Noticias Inspiração 10 pontos turísticos do Jalapão que comprovam a beleza da região

Todos os artigos

10 pontos turísticos do Jalapão que comprovam a beleza da região

Fique por dentro das principais atrações do Jalapão e monte um roteiro completo para conhecer esse que é um dos lugares mais bonitos do Brasil!

Atenção: em função da pandemia de coronavírus (COVID-19), algumas atrações do Jalapão estão com a visitação limitada por medidas de segurança – como é o caso das Dunas, da Cachoeira da Velha e da Serra do Espírito Santo. Para visitar esses atrativos, é necessário agendar com antecedência com um guia de turismo, agência de viagens ou condutor devidamente cadastrado no Cadastur. Antes de viajar, confira sempre as regras do local para onde você está indo e respeite os protocolos de segurança exigidos.

Os destinos nacionais estão entre as principais tendências do turismo pós-pandemia e, como viajar neste momento ainda é algo extremamente difícil, queremos inspirar seus planos futuros com novos conteúdos de viagem, ao mesmo tempo em que vamos te mantendo informado sobre as atualizações do coronavírus.

Fazendo isso, podemos saber que, quando o mundo voltar a abrir as portas, você estará mais do que pronto para uma nova aventura. E que tal começarmos desde já essa curtição, descobrindo as belezas do Jalapão, hein? Saiba nos tópicos a seguir porque esse lugar não pode ficar de fora da sua lista de viagens.

Onde fica o Jalapão e quais suas principais atrações

Localizado na região leste de Tocantins, o Jalapão é uma reserva ambiental situada a 170 km da capital Palmas. Trata-se de um lugar incrível, com 34.000 km² de cerrado, dunas, fervedouros e cachoeiras, sendo que algumas dessas atrações se concentram nos arredores das cidades de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins, onde fica a maior rota turística do parque.

O turismo ali é bem intenso, inclusive, é uma região que costuma receber muitos aventureiros de plantão que, independentemente se preferem ou não explorar as belezas do Jalapão sem agências de turismo, chegam com o propósito de praticar atividades como, rafting, trilhas, canoagem, rapel, entre outros. Confira agora o que visitar no Jalapão!

1. Fervedouros do Jalapão

São várias as trilhas e caminhadas que levam os visitantes até os famosos fervedouros do Jalapão – há dezenas deles em todo o parque. Estes grandes poços de água cristalina, nascem de um rio subterrâneo e brotam das areias brancas, responsáveis pela pressão que provoca o fenômeno ressurgência.

Fervedouros do Jalapão
Fervedouro do Ceiça

Com isso, é impossível afundar nestas piscinas, por mais que se tente. Os banhistas aproveitam para se divertir e tirar muitas fotos nestes pequenos oásis encontrados em meio à vegetação intacta do parque. Veja, abaixo, os fervedouros do Jalapão mais visitados:

  • Fervedouro dos Ceiça– Também conhecido como Fervedouro do Bananal, esse poço arredondado é cercado por bananeiras, o que causa um contraste interessante em sua nascente.
  • Fervedouro Bela Vista – Esse fervedouro possui uma piscina natural com 15 metros de diâmetro de água transparente e incrivelmente azul.
  • Fervedouro do Alecrim – Esse fervedouro é bem parecido com o poço de Bela Vista, inclusive na infraestrutura da madeira que dá acesso para a piscina. O único detalhe que diferencia um do outro é que o Fervedouro do Alecrim é extremamente verde.
  • Fervedouro do Sono – Apesar da água ser um pouco mais gelada, comparada com os outros poços, vale a pena conhecer esse fervedouro que possui um buriti estrategicamente posicionado e está repleto de nascentes, tornando o visual do lugar ainda mais belo.
  • Fervedouro do Encontro – Super indicado para quem quer sentir a flutuação de forma intensa, esse fervedouro conta com uma nascente de alta pressão e está situado bem ao lado dos rios Sono e Formiga – nome do poço se deve ao encontro desses dois rios.
  • Fervedouro do Buriti – O mais fascinante desse fervedouro é a sua água que, dependendo da posição sol, varia  de cor – entre verde e azul, sem falar nos grandiosos buritis que cercam o local.
  • Fervedouro do Buritizinho – Com um formato de gota, esse fervedouro possui a nascente mais profunda, se compararmos com outros poços, e com pouca pressão. Isso faz com que a sensação de flutuação não seja tão intensa, mas é possível nadar tranquilamente.

2. Cachoeira das Araras

Você pode fazer uma parada estratégica na Cachoeira das Araras que, apesar de não contar com uma queda d’água muito grande, possui um belo paredão de pedra repleto de verde. Se você estiver viajando com roteiro próprio, saiba que é possível acampar aqui e saborear um delicioso almoço caseiro com ingredientes da região.

3. Cachoeira do Formiga

Situada nas imediações de Mateiros, a Cachoeira do Formiga encanta os turistas que decidem visitar o Jalapão em razão de sua nascente de água verde-esmeralda, a qual possui uma pequena queda d’água, toda emoldurada por uma vegetação vivaz. O que mais impressiona os visitantes, porém, é a piscina natural que se forma com as águas da cachoeira. Ali, é possível mergulhar e observar o fundo do que parece ser um pequeno poço, forrado por areias brancas.

Cachoeira da Formiga
Cachoeira do Formiga

4. Rio Novo

Quem planeja conhecer o Jalapão não pode deixar de visitar o Rio Novo que, com água cristalina, é tido como um dos últimos rios de água potável do mundo. Cercado por vegetação intacta e muito bem preservado, é também palco para diferentes tipos de atividades, do rafting ao boia-cross, além de ter uma ótima praia de água doce para curtir o verão.

5. Cachoeira da Velha

Essa é uma das principais atrações do parque, a qual possui a maior cachoeira do Jalapão com aproximadamente 100 metros de largura e 15 metros de altura. Um espetáculo grandioso, que revela toda a força e imponência da natureza. Ali perto, fica uma prainha, de águas doces e calmas, cercada por rica vegetação. A trilha para chegar da cachoeira à prainha é outro atrativo, com caminhada de nível fácil.

6. Serra do Espírito Santo

Outro grande cartão postal do Jalapão, a Serra do Espírito Santo é uma imensa formação rochosa que, com a ação das chuvas e dos ventos, dá origem às dunas que se formam em sua base. Depois de uma hora de caminhada em direção ao seu topo, os visitantes chegam a um mirante estrategicamente localizado para observar toda a beleza do parque. Sem dúvida, é uma das mais emblemáticas paisagens do Jalapão.

Serra do Espírito Santo, um dos cartões postais do Jalapão
Serra do Espírito Santo vista da estrada

7. Cânion do Sussuapara

Essa atração do Jalapão também se encontra na região da Ponte Alta, algo em torno de 12 km para quem vem da capital do Tocantins. Apesar de ser um atrativo de rápida visitação, vale a pena conferir o Cânion do Sussuapara.

Seus paredões de pedra contam com uma cortina de vegetação muito linda, por onde descem cipós e água desde a superfície. Há também uma cachoeira onde você pode se banhar, mas a água é super gelada! A trilha para chegar ao lugar é bem curta, mas é importante ficar atento com a descida.

8. Dunas do Jalapão

Também em Mateiros, as Dunas do Jalapão são responsáveis pelo título de deserto atribuído constantemente ao parque. As areias douradas se aglomeram em montes que podem chegar aos 40 metros de altura e que se modificam de acordo com as forças do vento. Lá do alto, é possível observar os córregos que cercam a Serra do Espírito Santo. É também um dos melhores lugares para ver o pôr do sol na região.

Dunas do Jalapão
Dunas do Jalapão

9. Pedra Furada

Localizada a cerca de 35 km de Ponte Alta do Tocantins, Pedra Furada está dentro de uma propriedade particular, muito embora o acesso permitido pelos proprietários é gratuito.

Trata-se de um dos locais onde o turismo no Jalapão se completa, pois, assim como nas Dunas, a região conta com um esplendoroso pôr do sol. Todavia, para alcançar a parte mais alta da pedra, o turista precisa andar uns dez minutos de trilha, sendo que a dica aqui é ir de tênis, uma vez que o terreno é relativamente instável.

10. Cachoeira do Rio Soninho (Grande e Pequena)

A Cachoeira do Rio Soninho Grande conta com um grande volume de água que desaparece em meio a buracos e fenda esculpidos na paisagem. Até em razão da força dessa água, o local não é próprio para banho e o acesso só é possível por meio de uma trilha curta, sendo que quem vai de carro consegue chegar apenas à beira do lugar.

E seguindo a trilha um pouco mais acima, encontramos a Cachoeira do Soninho Pequena que é bem mais rasa e se caracteriza como um grande platô de pedra, o qual serve de descanso para os turistas em meio à água.

Onde ficar no Jalapão

Para se hospedar no Jalapão, a melhor alternativa é buscar por pousadas nas principais cidades em torno do parque. Uma delas é Mateiros, onde está localizado o Safari Camp Korubo, que funciona no estilo glamping – uma espécie de acampamento, com barracas de luxo e hospedagem de alto padrão.

Boa parte dos viajantes, contudo, opta por aderir ao meio de hospedagem incluso no pacote adquirido para desbravar a região. Esta é a melhor alternativa para quem quer contar com a comodidade de um roteiro pronto, já com todos os passeios, translado e outras facilidades que podem tornar a excursão para o Jalapão muito mais prática.

Como chegar ao Jalapão

Se você planeja viajar para o Jalapão, tenha em mente que o ponto de partida para chegar até esse lugar é Palmas, capital de Tocantins. São mais de 250 km de estrada que separam os dois destinos e o caminho pode ser feito tanto de forma individual ou contando com o translado oferecido por agências de viagem que fazem a rota todos os dias.

Para quem for dirigindo, a dica é alugar um carro em Palmas, dando preferência por um veículo com tração 4×4, já que as estradas dentro do parque são sempre de terra.  

Descubra para onde você pode ir!

Fazendo planos para quando puder sair de casa? Confira o nosso mapa global interativo e descubra quais fronteiras estão abertas. Aproveite e inscreva-se para receber atualizações por e-mail assim que seus destinos de interesse reabrirem.

Leia também:

Texto:  Priscila Yamany
Atualização: Erico Gomes
Revisão e atualização: Jade Knorre

Fontes: Prefiro Viajar; Melhores Destinos; Pé na Estrada; Viaje na Viagem.