Noticias Férias em casa e os planos de reabertura nos principais destinos brasileiros

Todos os artigos

Férias em casa e os planos de reabertura nos principais destinos brasileiros

Nós sabemos que viajar está especialmente difícil nesse momento. Mas enquanto mantemos as informações sobre o coronavírus atualizadas, também queremos continuar inspirando novas viagens. Assim teremos certeza de que, quando o mundo voltar a abrir as portas, você estará pronto.

Férias em casa, também conhecidas como staycation, são uma tendência de viagem que surgiu na pandemia, resultado de um aumento no interesse por roteiros nacionais e por destinos próximos.

Para fazer dessa trend uma experiência segura, no entanto, é preciso planejamento para entender as medidas de reabertura em território nacional. Descobrir quais são as recomendações vigentes, onde encontrar as informações atualizadas e o que está funcionando ou não são alguns dos detalhes que você deve considerar antes de decidir viajar pelo Brasil.

É isso que você confere com as dicas abaixo, veja!

Como funcionam os planos de reabertura no Brasil?

No Brasil, municípios e governos estaduais têm autonomia para estipular seus projetos de retomada. Analisando os planos dos principais destinos brasileiros, conseguimos reunir algumas informações que resumem o funcionamento dos planos de retomada:

  • De forma geral, as medidas são estipuladas a partir de fases /bandeiras/níveis de respostas, com critérios embasados nas diretrizes da OMS;
  • Os critérios para determinar cada fase têm como parâmetro essencial a taxa de ocupação em leitos dedicados a casos de COVID-19 versus o andamento do número de casos. Pode ser que haja mais ou menos fases, e elas podem ser sinalizadas por cor ou número, dependendo da cidade. Por isso, deixamos os links dos planos à medida que falamos dos lugares logo adiante. Assim, você pode entender melhor as normas do seu destino mais querido 😉
  • A transição de uma fase para outra geralmente ocorre em um intervalo de 14 dias. O que faz com que seja importantíssimo acompanhar os decretos nos sites oficiais das prefeituras – os links estarão disponíveis para os destinos comentados;
  • São as fases que definem o que abre e o que fecha em cada lugar.

Leia também: Orientações para viajar em tempos de coronavírus

Férias em casa: quais são as medidas adotadas no Brasil?

As medidas para evitar a proliferação do vírus continuam obrigatórias enquanto a pandemia decretada pela OMS estiver vigente. Nesse sentido, você vai observar que segue sendo recomendado:

  • uso de máscara, especialmente em ambientes fechados e onde a aproximação é inevitável;
  • distanciamento social, com filas demarcadas e limitação de público;
  • horários específicos e reduzidos;
  • higienização de superfícies e de ambientes compartilhados em áreas públicas, em passeios, etc.
Jardim Botânico de Curitiba florido
O Jardim Botânico de Curitiba reabriu com os devidos cuidados.

Viajando pelo Brasil: como se preparar para as férias em casa?

Antes decidir iniciar qualquer viagem pelo Brasil, nossa sugestão é:

  1. Conhecer o plano de abertura do destino a ser visitado. Com essa informação, você entende a lógica e o funcionamento da cidade durante a sua estadia;
  2. Conferir quais são as regras vigentes, já que a maioria funciona em cooperação entre prestador de serviço e clientes;
  3. Checar o que está funcionando e o que está fechado no lugar onde pretende passar suas férias em casa, para montar o seu roteiro;
  4. Estar preparado para mudanças.

Leia também: O que fazer se o hotel cancelar sua reserva

A seguir, exibimos os planos de alguns dos principais destinos brasileiros. Como as informações podem mudar a qualquer momento, disponibilizamos os principais site oficiais para você acompanhar as atualizações e, na sequência, destacamos o que está funcionando em cada cidade.

Mesmo que você não encontre informações sobre o destino que busca, use as dicas como parâmetro para organizar suas próximas viagens, independentemente do lugar a ser visitado. As recomendações valem enquanto perdurar a pandemia.

Atenção: o conteúdo apresentado estava correto no momento da publicação. Sempre confirme a situação atual em sites oficiais 😉

Viagens pelo Brasil: planos de reabertura no Nordeste

Salvador

Você pode entender o Plano de Retomada de Salvador acessando o site da Prefeitura. Outras páginas importantes para conferir o que está aberto, o que está fechado e quais são as restrições de Salvador são:

  • Leis Municipais: basta selecionar a tag COVID-19 , que o site exibe os últimos decretos considerando a situação atual de Salvador.
  • SMS Covid-19: no site constam todas as informações atualizadas em relação à pandemia e aos casos da capital baiana.
Foto do Elevador Lacerda com Mercado Modelo e Baía de Todos os Santos ao Fundo
O Mercado Modelo, por exemplo, está aberto com capacidade reduzida.

O que está aberto em Salvador?

No momento, bares, restaurantes e shoppings estão funcionando. Mercados e supermercados têm horário exclusivo (das 7h às 9h) de atendimento para idosos e outras pessoas que se encaixem no grupo de risco.

O Mercado Municipal de Itapuã e o Mercado Municipal Antônio Lima (Liberdade) permanecem fechados até 12 de novembro de 2020.

Já o Mercado Municipal São Miguel e o Mercado Modelo estão abertos. Funcionam de segunda a sábado, das 10h às 16h, com capacidade limitada e seguindo outras normas estipuladas para diminuir a propagação do vírus.

As praias estão abertas em Salvador, mas apenas durante a semana. Em relação aos pontos turísticos, os horários, regras e capacitação variam dependendo da atração. Consulte o site oficial dos lugares que pretende visitar antes de viajar até lá.

O público máximo permitido em eventos é de 200 pessoas, e não estão autorizados eventos com som em espaços públicos. Nesse link, você confere o o último decreto e as atividades permitidas na capital baiana.

Maceió

A prefeitura da capital alagoana também tem uma página voltada para o COVID-19, mas as informações sobre as atividades permitidas na cidade estão sendo divulgadas apenas por decretos. Você pode conferir o último deles, de 06 de novembro, nesse link.

O que está aberto em Maceió?

Maceió está na fase azul do seu plano de enfrentamento ao coronavírus. Com isso, a capacidade público está limitada a 75% na maioria dos estabelecimentos. É o caso de bares, restaurantes, shoppings e galerias que agora podem definir seus horários de funcionamento.

No centro da cidade, o comércio funciona com horários específicos, de segunda a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h.

As praias, feiras de artesanato, barracas de lanchonete, bares e restaurantes também estão abertos, desde que atendendo as exigências estipuladas no Protocolo Experimente Maceió.

Leia também: Staycations no BR: melhores destinos

Recife

Recife segue o Plano do Governo do Estado de Pernambuco, estruturado em 11 etapas, cada uma com diferentes atividades permitidas.

No site PE Contra o Coronavírus, é atualizada constantemente a lista de atividades permitidas. A partir de dezembro, por exemplo, Recife poderá voltar a receber eventos com até 300 pessoas.

Orla da Praia de Boa Viagem, uma ótima pedida para férias em casa
Evitando aglomerações, já é possível curtir a orla do Recife.

O que está aberto no Recife?

  • Restaurantes estão atendendo com 70% da capacidade;
  • Comércio na praia, com grupos de no máximo 10 pessoas por box/quiosque;
  • Museus, com 1 visitante a cada 20 m² em áreas internas e 1 a cada 10 m² em áreas externas. Cafeterias e lanchonetes desses espaços também estão autorizados a funcionar;
  • Cinemas, teatros e circos. A capacidade máxima é de 100 pessoas ou 30% da lotação, o que for menor.

Viagens pelo Brasil: reabertura no Norte

Belém

Assim como nas demais cidades, em Belém são os decretos que estipulam as atividades permitidas e os protocolos de segurança atualizados de acordo com andamento de casos de coronavírus na cidade.

Confira o decreto em vigor aqui. Para acompanhar outras informações sobre a pandemia na cidade, acesse a página Retoma Pará.

O que está aberto em Belém?

  • Praias, balneários e igarapés podem ser frequentados por grupos familiares de no máximo 10 pessoas.
  • Bares, restaurantes, shoppings e outros estabelecimentos comerciais estão funcionando com capacidade reduzida e horários diferenciados.
  • Hotéis estão recebendo hóspedes, desde que os protocolos sejam respeitados.
  • Pontos turísticos, os horários podem estar diferentes, assim como a lotação reduzida. Na Estação das Docas, por exemplo, os restaurantes estão funcionando das 12h às 00h, enquanto as lojas abrem das 10h às 23h.

Manaus

Um site importante para acompanhar o que está aberto e os protocolos em vigor na capital do Amazonas é o Todos contra o Coronavírus da Prefeitura de Manaus.

Além disso, vale a pena checar os decretos a respeito das medidas de enfrentamento ao COVID-19. A publicação de 24 de setembro foi prorrogada até 27 de novembro e você pode conferir os detalhes abaixo.

Fachada do Teatro Amazonas durante o entardecer
O Teatro Amazonas está aberto ao público.

O que está aberto em Manaus?

Restaurantes e lanchonetes podem funcionar até as 22h, assim como lojas de conveniência. O acesso às praias, aos balneários e aos flutuantes segue proibido até o fim de de novembro. Bares e casas noturnas também seguem fechados.

Por outro lado, pontos turísticos de Manaus, como o Teatro Amazonas e o Museu do Seringal Vila Paraíso, estão abertos – também com protocolos de segurança para evitar a proliferação do vírus. No Teatro, por exemplo, só é permitido visita com agendamento.

Viagens pelo Brasil: reabertura no Sudeste

São Paulo

O plano de São Paulo é detalhado e está sendo cumprido desde o início da pandemia. Os decretos com as atividades permitidas e os protocolos de segurança são divulgados na página da Prefeitura de SP. Abaixo, você pode conferir as principais medidas atuais.

O que está aberto em São Paulo?

Desde 02 de outubro, atividades culturais estão autorizadas em São Paulo. Cinemas, teatros, museus, bibliotecas e demais espaços culturais estão abertos e devem seguir uma série de protocolos de segurança. Nos cinemas, por exemplo, é permitido receber apenas 60% da capacidade de público.

Os parques foram reabertos na última semana de outubro. Os horários permanecem os mesmos, mas com público limitado a 60% da capacidade total. Bebedouros não podem ser utilizados.

Bares e restaurantes também estão funcionando, inclusive com mesas ao ar livre. É permitido grupos de no máximo 6 pessoas, e as mesas devem ser posicionadas com pelo menos 1,5m de distância uma das outras.

No transporte público, o uso de máscaras é obrigatório. Você pode conferir todas as medidas de restrição de São Paulo aqui.

Rio de Janeiro

As informações relacionadas à pandemia estão reunidas no site Rio contra o Corona, onde você encontra o plano de retomada da cidade, bem como outros dados importantes. Os decretos, porém, são publicados no site LegisWeb – veja a última publicação, de 05 de novembro.

Baía de Guanabara vista do alto com Pão de Açúcar ao fundo, uma vista e tanto para curtir as férias em casa.
Pontos turísticos do Rio estão abertos, com capacidade reduzida.

O que está aberto no Rio de Janeiro?

  • Parques Nacionais, Estaduais e Municipais – a Floresta da Tijuca é um dos desses parques.
  • Pontos turísticos como Cristo Redentor, Pão de Açúcar e outros – com acesso permitido apenas a 1/3 da sua lotação máxima;
  • Bares, lanchonetes e restaurantes, com apenas 2/3 da capacidade máxima;
  • Shoppings e feiras livres.

Leia também: Como aproveitar o Rio de Janeiro durante a pandemia

Além do público reduzido, ofertar álcool em gel, manter distanciamento e usar máscara são outras medidas ainda vigentes no Rio.

Não se esqueça: a situação pode mudar a qualquer momento. Acompanhe os decretos e as notícias nos links sugeridos acima e em outros sites oficiais para garantir tranquilas férias em casa 🙂

Viagens pelo Brasil: reabertura no Sul

Curitiba

A página da Prefeitura de Curitiba exibe a situação atual da cidade em relação à pandemia. Dessa forma, é possível saber facilmente o que está aberto na capital paranaense e quais são os procedimentos em vigor.

Em relação aos decretos, a última publicação traz medidas válidas até 21 de novembro. Veja o resumo a seguir!

O que está aberto em Curitiba?

  • Hotéis, pousadas, resorts e hostels de Curitiba podem receber até 50% da sua capacidade de hóspedes;
  • Bares, restaurantes e lanchonetes podem funcionar somente das 6h às 23;
  • O Jardim Botânico, o Parque Barigui e outras atrações de Curitiba também reabriram – o uso de máscara é obrigatório;
  • Centros comerciais, galerias e atividades de rua não essenciais devem abrir das 10h às 20h;
  • Feiras, mediante cumprimento do protocolo estipulado pela Secretaria de Turismo;
  • Circos, teatros e museus.

Florianópolis

Floripa segue as estratégias estipuladas pelo governo estadual de Santa Catarina, que mantém um site com as principais informações, notícias e atualizações em relação ao coronavírus no estado. Os decretos são publicados nessa página.

O que está aberto em Florianópolis?

  • Bares, restaurantes, lanchonetes e outros estabelecimentos do gênero estão autorizados a funcionar, desde que respeitando o limite máximo de 08 pessoas por mesa. O último cliente pode entrar até 00h e o local pode ficar aberto até 01h;
  • As praias estão liberadas apenas para prática individual de exercícios. Todos devem usar máscara e manter pelo menos 1,5 m de distanciamento social;
  • Feiras, supermercados e demais tipo de comércio também possuem suas regras de funcionamento. Você pode conferir os detalhes no último decreto vigente, aqui.

Porto Alegre

Você pode conferir o plano de contingência de Porto Alegre nesse link. Já os decretos com o que está funcionando e quais são as regras vigentes, você encontra nessa página.

Chafariz da Redenção, Porto Alegre
Pôr do sol na Redenção, parque atualmente aberto em Porto Alegre.
Foto: Jade Knorre

O que está aberto em Porto Alegre?

A retomada de Porto Alegre está sendo feita gradualmente também. As restrições são especialmente em relação ao horário, veja:

  • shopping centers, das 12h às 22h;
  • estabelecimentos comerciais não essenciais, das 9h às 19h;
  • bares, restaurantes, padarias e similares, das 6h às 00h – com restrição no número de clientes atendidos;
  • casas noturnas estão funcionando, mas apenas para serviços de bar e restaurante.
  • Os parques e a Orla do Guaíba, algumas das atrações mais buscadas em Por Alegre, também reabriram.

Feiras, as queridinhas em Porto Alegre, também estão autorizadas, mas com capacidade de público reduzida a 50%, entre outras medidas.

Descubra para onde você pode viajar

Planejando voltar a explorar o mundo? Descubra quais países estão abertos com nosso mapa interativo e registre seu e-mail para ser notificado quando seu destino favorito reabrir.

Quer outras dicas para planejar suas férias em casa ou próxima viagem internacional?

Leia também:

Este artigo foi atualizado em 12 de novembro de 2020. Para seu conhecimento, as informações dessa página estavam corretas no momento da publicação. Por favor, consulte o site da OMS e do Ministério da Saúde para últimas atualizações em relação à pandemia do Covid-19 no Brasil.