O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Inspiração 7 motivos para conhecer o Norte de Portugal

Todos os artigos

7 motivos para conhecer o Norte de Portugal

O norte de Portugal guarda cidades importantes como Porto e encantadoras como Guimarães; possibilita visitar castelos nas montanhas e praias de mar azul intenso. Inspire-se e crie seu roteiro por Portugal!

Texto por: Iami Gerbase

1. Cidades imperdíveis no Norte de Portugal

Porto

Porto é o segundo maior destino turístico de Portugal e as comparações (e rixas por parte dos portugueses) com Lisboa são dispensáveis: ambas são magníficas de formas diferentes.

Caminhar pelo Cais da Ribeira já permite entender a fama, mas é do topo da Ponte Luís I que se torna nítido que é uma das mais belas cidades de Europa. Também indispensável é conhecer a Torre dos Clérigos, as igrejas da Sé e dos Carmelitas e visitar uma das diversas cavas que produzem o famoso Vinho do Porto.

Braga

A pequena Braga é uma das cidades mais religiosas da Europa, contando com mais de 100 igrejas e capelas no relativamente pequeno território e, ao mesmo tempo, é uma capital da juventude.

Foto: Yeowatzup

Assim, intensa vida cultural e noturna convive com marcos religiosos como a Sé de Braga (na frente da qual estão os barzinhos mais disputados) e o imponente Santuário de Bom Jesus, importante local de peregrinação.

Os floridos jardins e praças, escavações da Era Romana e doces regionais também ajudam a criar o charme único de Braga.

Guimarães

Um letreiro afirmando “Aqui nasceu Portugal” mostra o orgulho de Guimarães por ter participado da fundação do país lusitano. Foi ali que nasceu D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, e de onde o monarca partiu para conquistar os territórios que formariam o país.

Foto: Iami Gerbase/Arquivo pessoal

Tal importância pode ser conferida nas construções medievais do Castelo de Guimarães, de belas muralhas, e do Paço dos Duques de Bragança, antiga casa da renomada família.

Viana do Castelo

No encontro do Rio Lima com o oceano, Viana do Castelo encanta principalmente pelo ar bucólico. Entre as atrações, a principal é o Santuário de Santa Luzia, de inusitado formato quadricular, vitrais enormes e detalhados e localização no topo de um morro – o que rende tanto uma ampla vista da região, como fotos incríveis do santuário.

Foto: Claus Thoemmes

Também merecem destaque a região portuária, onde é possível visitar o Navio-hospital Gil Eannes, o Museu do Traje e a Catedral de Viana do Castelo.

Vila Real

A Vila Real já atraiu a corte portuguesa pelos belos campos que a cercam e, hoje, atrai estudantes pela conceituada universidade. Já os turistas são seduzidos pela possibilidade de visitar o Palácio de Mateus, bela e importante construção barroca que possui enormes e bem cuidados jardins.

Foto: Marc Ryckaert

Merecem também uma visita a pequena e interessante Igreja de São Paulo (ou Capela Nova) e o Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

2. Fácil acesso

A facilidade de locomoção em Portugal é o sonho de qualquer viajante: as pequenas distâncias e variedade de transportes fazem viajar de avião totalmente dispensável. Assim, visitar o Norte de Portugal é bem mais rápido e fácil do que mostram os mapas, além de ser uma boa opção para quem tem apenas alguns dias no país.

Porto, por exemplo, é acessível a partir de Lisboa em uma viagem de trem de menos de 3h, ou uma de ônibus, mais barata e de 3h30.

Entre as principais cidades do Norte, os trajetos de ônibus levam em torno de 1h e são frequentes. Já que as estradas são bem mantidas e sinalizadas, alugar um carro nessa região pode ser interessante.

3. Berço de Portugal

Não só a charmosa Guimarães, mas a região inteira está ligada ao nascimento de Portugal. Dessa forma, é possível entender a paixão nacional pelas navegações nas águas do Rio Douro, em Porto, a importância da religião nas igrejas de Braga e a vida luxuosa que vivia a corte portuguesa – o que levou à República, em 1920 – em Vila Real.

4. Bom destino em todas as épocas do ano

O Norte de Portugal é belo e com atrações diversificadas o ano inteiro. No verão, é possível curtir as praias extensas e de areia branca como Matosinhos, no norte do Porto, e Cabedelo, em Viana do Castelo.

O outono harmoniza as árvores e folhas de tons quentes com as paredes dos antigos castelos e igrejas.

Já o inverno possibilita a magia que só a neve oferece em cidades como Vila Real e Bragança.

Entre toda as estações, porém, a primavera talvez seja o momento mais romântico e poético da região, já que rosas enormes e de diversas cores enfeitam as praças e parques, as igrejas e castelos e as ruas e janelas datadas de muitos séculos.

5. Gastronomia típica deliciosa

O famoso Vinho do Porto precisa ser produzido com uvas da Região Demarcada do Douro, na parte mais leste da Região Norte, para poder assim ser chamado. A maturação do vinho, porém, acontece em cavas mais próxima de centros urbanos, como na Vila Nova de Gaia, vizinha de Porto.

Dessa forma, não conhecer uma vinícola enquanto na região é perder a grande oportunidade de saber mais sobre esse importantíssimo produto nacional.

É interessante notar que diversas cidades criaram, assim como em muitas outras regiões de Portugal, suas receitas especiais de bacalhau. Pratos como o Bacalhau à Braga e o Bacalhau à lagareiro, da região do Porto, mostram toda a criatividade do povo português de criar dezenas de receitas com esse saboroso peixe.

6. Doces conventuais

Se o bacalhau por vezes pode ser salgado demais para determinados paladares, os chamados doces conventuais podem ser doces em demasiado – mas prová-los é uma experiência!

Foto: Beto Roma

Essa categoria de quitutes, que recebe tal nome por ter sido criada dentro de conventos portugueses, tem alguns representantes que dificilmente são encontrados em outras regiões de Portugal, como os Suspiros de Braga e o Bolo de Guimarães.

7. Arquitetura eclética

Portugal é o sonho de qualquer amante da arquitetura: a longa história e importância econômica durante vários períodos fizeram o território do país abrigar obras de diversas épocas e estilos arquitetônicos.

O Norte do país destaca-se por construções medievais, como o Castelo de Guimarães, e barrocas, como o Palácio de Mateus, em Vila Real.

Foto: Varun Shiv Kapur

Outro destaque da região são as obras que mostram confluência de gêneros, e Braga guarda dois enormes exemplos. A Sé de Braga une o Manuelino (tipo de gótico português), o Barroco e o Românico, e o Palácio do Raio (ou Casa do Mexicano) mescla azulejos, características barrocas e intervenções contemporâneas.

Em Porto, a Ponte Luís I, inaugurada em 1886, é um símbolo da cidade e a principal obra de Théophile Seyrig, sócio de Gustave Eiffel. Seu arco de ferro, considerado por muitos o maior do mundo, faz dela uma referência mundial para estilos de ponte.

Também é impossível não se impressionar com os azulejos do claustro da Sé do Porto que mostram, em grande escala e qualidade, a importância de tal arte para o imaginário português.

Busque agora mesmo as passagens aéreas mais baratas para Portugal ou para qualquer outro destino!

Quer saber mais sobre Portugal? Clique nos títulos abaixo e descubra Lisboa:

O que fazer em Lisboa
Onde ficar em Lisboa
Onde comer em Lisboa