Noticias Comidas de rua do mundo: o que é pecado não saborear

Todos os artigos

Comidas de rua do mundo: o que é pecado não saborear

Viajar e não provar a culinária local é imperdoável. Provoque o seu paladar com a nossa galeria de comidas de rua do mundo. Viaje com a gente, passando dos mais saborosos pratos aos excêntricos gafanhotos gourmet.

Por mais que você ame culinária, há sempre um prato novo a ser conhecido. Passando de iguarias extravagantes a sabores mais comuns, veja os principais pratos de rua do mundo e escolha o seu preferido com o Skyscanner! E, caso fique com vontade de visitar cada um destes países, é só reservar suas passagens aéreas e fazer uma boa viagem!

Passagens aéreas Skyscanner

1 – Midye Dolma (mexilhões recheados), da Turquia

Consumida especialmente após a ingestão de bebidas alcoólicas, essa iguaria é preparada da seguinte forma: cada concha de mexilhão é recheada com o próprio mexilhão e arroz. Na hora da compra do prato, a concha é aberta e regada com suco de limão. O consumo deve ser imediato – a vontade de repertir vem logo depois.

2 – Jalebi (sobremesa frita), da Índia

Tradicional e muito popular, este doce indiano é macio por dentro e cristalizado por fora. Pode ser servido morno ou frio. O quitute é considerado ainda como o doce comemorativo da Índia, distribuído por órgãos governamentais em datas comemorativas importantes da região.

3 – Hollandse Nieuwe (arrenque cru com cebola e picles), da Holanda

Quem já provou faz uma recomendação: saborear esta delícia entre junho e julho, quando o arrenque ainda está bem fresquinho e o sabor da iguaria é inigualável. Isso porque sua preparação funciona de maneira especial: o arrenque é congelado para matar possíveis parasitas, depois deste processo vem o descongelamento, limpeza e adição dos demais ingredientes – temperos, cebola e picles. Mais holandês, impossível!

4 – Chapulines (gafanhotos fritos), do México

Os chapulinos fazem parte da família dos gafanhotos e são consumidos no México há mais de três mil anos. A iguaria é facilmente encontrada de maio até o fim do verão, servida muitas vezes em mercados populares, sempre fervida com água e sal. Mas, eles são mais populares quando tostados no comal, com sal e limão, ao molho de alho ou como recheio de tacos. Cro-can-te!

5 – Tang hu lu (frutas cristalizadas no palito), da China

Simples, original e saborosa, esta sobremesa chinesa é preparada com frutas cristalizadas no palito, vendidas tradicionalmente nas ruas do país. Para quem prefere não se arriscar nas receitas mais excêntricas da região, o prato não decepciona.

6 – Acarajé (feijão-fradinho frito, recheado com camarão e castanha de caju), do Brasil

Especialidade da culinária afro-brasileira, o acarajé é bastante consumido na Bahia. Com sabor forte e marcante, o prato pode ser feito com pimenta, camarão seco, vatapá, caruru, castanha de caju, quiabo e vinagrete. Ele é temperado com azeite de dendê, cebola e sal e consumido tradicionalmente como um “bolinho” ou em um recipiente de plástico. Dica: se você gosta de pimenta, peça ele bem quente!

7 – Poutine (batatas fritas, queijo coalho e molho), do Canadá

Original da província de Quebec, o poutine é famoso em todo o Canadá. Pense na combinação batata frita + molho de carne + queijo coalho. Dá até água na boca! O prato é tão famoso que passou a ser oferecido em redes de fast food no país, tudo para satisfazer o desejo canadense por esta iguaria simples, mas muito saborosa.

8 – Arancini (bolinhos de arroz fritos recheados com mussarela ou ragu), da Itália

Mamma mia! Este bolinho de arroz italiano vai te levar a outro nível gourmet. O arancini é conhecido no Brasil como bolinho de arroz a siciliana, mas certifique-se de provar o prato em seu país de origem – o sabor é inigualável. Nele vai arroz carnaroli, caldo de carne, queijo mussarela, manteiga, cebola, sal e pimenta a gosto.

9 – Takoyaki (bolinhos de polvo), do Japão

O takoyaki é um bolinho (com uma massa parecida com a de panqueca) recheado com polvo, gengibre picado e cebolinha. Popular em várias regiões do Japão, o prato pode ser encontrado em barracas de rua e restaurantes especializados. As regiões que mais consomem o takoyaki são Osaka e Kansai. "Arigatou" por esta delícia, Japão!

E então? Ficou com fome? A nossa sugestão é viajar agora mesmo para uma experiência gastronômica inesquecível! Busque suas passagens: