O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Dicas Salar de Uyuni: 6 dicas para planejar a sua viagem

Todos os artigos

Salar de Uyuni: 6 dicas para planejar a sua viagem

Poucas paisagens na América do Sul despertam tanta curiosidade quanto a do Salar de Uyuni, um dos principais atrativos da Bolívia. Confira a seguir todas as informações necessárias para planejar a sua viagem.

Um dos mais disputados destinos na América do Sul, o Salar de Uyuni é a maior planície salgada do mundo.

Não é surpresa que tenha conquistado a atenção dos viajantes: a imensidão branca a perder de vista ou o reflexo difuso do mar e da terra se encontrando no horizonte realmente são cenários de tirar o fôlego.

O deserto de sal fez a sua fama. Inclusive a de que suas paisagens, apesar de espetaculares, não são facilmente acessíveis. Dizem as más línguas que conhecer esse espetáculo da natureza envolve uma certa dose de perrengue. Em parte, não deixa de ser verdade.

Mas, como todas as experiências de vida inesquecíveis, o esforço é mais do que recompensado. E com as nossas dicas, tudo pode ficar mais fácil!

1Entenda o Salar de Uyuni

O Salar de Uyuni é uma gigantesca planície, com mais de 12.000 km² de extensão, coberta por uma densa camada de sais minerais. Sua formação remonta a milhões de anos, quando a Cordilheira dos Andes começou a se erguer.

A água do mar, cercada por cadeias montanhosas e não tendo por onde escoar, acabou por formar lagos em altitudes elevadas. Transcorridos outros milhares de anos, após a sua completa evaporação, esses imensos lagos secaram, deixando a superfície coberta por uma enorme quantidade de sal.

Segundo estimativas, são mais de 60 bilhões de toneladas de sal, com a presença de minerais como lítio, potássio e magnésio. Toda essa riqueza forma um dos principais pontos turísticos do continente americano.

2Salar de Uyuni: melhor época 

Existem apenas duas estações no Salar de Uyuni — a seca e a chuvosa, cada qual relacionada a uma paisagem diferente. A época seca se estende ao longo de quase todo o ano, entre abril e novembro, e é responsável por aquela planície branca interminável. 

A época de seca é a melhor época para visitar Uyuni não apenas para tirar aquelas clássicas fotos de viagem (com ilusão de ótica brincando com o ângulo e a distância certa), mas também por que o clima não interfere na qualidade das estradas, nem prejudica a realização dos passeios.

Os meses mais quentes do ano, de dezembro a março trazem as chuvas de verão. Nessa época, uma fina camada de água sobre a superfície converte o deserto de sal em um gigantesco espelho d’água, refletindo o céu, as nuvens e até as estrelas durante a noite.

O visual é incrível, mas também significa que algumas partes do salar não podem ser alcançadas. A Isla Incahuasi, conhecida por seus gigantescos cactos milenares, por exemplo, fica completamente isolada.

Além disso, aumenta a probabilidade de veículos atolarem ou terem problemas mecânicos, uma vez que as condições do caminho ficam mais complicadas.

3Salar de Uyuni: onde fica

O Salar de Uyuni está a 30 km da cidadezinha de Uyuni, no sudoeste da Bolívia, numa região conhecida como o altiplano andino. Em sua zona central, a Cordilheira dos Andes se alarga, dando lugar a um planalto elevado, com uma altitude média de 3.000 metros.

O sul do Peru e o norte do Chile e da Argentina também compartilham esse vasto território. Lagunas, desertos, vulcões e montanhas multicoloridas fazem parte da paisagem quase surrealista do Altiplano.

Por isso, o deserto é um clássico para quem quer fazer um mochilão pela América do Sul, principalmente entre os mochileiros que querem se aventurar por mais de um país e com culturas diferentes em uma única viagem.

4Salar de Uyuni: como ir

Saindo do Brasil, é possível reservar voos para os aeroportos mais próximos a Uyuni, tanto no Chile como na Bolívia. Veja abaixo a distância entre as cidades que servem como base para chegar ao deserto!

Se você reservarDistância até Uyuni Média de Preço
Passagens para La Paz (Bolívia)540 kmR$ 1.024
Passagens para Sucre (Bolívia)360 kmR$ 1.340
Passagens para Calama (Chile)425 kmR$ 1.098

Preços podem mudar sem aviso prévio

A partir dessas cidades, algumas das opções de transporte até o Salar de Uyuni são:

Opções para chegar ao Salar de UyuniMédia de preçoDuração
Voos saindo de La PazR$ 32550 min
De ônibus saindo de La PazR$ 7010 horas
De ônibus saindo de SucreR$ 708 horas
De ônibus saindo de CalamaR$ 608 horas

Preços podem mudar sem aviso prévio

Também é possível chegar pela Argentina, a partir de Salta, Jujuy ou de alguns dos povoados da Quebrada de Huamahuaca, onde é necessário pegar um ônibus para La Quiaca, próxima à fronteira, e de lá cruzar a pé para a cidade boliviana de Villazón, antes de tomar outro ônibus em direção a Uyuni.

O custo total das passagens deve sair em torno de R$100 e o trajeto leva mais de 16h.

Como você pode ver, é um itinerário longo; uma alternativa é ir para a cidade de Tupiza, a 90 km da fronteira entre Bolívia e Argentina. De lá também partem tours organizados por empresa locais para o Salar de Uyuni.

5. Salar de Uyuni: onde se hospedar

A verdade é que a cidade de Uyuni em si não é exatamente interessante. Com a exceção do salar e do Cemitério de Trens em suas imediações, não há muito o que ver.

Nos arredores da cidade, como no povoado de Colchani, há lugares onde seria mais interessante se hospedar, como nos famosos hotéis de sal.

Confira abaixo quanto custam os melhores hotéis para ficar no Salar de Uyuni:

HotelDiárias (a partir de)
Jardines de UyuniUS$ 70
Casa AndinaUS$ 60
Blanca HostelUS$ 10 
Luna SaladaUS$ 175
Palacio de Sal US$ 140

Preços podem mudar sem aviso prévio

6. Salar de Uyuni: preço dos passeios

Abaixo, listamos os preços de alguns passeios oferecidos por agências, tanto da Bolívia quanto do Chile, assim você pode ter uma noção de quanto custa um pacote para visitar o Salar de Uyuni:

AgênciaDiasMédia de preço
Red Planet Expedition (Bolívia)3US$195 (por pessoa)
Estrella del Sur (Bolívia)4US$110 (por pessoa)
Cruz Andina (Chile)4US$165 (por pessoa em grupos de 4)
Cordillera Traveller (Chile)3US$195 (por pessoa)

Preços podem mudar sem aviso prévioConsultar agência para conferir termos e condições.

Algumas agências costumam dizer que tem sua própria hospedagem, de melhor qualidade que as demais. A verdade é que quase todas têm o mesmo nível: quartos modestos, quase sempre compartilhados, com banheiros do lado de fora.

A energia elétrica é limitada, assim como a água (nem é preciso dizer que é fria, né?). Nem sempre há roupa de cama suficiente para o frio, então é recomendado levar um saco de dormir. As refeições também são simples, embora fartas.

Algumas agências e hotéis têm um padrão de serviço um pouco superior e, claro, cobram a mais por isso. A rede Tayka, por exemplo, oferece hotéis mais arrumadinhos, com quartos e banheiro privativos, uma decoração bacana, calefação e água quente.

A Ruta Verde, cujo tour inclui hospedagem nesses hotéis, cobra a partir de US$ 400 por pessoa. Já a Senda Andina tem os seus próprios hotéis, o Tambo Coquesa Lodge e o Los Flamencos, com pacotes a partir de US$ 420.

A boa notícia é que a internet já chegou a essas terras remotas e nada impede de contratar os serviços de uma empresa boliviana com a saída programa a partir do Chile — basta entrar em contato por e-mail e fazer a reserva.

Você pode reservar o hotel para a sua viagem agora mesmo, que tal? 

Ainda tem dúvidas sobre o Salar de Uyuni?

Confira abaixo as principais perguntas feitas por quem vai viajar para o Salar de Uyuni e tire todas as suas dúvidas antes da viagem!

É preciso contratar uma agência para conhecer o Salar de Uyuni?

Comprar um pacote das agências que fazem os tours entre o Salar de Uyuni traz vantagens práticas, como não precisar se preocupar com a locomoção do hotel até o deserto, além de proporcionar uma experiência mais completa.

Por isso, as travessias do deserto, de Uyuni para San Pedro de Atacama (ou vice-versa), são as melhores alternativas para explorar ao máximo essa região. Os roteiros comercializados pelas agências de ambas as cidades levam de dois a quatro dias, com hospedagens no meio do nada e muitos quilômetros percorridos por dia em estradas bem precárias.

Quantos dias para conhecer o Salar de Uyuni?


No geral, se você vai e volta para a mesma cidade, seja San Pedro ou Uyuni, o trajeto deve levar 4 dias (três noites). Algumas empresas fazem esse trajeto em 3 dias (duas noites), sacrificando algumas paradas.

Se a ideia é somente cruzar de uma cidade a outra e seguir viagem, sem retorno, são 3 dias (2 noites). Quase nenhuma empresa oferece travessia de somente 2 dias, o tempo não é suficiente.

Já os tours de 1 dia contemplam apenas uma pequena parte do percurso: os que saem de San Pedro chegam até a Laguna Colorada e retornam e os que saem de Uyuni ficam somente nos arredores do salar.

Onde começar o tour: no Chile ou na Bolívia?


A única diferença entre começar por um lado ou pelo outro é a questão financeira. Nas agências da mega turística San Pedro de Atacama, os preços podem chegar ao dobro do praticado em Uyuni.

Reserve uma passagem aérea em promoção agora mesmo!