O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Inspiração Gastronomia pelo mundo: os sabores que são atração turística

Todos os artigos

Gastronomia pelo mundo: os sabores que são atração turística

Descubra aqui 7 gastronomias ao redor do mundo que são atração turística e não tenha medo de, ao terminar este artigo, ouvir seu estômago e logo comprar uma passagem!

As migrações, a globalização e o fluxo de receitas facilitado pela internet fazem com que, hoje, tenhamos um intenso intercâmbio culinário no mundo. Dá para comer sushi no interior do Brasil, assim como provar a culinária etíope em restaurantes de Nova York. No entanto, provar gastronomias típicas no local de origem delas é uma experiência totalmente diferente e uma das grandes razões para viajar. Confira!

Culinária tailandesa

A culinária tailandesa é mundialmente famosa e apresenta restaurantes típicos em milhares de cidades do mundo. Mas os sabores, uma constante combinação de frutos do mar, pimenta, fritura e açúcar, parecem mais intensos no próprio país, além de mais baratos. Diferentemente do costume mundial de transformar restaurantes tailandeses em locais chiques, na Tailândia o hábito é comer em banquinhas de rua ou em restaurantes quase sempre abertos para a rua.

Encontre as passagens mais baratas para Bangkok, basta clicar na foto!

Encontre as passagens mais baratas para Bangkok, basta clicar na foto!

Conheça os melhores pratos típicos do mundo

Alguns dos principais pratos são o pad thai (massa de arroz com molho agridoce, algum tipo de carne ou fruto do mar, tipicamente acompanhada de brotos de feijão, limão e amendoim), o khao pad (arroz frito no mesmo estilo do pad thai) e o spring roll (rolinho de legumes com ou sem carne, frito ou não). Outros destaques, mais incomuns fora do país, são o som tum (salada de papaia verde) e o tom yum (sopa apimentada muito consumida como café da manhã).

Culinária Indiana

A culinária indiana é uma das maiores e mais conhecidas características culturais do país. Mesmo com a particularidade de não utilizar carne de gado, é amplamente consumida no mundo em restaurantes frequentemente administrados por famílias inteiras. Apesar de intensas peculiaridades regionais, são comuns no país todo alguns pratos feitos com misturas (massala, em hindu) de temperos, como o famoso chicken tikka masala (frango marinado em um cremoso creme de curry). Também nacional é o uso abundante de pimenta, iogurte e limão, do ghee (manteiga clarificada) e de especiarias como o cardamomo e o açafrão.

Clique na imagem e encontre voos para a Índia!

Clique na imagem e encontre voos para a Índia!

Melhores destinos para um tour gastronômico no Brasil

A cozinha indiana apresenta muitas opções vegetarianas. O dahl, por exemplo, é uma espécie de ensopado bem temperado com diversos tipos de lentilha, normalmente acompanhado com arroz ou chapati, um tipo de pão. Outros quitutes, como o malai kofta (almôndegas vegetarianas), a samosa (espécie de pastelzinho frito) e o vada pav (a versão indiana do hambúrguer, feito de batata) não apresentam, na maioria das vezes, qualquer tipo de carne.

Típico também de outros países como Afeganistão e Malásia, o naan é o pão mais famoso da culinária indiana e é feito no tandoor, um estilo de forno de formato arredondado com o centro de brasas, onde o pão fica assando nas paredes e, ao mesmo tempo, possibilita assar carnes num espeto para criar pratos como o tandoori chicken. Dificilmente restaurantes indianos pelo mundo possuem esse tipo de forno, porém muitos conseguem um resultado bem próximo do ideal: um pão extremamente macio, que sai borbulhando do forno.

Culinária Peruana

A América do Sul é terra de culinárias interessantíssimas que mesclam os ingredientes típicos locais com costumes alimentícios trazidos pelos colonizadores. A peruana, porém, vem ganhando destaque pela forte característica de misturar as cozinhas indígena, hispânica e africana. Cada vez mais restaurantes difundem seus sabores pelo mundo, sendo que, mais recentemente, a cozinha peruana foi fundida com a japonesa para criar o conceito Nikkei, uma das sensações culinárias da atualidade.

Clicando na foto você encontra os melhores hotéis em Cusco!

Clicando na foto você encontra os melhores hotéis em Cusco!

Voos para o Peru!

O maior expoente é o ceviche, prato que utiliza a técnica de marinar frutos do mar (principalmente peixe) no limão. É temperado com sal, pimenta, coentro e alho e pode vir acompanhado de cebolas roxas e batata doce. Outros pratos importantes são o olluquito (batata exclusiva dos Andes com carne de gado ou de lhama), o cuy (porquinho-da-Índia) recheado e algumas preparações com frango, como o delicioso aji de gallina (uma espécie de estrogonofe). E, para beber, os peruanos criaram a chicha morada , um suco de milho roxo, e o pisco, um destilado de uvas com alto teor alcoólico.

Culinária Marroquina

O norte da África vivenciou intensas trocas comerciais e culturais que, unidas ao clima seco, acabaram por desenvolver uma gastronomia peculiar. Marrocos é o país da região com a culinária mais famosa, mas sofre influências e influencia outras cozinhas locais, como a argeliana e a tunisiana. Dois dos petiscos mais consumidos nas ruas são o makouda, um bolinho de batata frito, e o kalinti, uma espécie de quiche feita de farinha de grão de bico e ovos.

Encontre voos para o Marrocos e prove logo essas delícias, clique na imagem!

Encontre voos para o Marrocos e prove logo essas delícias, clique na imagem!

Destinos internacionais com voos baratos

O tagine é um tipo de cozido com molho muito comum, preparado lentamente com legumes e, quase sempre, com algum tipo de carne. Um dos tipos mais famosos de tagine é o kefta, com tomate e almôndegas. Pratos com carneiro, salsicha e fígado são também frequentes.

O principal expoente da cozinha marroquina, porém, é o cuscuz, prato preparado a partir da sêmola de algum tipo de cereal, normalmente o trigo. É comumente servido envolto por vegetais ou carne, ou até numa versão agridoce com cebola caramelizada e amêndoas. Esse prato foi há séculos “exportado” para a Europa, onde também é muito consumido e recebe versões regionais. O cuscuz também chegou no Brasil: trazido pelos portugueses, era utilizado para alimentação dos escravos e, assim, tornou-se uma tradição da cultura negra, sendo hoje muito consumido no Nordeste e preparado a partir do milho.

Skyscanner App

Culinária Italiana

A Itália talvez seja o país que mais disseminou sua gastronomia pelo mundo. A pizza, os inúmeros tipos de pasta, o risoto e o carpaccio podem ser considerados presentes italianos à humanidade. E também entram nesse pacote os doces, como o gelatto e o tiramisú_. E tipos de queijo como gorgonzola, mozzarella e parmesão. E a polenta e as bruschettas. Ou seja, dezenas de carboidratos que fazem a população mundial muito feliz.

Alugue um carro em Roma, pegue a estrada e prove o melhor da gastronomia italiana, clique!

Passagens aéreas para Roma

Mesmo com milhões de cantinas pelo mundo, provar a culinária italiana em seu próprio habitat é uma experiência diferente. Na Itália, a comida não só está presente em todas as esquinas, mas é feita com muita tradição e um intenso amor pela gastronomia. Há cidades – algumas de gastronomia famosa como Nápoles e Módena e outras de menos como San Miniato e Termoli – que, de certa forma, vivem em torno da comida e atraem muitos turistas por isso.

Culinária Japonesa

Tem gente que acredita que o mundo é divido em quem ama e quem odeia sushi. No entanto, a culinária japonesa não se resume apenas a essa iguaria, então não curtir peixe cru não invalida o amor a outros alimentos dessa diversificada gastronomia. O tempura é um dos pratos sem peixe mais conhecidos e consiste basicamente em fritar qualquer coisa em volta de uma massa levinha e muito crocante. Já o gyōza é um pastel originalmente chinês, mas os japoneses fazem ele mais leve e levemente frito, resultando em uma consistência singular.

Clique logo na imagem e garanta seu voo para o Japão!

Clique logo na imagem e garanta seu voo para o Japão!

Conheça as cidades mais caras e mais baratas para visitar na Ásia

Um dos pratos mais consumidos pelos japoneses é o ramen ou lámen, a versão japonesa da tradicional união asiática de massa e sopa, e pode acompanhar tofu, vegetais e brotos de feijão. Já um dos mais diferentes é o okonomiyaki, uma espécie de pizza japonesa que, como a tradução do nome indica, oferece, em cima de uma massa fina, “o que você quer”, ou seja, é uma mistureba que agradaria qualquer brasileiro amante de um bom xis. Já os amantes do churrasco vão gostar da yakiniku, uma carne grelhada que o próprio cliente prepara na mesa.

Mas é claro que o sushi é o principal expoente que conseguiu sair da pequena ilha e chegar aos mais longínquos vilarejos. Importante saber, porém, que o sushi aqui no Brasil foi reinterpretado pelo sempre criativo povo brasileiro. Ou seja, não espere chegar no Japão e encontrar sushi com cream cheese, alho-poró, queijo gorgonzola ou morango. Também diferentes são os nomes, que no mundo todo são uma confusão, e o hábito de comer com as mãos, já que, no Japão, apenas sashimi é consumido com hashis, os palitinhos.

Culinária Etíope

A comida etíope talvez seja a integrante menos conhecida desta lista, mas quem já a provou não só aprova, como recomenda veementemente. Tal qual outras culinárias da África subsaariana, a etíope utiliza-se de muitas plantas e ingredientes típicos do clima seco da região, o que dificulta sua diáspora pelo mundo. No entanto, grandes cidades como Nova York, Londres e Sydney já possuem representantes dessa singular gastronomia.

Encontre os melhores voos para Adis Abeba, capital da Etiópia, basta clicar na foto!

Encontre os melhores voos para Adis Abeba, capital da Etiópia, basta clicar na foto!

Encontre voos promocionais para a África

O principal prato etíope é a injera, uma espécie de panqueca gigante feita de farinha fermentada na água por alguns dias e depois cozida em chapas de ferro ou barro. Diferentes tipos de wot (mistura temperada de carnes ou legumes) são servidos sobre a enorme massa que também funciona como talher: gentilmente arranca-se um pedaço e com ele pega-se os wots. A consistência leve, úmida e fofa da massa e os acompanhamentos singulares com temperos exclusivos como o berbere, são o que fazem milhares ter um amor “à primeira injera” com a cozinha da Etiópia.

Texto por Iami Gerbase

Passagens aéreas Skyscanner

Leia também:

Comidas de rua do mundo: o que é pecado não saborear

Volta ao mundo em 12 restaurantes de São Paulo

7 alimentos para evitar antes e durante o seu próximo voo

Inscreva-se na newsletter Skyscanner