O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Dicas Orlando para iniciantes: dicas para a primeira viagem

Todos os artigos

Orlando para iniciantes: dicas para a primeira viagem

Vai visitar Orlando pela primeira vez? Então, confira dicas sobre ingressos, compras, locomoção e como aproveitar melhor os parques para uma viagem inesquecível!

Ir para Orlando e se divertir nos parques temáticos é o sonho de muitos viajantes brasileiros. A primeira visita é uma experiência única, mas há muitos detalhes importantes que você deve levar em conta na hora de organizar a sua viagem. Para ajudar, reunimos algumas dicas infalíveis para tornar sua ida a Orlando perfeita. Confira!

Melhor época para viajar para Orlando

A melhor época para ir a Orlando é a época em que você pode viajar. Mas, se você tiver disponibilidade para embarcar em diversos meses do ano, fique atento ao seguinte: em junho e julho, há lotação nas atrações devido às férias escolares. Isso também acontece em períodos específicos como o Natal.

Encontre voos para Orlando!

Outro ponto é ficar de olho no clima. No verão americano, que é durante o inverno no Brasil, a umidade é maior e chove com mais frequência, e quando há raios, as atrações externas são fechadas. Entretanto, alguns lugares só abrem nessa época, que é o caso dos parques aquáticos.

Como se locomover em Orlando

É possível usar o transporte público, mas ele não é o mais recomendado para quem tem poucos dias de passeio. A melhor opção é alugar um carro em Orlando, o que garante liberdade de horário e facilita o deslocamento entre as atrações.

Não deixe de incluir um GPS no seu pacote. Também fique atento ao fato de os carros serem automáticos, então caso você não esteja acostumado, vale treinar um pouco antes.

Se organize para conhecer os parques de Orlando

Orlando possui três redes de parque: o complexo Disney, o Universal Studios e o Sea World. A Disney possui quatro parques temáticos, o Magic Kingdom, o Animal Kingdom, o Hollywood Studios e o EPCOT, e dois parques aquáticos, o Typhoon Lagoon e o Blizzard Beach. Já o Universal é dividido entre Universal Studios e Island Adventure, e o novo Parque de Águas Volcano Bay.

App Skyscanner

A rede Sea World agrega o próprio Sea World, o Aquática, o Discovery Cove, o Adventure Island e o Busch Gardens, sendo os dois últimos em Tampa, a uma hora de carro de Orlando. O ideal é reservar um dia para conhecer cada um deles, mas se sua viagem for curta, vale a pena montar um roteiro que inclua a visita de dois parques em um dia. E aí, existem os bilhetes para múltiplas visitações.

A Disney possui o Park Hopper, a Universal o Park-to-Park, e o Sea World os bilhetes casados. O sistema de todos é basicamente o mesmo: dá o direito de visitar mais de um parque no mesmo dia, por um preço mais vantajoso que o bilhete individual.

Na entrada de cada parque da Disney há um terminal de ônibus especiais, que fazem translado. Se você estiver de carro, a dica é guardar o ticket de estacionamento do primeiro parque e apresentá-lo nos outros, assim não precisa pagar cada vez que fizer essa troca.

Na Universal é mais fácil, já que os dois parques são colados. Você pode ir a pé de um para o outro, ou caso tenha o ingresso Park-to-Park, é possível usar o trem que fica na área temática do Harry Potter.

O esquema "fura filas”

Outro sistema muito útil para quem tem pouco tempo para visitar os parques é o “fura filas”, que nada mais é do que pegar filas especiais e cortar o tempo de espera dos brinquedos.

Na rede Sea World, existe o Quick Queue, que pode ser adquirido em dois formatos: para pular a fila uma vez em cada atração, ou para uso ilimitado. Na Universal, existe o Express Pass, também nas versões normal ou ilimitada.

Passagens aéreas

Já na Disney, o corta filas é conhecido como Fast Pass+ e todos os visitantes têm direito a ele. A diferença fica por conta do agendamento, que na Disney deve ser feito com antecedência pelo site ou pelo aplicativo dos parques, e só dá direito a três atrações por rodada de marcação. Você só terá direito a mais, assim que tiver usado esses primeiros.

O que fazer em Orlando além dos parques

Os parques, sem dúvida, são as principais atrações de Orlando, mas também dá pra se divertir muito fora deles. Se você for no verão, dê uma escapada até algumas das praias que ficam próximas da cidade, como Clear Water e Palm Harbor, a uma hora e meia de carro. O visual é de paraíso caribenho, com direito a águas cristalinas e areia branquinha.

Busque hotéis em Orlando

No inverno, visite as cidades próximas, como Winter Park, que fica mais ao norte, ou Cabo Canaveral, que fica a leste de Orlando e tem como principal atração o Kennedy Space Center, da NASA.

Sem ir muito longe, não deixe de conhecer a “Orlando Eye”, roda gigante com vista panorâmica que fica no complexo chamado I-Drive 360. Lá há muitos restaurantes e também uma unidade dos museus Madame Tussauds.

Dicas para fazer compras em Orlando

Impossível falar de Orlando e não pensar em compras. Os preços são convidativos e você pode reservar um tempinho para bater perna pelos outlets ou shoppings da cidade. Caso se hospede perto do complexo Disney, dê preferência ao Outlet Premium Vineland. Ele tem uma boa praça de alimentação, grande variedade de lojas e costuma ser mais tranquilo para andar em família.

Hotéis baratos Skyscanner

Outra opção é o Outlet Premium da International Drive, que fica na principal rua de hotéis de Orlando. Ele é maior e mais movimentado. Para conseguir descontos extras, procure o balcão de informações e peça o folheto do dia. Com ele, é possível adquirir valores ainda menores do que os estampados nas vitrines.

Busque agora mesmo as passagens aéreas mais baratas para qualquer destino!

Newsletter