Noticias Compras nos EUA: tudo que você precisa saber para encarar a Alfândega

Todos os artigos

Compras nos EUA: tudo que você precisa saber para encarar a Alfândega

Se você sempre aproveita as ofertas de voos baratos para os EUA para fazer compras, veja como desembarcar tranquilamente no Brasil, sem precisar enfrentar problemas com os produtos adquiridos no país, entendendo como funcionam as regras da alfândega.

Algumas das cidades nos Estados Unidos são verdadeiros paraísos das compras, como Orlando e Miami. Uma vez nestes destinos, os turistas fazem a festa e voltam pra casa com as malas sobrecarregadas. Além de ultrapassar o limite de bagagem, o que já é um problema, outra situação constrangedora pode ser o fato de ser barrado pela alfândega e ter parte de sua mercadoria apreendida ou ainda ter que pagar uma multa.

Hotéis em Miami

Este tipo de cena frustrante pode ser evitada, caso as compras sejam feitas conscientemente, sempre respeitando as regrinhas brasileiras para entrar no país com produtos do exterior. Se você está com suas passagens aéreas para os Estados Unidos reservadas e não vê a hora de se maravilhar entre as lojas gringas, prepare-se com as informações a seguir!

A primeira coisa a ter em mente é que existe uma cota para compras fora do país. O valor é de US$ 500 e não pode ser unificado, ou seja, o limite é individual e intransferível. Isso significa que compras feitas fora do país, que excedam o valor estipulado (US$ 500), devem obrigatoriamente serem declaradas.

App Skyscanner

Vale destacar ainda que, caso o valor de bens adquiridos no exterior seja inferior a esta cota ou se encaixe na relação abaixo, não é preciso fazer a declaração. Isso porque a lei brasileira exclui alguns produtos desta cota, o que facilita a organização na hora de decidir o que trazer para casa.

Não é preciso declarar

  • Roupas e outros objetos de uso ou consumo pessoal;
  • Livros, folhetos e periódicos;
  • Bebida alcoólica (até 12 litros);
  • Cigarro (até 10 maços com 20 unidades);
  • Charutos ou cigarrilhas (até 25 unidades);
  • Fumo (até 250 gramas);
  • Souvenires, de valor unitário inferior a US$ 10,00 desde que não haja mais do que 10 unidades idênticas (até 20 unidades);
  • Relógio de pulso (1 unidade);
  • Celular (1 unidade e em uso);
  • Câmera fotográfica (1 unidade e em uso).

A exceção para peças repetidas e eletrônicos em uso vale para evitar compras para revenda, o que é ilegal entre os turistas comuns ou que não tenham autorização para a prática. Caso a cota seja ultrapassada, não há com o que se preocupar, desde que a declaração seja feita nos conformes, você terá apenas que pagar uma taxa sobre o valor excedente.

Hotéis em NY

Para declarar suas compras, basta preencher o formulário de Declaração de Bagagem Acompanhada, distribuído pelos comissários de bordo ainda durante o voo. O preenchimento é optativo, mas caso suas malas sejam fiscalizadas, a apreensão ou a aplicação de multas são inevitáveis. Com a declaração devidamente realizada, só será necessário desembolsar multas para imposto, caso o limite da cota seja ultrapassado.

Nesse caso, o imposto será de 50% sobre o excedente. Por exemplo: caso seja adquirido um equipamento de US$800,00, o imposto será em cima dos US$300,00 excedente. Aqui, a taxa será de US$150,00. Na mesma situação, caso você não declare a mercadoria, além do imposto de 50%, será necessário pagar uma multa de 50% sobre o excedente.

Passagens aéreas baratas para os EUA

É obrigatório declarar

Existe ainda uma relação de mercadorias que devem ser obrigatoriamente declaradas, independentemente do valor:

  • Animais, vegetais, sementes, produtos de origem animal ou vegetal, produtos veterinários ou agrotóxicos;
  • Produtos médicos, produtos para diagnóstico in vitro, produtos para limpeza ou materiais biológicos;
  • Medicamentos, exceto os de uso pessoal (com receita médica);
  • Armas ou munições;
  • Bens sujeitos a restrições ou proibições ou ao regime comum de importação;
  • Bens aos quais será dada destinação comercial ou industrial;
  • Bens cujo valor global ultrapasse o limite de isenção (aqui entram notebook, tablet, games e acessórios…)
  • Bens que excederem limite quantitativo para fruição da isenção (aqui estão as garrafas de bebidas e maços de cigarro, por exemplo);
  • Valores em espécie em montante superior a R$ 10.000,00 (dez mil reais) ou seu equivalente em outra moeda.

Caso sua bagagem tenha sido declarada, depois do desembarque, dirija-se à fila de Bens a Declarar, com formulário em mãos e bagagens no carrinho. Os próximos trâmites serão: pagamento do imposto, carimbos e mais formulários.

#DicaSkyscanner: a Receita Federal criou o aplicativo e-DBV, que permite a declaração online!

Seguindo todos os cuidados, será possível desembarcar tranquilo e aproveitar todas as maravilhas compradas lá fora aqui no Brasil!

Que tal buscar passagens aéreas para a sua viagem agora mesmo?

Mapa

Vai viajar para fazer compras? Leia os artigos abaixo e veja mais dicas!

Como economizar nas compras em NY

Compras em Miami: roteiro com 10 outlets para exceder o limite de bagagem

10 destinos para fazer compras no Brasil e no exterior

10 destinos de compras para quem busca desconto

Sites com cupons de desconto para compras nos EUA