O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Inspiração Quanto custa viajar para Porto de Galinhas?

Todos os artigos

Quanto custa viajar para Porto de Galinhas?

As piscinas naturais ajudaram a dar fama para um dos destinos mais conhecidos do Nordeste brasileiro: Porto de Galinhas. Confira quanto custa viajar para cá em termos de passagens aéreas, hospedagem, alimentação e passeios!

É só falar em destino conhecido no Nordeste brasileiro para logo lembrarmos de Porto de Galinhas. A fama do destino pernambucano está fortemente relacionada ao encanto provocado pelas piscinas naturais, somado à beleza das praias e ao charme do vilarejo.

Além disso, não podemos negar que o fácil acesso é outro ponto a favor. A pequena Porto de Galinhas, que faz parte do município de Ipojuca, está a apenas 60 Km da capita pernambucana, Recife. Para os que vêm de longe, isso se traduz em deslocamento rápido e, consequentemente, barato.

Falando em barato… Quanto será que custa uma viagem para Porto de Galinhas? Pois bem, nesse post mostramos todas as possibilidades de valores em termos de passagens aéreas, hospedagem, alimentação e passeios. Confira a seguir qual melhor se encaixa no seu perfil!

Melhor época para visitar Porto de Galinhas?

O calor reina o ano inteiro nessa porção do litoral de Pernambuco – o que pode surgir de vez em quando, frustrando os planos, é a chuva. Historicamente, o índice pluviométrico costuma ser maior entre abril e julho.

Se tiver como escolher, prefira vir entre outubro e fevereiro, quando a probabilidade do sol é maior do que nunca, mesmo em alta temporada, vale a pena curtir esse destino que é a cara do verão brasileiro.

Foto de Cleferson Comarela

Já que as piscinas naturais são a grande atração de Porto de Galinhas, é preciso se familiarizar também com a tábua de marés. As fases da lua determinam as marés e, consequentemente, o melhor horário para apreciar recifes e peixinhos. De nada adianta esse momento ser durante à noite, certo? Pois bem, consulte a tábua de maré e não terá problemas.

Quantos dias ficar em Porto de Galinhas?

Fique pelo menos três dias em Porto de Galinhas, tempo mínimo para fazer os passeios básicos, desfrutar das praias com calma e curtir o astral da vila à noite. Caso a intenção seja conhecer mais destinos, no esquema bate-volta, cinco ou sete dias são o ideal para desfrutar das melhores praias do sul de Pernambuco.

O roteiro tem potencial para ser ainda melhor se você dedicar dois ou três dias para conhecer as atrações de Recife. Repleta de lugares de interesse históricos e culturais, a capital do estado se torna excelente escolha para se familiarizar um pouquinho mais com toda a riqueza de Pernambuco. Ah, claro, uma passadinha na cidade histórica de Olinda também é fundamental!

Como chegar a Porto de Galinhas?

Se você estiver viajando de outro estado e quiser viajar de avião, o primeiro passo é comprar passagens aéreas para Recife – onde fica o aeroporto mais próximo a Porto de Galinhas. Veja abaixo uma média do preço de voos para a capital pernambucana.

Rota Preço (a partir de)
De São Paulo para Recife R$ 427
Do Rio de Janeiro para Recife R$ 398
De Salvador para Recife R$ 373
De Brasília para Recife R$ 395
De Belo Horizonte para Recife R$ 498

Valor médio com base nas melhores tarifas encontradas para o mês mais barato. Sujeitos à disponibilidade. Preços mudam dependendo do seu aeroporto de origem e da data escolhida.

De Recife até o badalado vilarejo pernambucano é possível seguir de variadas maneiras e gastando quantias bem diferentes. Confira algumas opções

Tipo de Transporte Preço Duração Observação
Ônibus linha 191 R$ 10,70 2 horas Convencional
Ônibus linha 192 R$ 15,60 1h30 Executivo
Transfer R$ 120-140 1h30 Até 4 pessoas
Táxi R$ 110 1h30 Preço varia
Uber R$ 125 1h30 Preço varia

Se preferir, o aluguel de carro em Recife custa a partir de R$ 75 por dia e te dá toda a liberdade para viajar de carro pelas estradas de Pernambuco.

Onde se hospedar em Porto de Galinhas?

Em comparação com outros destinos no litoral nordestino, Porto de Galinhas não oferece tanta oferta aos mochileiros, já que as pousadas comandam a hospedagem na região. Abaixo, algumas opções para se hospedar em Porto de Galinhas:

  •  Hostel e Pousada Vila do Porto: quartos compartilhados com ventilador e café da manhã incluso a partir de R$ 74 por pessoa
  • Pousada Casamar: os quartos possuem ar-condicionado, ventilador, TV e frigobar. O café da manhã e a localização da pousada, próxima à praia e ao centro, recebem elogios. Diárias a partir de R$ 190 por quarto
  • Hotel Village Porto de Galinhas: quartos com varanda, 4 piscinas, com deslumbrante vista para o mar, e área de lazer completa; diárias a partir de R$ 423 por quarto
  • Ocaporã Hotel All Inclusive: aqui não é preciso se preocupar com nada, afinal a diária no resort, com pensão completa dá direito a tudo; a partir de R$ 883 por pessoa.

Como visto, hotéis de excelente infraestrutura e resorts all inclusive também marcam presença por aqui. No entanto, em razão do grande terreno à beira-mar que ocupam, essas acomodações estão um pouquinho mais afastadas do centro da vila. Boa parte delas está no trecho de 10 km da PE-009 que liga o centro de Porto de Galinhas à praia de Muro Alto.

Para que você possa calcular quanto vai gastar por dia com acomodação em Porta de Galinhas, confira abaixo uma tabela de preços para o vilarejo:

Tipo de hotel Diária (a partir de)
Hostel R$ 74
Hote 2-3 estrelas R$ 190
Hotel 4 estrelas R$ 423
Resort all inclusive R$ 883

Onde comer em Porto de Galinhas?

Os estabelecimentos mais populares são a pedida para quem pretende economizar. No Estrela da Manhã, os pratos executivos mais baratos, com frango grelhado ou peixe empanado, saem por R$ 18,90. À noite, no Caldinho do Cláudio, a pedida é saborear a dupla considerada a grande especialidade da casa: caldinho (R$8-14) e cachaça (R$ 6-9,50).

No Barcaxeira, a macaxeira gratinada, nada mais do que o famoso escondidinho, ganha diferentes recheios; porções individuais entre R$ 30-57 e porções para dividir entre R$ 42-100. No Peixe na Telha, restaurante à beira-mar, alguns pratos são servidos mesmo na telha. Peça o filé de peixe com molho a base de legumes e queijo; R$ 100 para duas pessoas.

No Domingos, o cardápio é saboroso e variado, e a decoração de conchinhas é uma graça! Prove o ravióli do Nordeste (R$ 44) ou o camarão no abacaxi (R$ 64), ambos individuais. O La Tratoria serve o melhor da comida italiana em termos de massas e risotos. Na dúvida, peça a lasanha de camarão (R$ 59) ou o risoto de filé com pesto e gorgonzola (R$ 55), ambos individuais.

Onde comer em Porto de Galinhas Preço médio por pessoa
Lanche na rua ou em quiosques na praia R$ 15
Restaurante simples R$ 30
Restaurante médio R$ 70
Restaurante sofisticado R$ 100

Como circular em Porto de Galinhas?

O carro é a maneira mais prática e cômoda de circular em Porto de Galinhas. Não é possível contar com transporte coletivo pra chegar às praias mais distantes porque os ônibus passam na estrada e não entram em direção ao centro da vila. Caso esteja sem carro, táxis ainda são comuns por aqui, assim como está aumentando a presença de aplicativos de carona, de Uber a 99Táxi.

O que fazer em Porto de Galinhas?

Os gastos que realmente podem fazer diferença nos custos da sua viagem a Porto de Galinhas são aqueles referentes ao que você pretende fazer. Boa parte dos viajantes não está de carro e, por isso, depende do transporte oferecido pelas agências de receptivo para conhecer as praias de Ipojuca e região.

Esse provavelmente será o seu caso? Tudo bem! Os passeios podem ser a bordo de um buggy e incluir várias paradas nas praias de interesse. Quem viaja em casal ou em grupo pode dividir os custos, já que o valor cobrado é pelo carro. Existem outros passeios, como os de barco, que não podem ser feitas por conta, exigindo assim a contratação do serviço de agências locais.

Se permanecer por mais do que três dias, já pode começar a pensar em explorar outros destinos do litoral pernambucano utilizando Porto de Galinhas como base. Os viajantes motorizados podem explorá-los sem preocupações. Quem precisar contratar o serviço com as agências, também. Tudo que está relativamente próximo é ofertado como bate-volta.

Jangadas em Porto de Galinhas | Foto de Gustavo C Rocha

Piscinas naturais: passeio de jangada

Porto de Galinhas se tornou tão conhecida Brasil afora em função da beleza de suas piscinas naturais. Para desfrutar do passeio por completo é importante consultar a tábua da maré e vir durante a maré baixa. As centenas de jangadas coloridas, que partem da praia da Vila, levam até 6 pessoas e fazem três paradas para fotos e mergulho. O passeio custa R$ 25 por pessoa.

Ponta a ponta: passeio de buggy

São cinco praias em Porto de Galinhas: Muro Alto, Praia do Cupe, Praia da Vila, Maracaípe e Serrambi. Se tiver muito tempo à disposição, será possível dedicar um turno ou um dia inteiro para cada uma delas, a depender do que você espera em termos de infraestrutura à beira-mar e de estilo de praia propriamente.

No entanto, a forma mais prática de conhecer boa parte dessas praias é a bordo de um buggy, o Ponta a Ponta, nome dado pelas agências, pode ser um passeio de 4h, ao custo de R$ 200, ou de 6h, por R$250 (para até 4 pessoas).

De Maracaípe, mais precisamente do Pontal do Maracaípe, partem jangadas para ver de perto cavalos-marinhos no mangue (mais R$ 25). 

Serrambi, a última praia de Porto de Galinhas no sentido sul, não integra a rota porque não pode ser acessada de buggy. Quem está de carro precisa percorrer um bom trecho por estrada para chegar. Em função da dificuldade de acesso e da consequente falta de infraestrutura, acabe sendo de uso quase exclusivo dos hotéis e resorts ali situados.

Bate-volta nos arredores de Porto de Galinhas

Com mais dias de estadia você já pode começar a estudar a possibilidade de visitar destinos mais distantes naquele conveniente esquema bate-volta:

  • A Praia de Carneiros, considerada uma das praias mais bonitas do país, está a pouco mais de 50 Km ao sul. Agências oferecem passeio de dia inteiro por R$ 80 por pessoa. É sua chance de ter fotos diante da capelinha à beira-mar mais famosa do Brasil.
  • Cabo de Santo Agostinho e suas dezenas de praias, em especial Calhetas, estão a 35 Km em direção ao norte. Nessa última praia é possível tomar banho de argila e andar de tirolesa. Nas agências, o passeio com 3 ou 4 paradas sai a R$ 70 por pessoa.
  • A Ilha de Santo Aleixo completa a tríade de passeios possíveis. É preciso ir até Barra do Sirinhaém, 37 km de distância rumo ao sul e, de lá, seguir de lancha até a ilha. O passeio de dia inteiro custa R$ 120 por pessoa com as agências da vila.

Afinal, quanto custa viajar para Porto de Galinhas?

Estipulamos uma média de gastos para uma viagem a Porto de Galinhas baseado em três perfis (econômico, conforto e luxo) e em três possibilidades de estadia. Confira qual melhor se adequa ao seu orçamento e tempo disponível.

  1. Viagem econômica para Porto de Galinhas:
    • chegando e saindo da cidade de ônibus (R$ 15,60 o trecho)
    • se hospedando em hostel (R$ 74 por dia)
    • se alimentando apenas em restaurantes simples (R$ 60 para almoço e jantar)
    • fazendo o passeio de jangada (R$ 25), o mais curto de buggy (R$ 50) e um bate-volta (Carneiros, R$ 80).
  2. Viagem com conforto para Porto de Galinhas:
    • chegando e saindo da cidade de transfer (R$ 60 por pessoa e por trecho)
    • se hospedando em pousada 3 estrelas (R$ 190 por quarto, R$ 95 por pessoa)
    • se alimentando em restaurantes simples e médios (R$ 100 por dia, almoço e jantar)
    • fazendo o passeio de jangada (R$ 25), o de buggy mais longo (R$ 62,40) e dois bate-volta (Carneiros, R$ 80, e Cabo de São Agostinho, R$ 70).
  3. Viagem com luxo para Porto de Galinhas:
    • chegando e saindo da cidade de carro alugado (R$ 75 a diária, ou seja, R$ 37,50 por pessoa e por dia)
    • se hospedando em hotel 4 estrelas (R$ 423 por quarto, ou seja, R$ 211,50 por pessoa)
    • se alimentando em restaurantes sofisticados (R$ 200 por dia, almoço e jantar)
    • fazendo o passeio de jangada (R$ 25), o de buggy mais longo (R$ 62,40) e dois bate-volta (Carneiros, R$ 80, e Cabo de São Agostinho, R$ 70).

Em termos de passeios, dois seriam com agência, o de jangada para as piscinas naturais (R$ 25) e o para a Ilha de Santo Aleixo (R$ 120). As praias não seriam visitadas no passeio de buggy, mas por conta própria, assim como Carneiros e Cabo de São Agostinho. Assim, seria necessário uma média de R$ 60 por dia, para gasolina e estacionamento.

Perfil 3 dias 5 dias 7 dias
Econômico R$ 588,20 R$ 856,20 R$ 1.124,20
Conforto R$ 942,40 R$ 1.332,40 R$ 1.722,40
Luxo R$ 1.672 R$ 2.690 R$ 3.708

Os valores exibidos foram calculados com base na média de gastos e não correspondem a preços fixos de pacotes de viagem para Porto de Galinhas. Não incluem o gasto com as passagens aéreas.

Resumindo…

Qual a melhor época para viajar para Porto de Galinhas?

A melhor época para visitar o destino é entre outubro e fevereiro, quando a probabilidade do sol é maior do que nunca. Mesmo em alta temporada, vale a pena curtir esse destino que é a cara do verão brasileiro.

Quanto custa (em média) uma viagem para Porto de Galinhas?

Econômico: R$ 588,20 (3 dias) / R$ 856,20 (5 dias) / R$ 1.124,20 (7 dias);
Conforto: R$ 942,40 (3 dias) / R$ 1.332,40 (5 dias) / R$ 1.722,40 (7 dias);
Luxo: R$ 1.672 (3 dias) / R$ 2.690 (5 dias) / R$ 3.708 (7 dias)

Veja quanto custa viajar para outros destinos do Brasil:

Quanto custa viajar para Jericoacoara?

Quanto custa viajar para o Rio de Janeiro?

Quanto custa viajar para Balneário Camboriú?