanner; ida e volta (exceto voos na seção sobre Riga), com estimadas taxas incluídas. Hotéis: diária para duas pessoas. Preços não são ofertas.

Leia também:

25 destinos baratos para conhecer no Brasil

30 destinos onde o real vale mais

Quando comprar passagens aéreas e período mais barato para viajar

Busque passagens aéreas em oferta no buscador abaixo!

Você pode buscar outras passagens aéreas promocionais em nosso site ou criar um alerta de preços para monitorar a variação nas tarifas dos voos para o seu destino favorito!

Basta baixar nosso aplicativo de viagem ou usar as ferramentas de nosso site.

Mapa