Noticias Dicas O que fazer em Natal: dunas, lagoas e o “Mar Morto Brasileiro”

Todos os artigos

O que fazer em Natal: dunas, lagoas e o “Mar Morto Brasileiro”

Descubra os melhores passeios em Natal: passeio de buggy no Litoral Norte, mergulhar nos parrachos de Maracajaú, esticar até Galinhos e muito mais. Confira!

Mapa

Existe muito o que fazer em Natal: desde a emoção do buggy nas dunas até nadar nas lagoas e piscinas naturais. Sem falar nas “esticadas” até lugares próximos, como João Pessoa, Galinhos e Pipa. Os passeios em Natal costumam ser baratos, divertidos e de uma variedade incrível de atrativos.

Os principais pontos turísticos da capital do Rio Grande do Norte podem ser conhecidos em um City Tour, com ida ao Aquário, que oferece interações tubarões e arraias, e a Fortaleza dos Reis Magos, com sua bela vista da Ponte Newton Navarro. O Centro de Turismo de Natal e o Centro de Artesanato da Praia dos Artistas também valem a visita.

 

Passagens aéreas baratas

Mas a cidade vai muito além disso e do cartão-postal do Morro do Careca na Praia de Ponta Negra. As dicas abaixo mostram os principais passeios em Natal que o viajante pode fazer para aproveitá-la ao máximo. Use o buscador do Skyscanner, encontre as passagens áreas baratas para a região e aproveite as nossas dicas para curtir tudo isso!

1. Ande de Buggy nas Dunas

O buggy pelo Litoral Norte é hors concours dentre os passeios em Natal. Começando pela Praia de Redinha e depois Santa Rita, chega-se às dunas de Genipabu, onde é feita uma parada com vista para a Área de Proteção Ambiental das Dunas de Genipabu, que é espetacular.

A combinação da areia das dunas com a lagoa na parte inferior e a vegetação é linda. Perto dali, você pode ainda aproveitar o clima desértico para andar na corcova de um dromedário e tirar fotos com o mar ao fundo, do outro lado.

Foto: Aline Soterroni

Após descer a duna e dar um mergulho, o bugueiro atravessa a Barra do Rio Ceará-Mirim, em balsas rústicas, para chegar às praias de Graçandu e Pitangui, onde há outros mirantes com vistas estonteantes.

Mas a diversão mesmo está na Lagoa de Jacumã, a alguns minutos dali, com o famoso Eskibunda, em que você senta em uma “prancha” e desliza em uma enorme duna até cair dentro d’água. A sensação é ótima!

A próxima parada é a Lagoa de Pitangui, que oferece toda uma estrutura de alimentação, boa ambientação, mesinhas à beira da lagoa e água morninha.

Skyscanner App

Este é o grand finale para o passeio, que é repleto de visuais deslumbrantes, ótimos locais para relaxar e a sensação de andar com o buggy na areia (que depende do turista pedir o passeio “com emoção”, e mais manobras “radicais”, ou “sem emoção”). Tudo isso a apenas 25 km da região de Ponta Negra.

2. Conheça o Maior Cajueiro do Mundo

Se no Norte o destaque são as Dunas e Genipabu, no Sul temos o Maior Cajueiro do Mundo. Um passeio legal nesta região é o Litoral Sul + Passeio de Barco, que começa justamente com uma voltinha no mar em uma embarcação que dá uma volta pela região e para nas piscinas naturais de Pirangi para mergulho com os peixinhos.

Foto: Rafael Vianna Croffi

Na volta, então, a visita ao impressionante Maior Cajueiro do Mundo. Você anda “por dentro dele” e se sente em uma floresta. Quando sobe no mirante para ver tudo de cima fica mais impressionante ainda. São 8.500 metros quadrados de copa, com muitos de galhos e cipós, que lhe garantem presença no Guinness Book.

A época da safra é de novembro a janeiro, quando ele chega a produzir cerca de 2,5 toneladas de cajus. Neste período, é possível provar os cajus e seus sucos.

Saindo dali, ainda é possível visitar a Lagoa de Arituba, com entretenimento para toda a família, como tirolesa, caiaque e pedalinho, mesas de palha e um ótimo espaço para nadar na água morna e tranquila. A Praia da Tartaruga, ali perto, oferece uma opção de mar mais agitado e tem pousadas com restaurantes.

Outros pontos de interesse no passeio são o Mirante dos Golfinhos, para fotos já no retorno para a região de Ponta Negra, e a base da FAB na Barreira do Inferno.

3. Estique até Pipa e/ou João Pessoa

A Praia da Pipa é um dos destinos mais procurados do Nordeste e fica pertinho de Natal – inclusive com opção de passeio bate-volta saindo da capital. São 85 km pela BR 101, até chegae a Tibau do Sul, onde fica o balneário de Pipa.

Lá, é possível conhecer a Lagoa de Guaraíras, as falésias da Praia de Cacimbinhas, a praia de Ponta do Madeiro e fazer um passeio de barco com vista para a Baía dos Golfinhos. Mas o destaque é a Praia do Amor, bem tranquila, mais afastada e com piscininhas se formando na areia.

Foto: Rafael Vianna Croffi

Antes do fim do dia, ainda há uma visita ao Chapadão, que é uma falésia na “curva” da Pipa, e um passeio pela Avenida dos Golfinhos, que tem restaurantes e lojinhas. Para quem quiser ver tudo isso com mais calma, vale reservar dois ou três dias na região.

Outro bate-volta que pode-se fazer de Natal é até João Pessoa (3 horas para ir e 3 para voltar de ônibus). O passeio é basicamente um City Tour, que passa pelos pontos turísticos como a Igreja de São Francisco, as praças Antenor Navarro e João Pessoa, e a Ponta do Seixas, o ponto mais oriental das Américas; onde o sol nasce primeiro.

Hotéis baratos

A parada no Mercado de Artesanato da Paraíba é um atrativo para quem curte compras de produtos bem característicos do Nordeste. Mas o ponto alto do passeio é seu final: o catamarã que faz um passeio pelo Rio Paraíba e para em uma localização privilegiada para ouvir o Bolero de Ravel tocado pelo Jurandir do Sax ao por do sol – conhecido como Pôr-do-sol do Jacaré. Espetacular!

4. Nade no “Mar Morto Brasileiro”

Galinhos fica a 170 km de Natal e é uma vila de pescadores paradisíaca. O destino não tem infraestrutura grande e, por isso mesmo, atrai quem gosta de sossego e natureza. A região é famosa pela produção de Sal, e é possível ver as Salinas que se confundem com as dunas de areia, logo ao chegar no passeio de barco.

Mas o que impressiona mesmo é o “Mar Morto Brasileiro” nas Dunas Do Capim. A água, muito salgada, faz com que as pessoas boiem, sem se esforçar para isso. Com seu azul quase transparente, ela forma uma paisagem estonteante junto às dunas.

Foto: Dica Nordeste

Você pode ficar caminhando pelas dunas, fazer passeio de buggy, aproveitar o “mar”… Só use protetor e óculos escuros, para evitar queimaduras na pele com o sol forte e a areia entrando nos olhos com o vento.

E beleza de Galinhos não para por aí. Das dunas, você vai até a Praia de Galos, que tem um vilarejo com casas simples e, ainda, pode curtir um pouco o mar da Praia de Galinhos, com um passeio de charrete.

 

5. Mergulhe nos parrachos de Maracajaú

Os parrachos de Maracajaú são “piscinas naturais” e ficam 60 km ao norte de Natal, em uma região que os locais chamam de “Caribe brasileiro”.

Durante a maré baixa, o local tem um visual deslumbrante e ótimos pontos de snorkeling com profundidade entre 1 e 3 metros. É possível ver muitos peixinhos e, se você der sorte, até outras espécies de animais marinhos.

Foto: Praias de Natal

Nos passeios saindo de Natal, é possível fazer Maracajaú e Punaú juntos. Punaú fica bem pertinho e seu principal atrativo é uma lagoa de cor escura, apelidada de “Lagoa da Pepsi”. Por lá. O dia pode ser aproveitado com passeios de quadriciclo e almoçando em mesas à beira d’água.

Busque suas passagens aéreas para Natal e outras cidades do Nordeste agora mesmo!

Mapa