O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias 12 cidades do México para curtir toda a diversidade do país

Todos os artigos

12 cidades do México para curtir toda a diversidade do país

Sabemos que viajar é especialmente difícil no momento. Mas, junto com os mais recentes conselhos e atualizações sobre a COVID-19, queremos continuar inspirando você com conteúdo de viagens. Assim, quando o mundo abrir as portas novamente, você estará pronto!

No finzinho da América do Norte e ao lado do Caribe, o México é um país rico em diversidade. Fato que pode ser comprovado por seus inúmeros e surpreendentes destinos turísticos. Os viajantes são recebidos por um povo hospedeiro e acolhedor – uma característica em comum entre as cidades do México que vamos conhecer hoje.

Apesar do México ser um dos países abertos para brasileiros agora, ainda não é recomendado fazer viagens internacionais nesse momento. Para inspirar suas viagens futuras, explicamos aqui quais são as exigências de entrada no México e compartilhamos dicas de 12 cidades mexicanas que, embora sejam igualmente encantadoras, possuem características que as tornam únicas. Olha só!

Este artigo foi atualizado pela última vez em 28 de janeiro de 2021 e é possível que as informações tenham mudado desde então. Sempre verifique as fontes oficiais do governo para obter as informações mais recentes ao planejar e reservar sua viagem.

Entrada de brasileiros no México durante a pandemia

O que precisa para viajar ao México? Em função da pandemia, a Secretaria de Saúde do México exige que os turistas brasileiros preencham o formulário “Cuestionario de identificación de factores de riesgo em viajeros” antes da chegada ao país. Esse é o único requisito, não sendo necessário testes ou isolamento de 14 dias no desembarque.

Porém, atenção: para entrar (ou voltar) ao Brasil, é exigido de todos os passageiros internacionais (estrangeiros e brasileiros) um teste de PCR com resultado negativo para Covid-19.

Além disso, segundo o Portal Consular do Itamaraty, brasileiros podem ficar no México por até 90 dias sem necessidade de visto.

Reabertura do turismo nas cidades do México

A retomada do turismo no México é sinalizada por um guia de cores, que indica as fases e restrições de cada estado de acordo com curva de contaminação do Coronavírus (Covid-19). As cores são vermelho, laranja, amarelo e verde, sendo a primeira a mais restrita e a última, abertura total.

O governo executivo tem um mapa que alerta sobre a pandemia em cada região, mas os estados têm autonomia para decretar as fases e as restrições locais. Você pode acompanhar detalhes no site oficial de Turismo do México e no documento com as diretrizes para visitantes internacionais, fontes oficiais que utilizamos para encontrar as informações relativas à pandemia contidas nesse artigo.

Guadalajara, no estado de Jalisco, uma das cidades para visitar no México

Protocolos de segurança durante a pandemia no México

Sobre os cuidados e protocolos sanitários dentro do país, em todas as cidades do México é exigido:

  • Uso de máscara em lugares públicos;
  • Distanciamento mínimo de 1,5 m;
  • Disponibilização de álcool gel 70% para os visitantes (por parte dos estabelecimentos);
  • Ocupação do espaço de acordo com a fase de reabertura da região (por parte dos estabelecimentos).

12 cidades do México para visitar

1. Cancún, Quintana Roo

Com gigantescos resorts à beira-mar, Cancún promete diversão, aventura, relaxamento e muita cultura em um roteiro repleto de atrações. Ao ar livre, não deixe de se aventurar nos cenotes e de ir à ilha de Contoy. Entre as praias, vale um banho em Tortugas, Delfines e Fórum, todas públicas e de águas cristalinas.

Beira da praia de Cancún com o mar azul celeste visto de cima.

A cidade, no estado de Quintana Roo, está atualmente em fase laranja e atua com 50% da capacidade nos resorts, restaurantes, sítios históricos, parques temáticos e outros serviços turísticos. Praias e parques públicos devem respeitar a capacidade de máxima de 30%, assim como teatros, cinemas e centros comerciais. Bares, casas noturnas e festas, muito famosas localmente, estão fechados.

Você pode encontrar os sites oficiais dos estados mexicanos e conferir detalhes do sistema de classificação de risco epidemiológico no guia oficial do Governo do México para visitantes internacionais.

2. Tulum, Quintana Roo

Também localizada em Quintana Roo, Tulum é uma das cidades do México que está na fase laranja, com restaurantes, hotéis, sítios históricos, parques temáticos e outros serviços turísticos operando em 50%. Praias e parques públicos devem respeitar a capacidade de máxima de 30%, assim como teatros, cinemas e centros comerciais.

Ruínas maias na beira da praia em Tulum, uma das cidades do México mais pitorescas

Nessa charmosa cidade de Quintana Roo, a tradição Maia se encontra com o azul do mar. O cenário das ruínas de Tulum, difícil de descrever em palavras, não poderia ser mais bonito. As pedras, as praias azuis e o verde da mata se unem às edificações de origem Maia, criando uma paisagem perfeita.

E saiba que as maravilhas da Península de Yucatán não param por aí! Aproveite a proximidade e conheça alguns dos mais de 7 mil cenotes da região, como o Cenote Dos Ojos, o Gran Cenote e o Ik Kil, e um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo e legado maia, o Chichén Itzá.

Para explorar ainda mais a fundo a cultura local mexicana, recomendo conhecer também as ruínas de Cobá, que ficam a 50 minutos de Tulum. É lá que fica a única pirâmide que pode ser escalada. O passeio pelo parque também pode ser feito de bicicleta.

A 30 minutos de Cobá, adentrando na floresta, fica o povoado indígena Pacchán. Lá, eles vivem a verdadeira cultura maia e realizam rituais de purificação com os visitantes interessados. Além disso, há um lindo cenote na aldeia com acesso por rapel.

Gabriela Temer, do blog Juju na Trip

3. Isla Mujeres, Quintana Roo

Essa ilha linda fica no norte de Cancún, a 40 minutos de barco em um trajeto feito pela empresa Ultramar. As embarcações saem dos terminais de Puerto Juarez, El Embarcadero, Playa Tortugas e Playa Caracol. Os ferries estão operando com capacidade de 50%, já que Mujeres também está na fase laranja.

Arraia no mar de Isla Mujeres

Em Isla Mujeres, as atividades principais são as praias, já que a ilha tem algumas das águas mais turquesas da região. Aproveite para fazer mergulho de cilindro ou snorkel no MUSA, museu subaquático com mais 300 esculturas lindas para explorar. Outra atração é o Parque Garrafón, com atividades como snorkel, caiaque com fundo transparente, tirolesa e apresentação de rituais de Temazcal.

Por fim, explore o centrinho simpático de Isla Mujeres, que tem lojas de artesanato, restaurantes e bares pela avenida Hidalgo. Também tem a opção de aluguel de carrinhos de golfe para dar a volta na ilha.

4. Playa del Carmem, Quintana Roo

É considerada o coração da Riviera Maia, região dos grandes resorts horizontais e dos parques aquáticos. Playa del Carmen também está na fase laranja, com restaurantes, hotéis e serviços turísticos operando em 50%. Praias e parques públicos devem respeitar a capacidade de máxima de 30%.

Quiosques na Playa del Carmen

Em Playa del Carmem, um dos locais mais lindos para conhecer é o Rio Secreto, um sistema de cavernas de calcário semi-inundado. O trajeto é todo feito no escuro, com apenas a iluminação das lanternas no capacete. Os cenários explorados são incríveis, com estalactites por todos os lados e águas cristalinas.

Para quem quer pé na areia, há alguns beach clubs, como os CoralinaKool Beach e Mamita’s. Há também os parque aquáticos naturais de Xcaret,  Xplor e Xel-há, com atividades ao ar livre como tirolesa, flutuação e cenotes – antes de viajar, é importante conferir as regras de abertura e protocolos de segurança em vigor.

E, ainda, um roteiro de compras na badalada Quinta Avenida, com lojas de departamento, de lembranças, além de bons restaurantes e cafeterias. Vale destacar que a capacidade e os horários de lojas e restaurantes varia de acordo com a classificação da cidade no semáforo de risco epidemiológico.

5. Cozumel, Quintana Roo

Cozumel é o destino preferido entre os recém casados, graças ao seu clima romântico e suas paisagens paradisíacas, que lembram ilhas desertas. A cidade atrai também pessoas interessadas em relaxar nos diversos SPAs da região, e quem quer fazer passeios históricos e ecoturísticos em uma paisagem deslumbrante.

A tranquilidade da beira da praia de Cozumel.

Essa ilha de águas tranquilas em tons de azul fluorescente fica próxima à Playa Del Carmen, de onde partem o ferries, em um trajeto que dura cerca de 10 minutos. Por estar no estado de Quintana Roo, também está na fase laranja, operando com 50% de capacidade nas atividades turísticas e com bares fechados.

Na costa oeste de Cozumel, um dos destaques é o parque Chankanaab Beach Adventure Park, com praia privada, tirolesa, snorkel e um museu subaquático. Na parte sul, a dica é a Punta Sur, onde fica o farol Celarain. O atrativo funciona como mirante, já que você pode subir até o topo e ter uma vista 360º da região. Vale ainda fazer o passeio de barco ate o banco de areia El Cielo.

6. Acapulco, Guerrero

A Pérola do Pacífico, como também é conhecida a cidade, é o paraíso para os aprendizes de surfe, que encontram nas ondas tranquilas de suas praias o lugar perfeito para treinar. Quem curte adrenalina, pode rumar para a praia de Majahua, na Baía Puerto Marqués, onde fica a a Xtasea, maior tirolesa do mundo sobre o mar.

Praia de Acapulco, uma das mais belas cidades do México

Da mesma forma, os passeios históricos devem fazer parte do roteiro de qualquer turista que queira conhecer melhor a cultura pirata e a história da região. Considere visitar lugares como o forte de San Diego e sua catedral.

No momento, Acapulco, no estado de Guerrero, está em alerta laranja, com hotéis, restaurantes, comércio e demais atividades funcionando com capacidade de 30% e uso obrigatório de máscara. Não está permitido o banho de sol nas praias, estão autorizados apenas atividades como corrida, caminhada, natação.

7. Tijuana, Baja California

Fazendo fronteira com os Estados Unidos, a cidade abriga diversos museus e centros culturais, sendo conhecida como “esquina do México”, por valorizar as tradições e os costumes do país.

Montanhas de Tijuana, México

Tijuana, localizada no estado de Baja California, está em fase vermelha, com hotéis e centros comerciais funcionando com capacidade máxima de 25%, e cinemas, teatros e restaurantes em 30%.

Você pode encontrar os sites oficiais dos estados mexicanos e conferir detalhes do sistema de classificação de risco epidemiológico no guia oficial do Governo do México para visitantes internacionais.

8. Cidade do México

Capital do país, a Cidade do México dá mostras de toda a diversidade mexicana. As grandiosas construções históricas, os museus, os bairros peculiares, igrejas e ruas movimentadas fazem do destino um ótimo lugar para conhecer de perto toda a riqueza cultural do país.

Cúpula da Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, na Cidade do México

Imperdível, vale dedicar pelos menos uma semana para entrar em contato com todas as preciosidades ali encontradas. Porém, atualmente, a capital também está na fase vermelha, com apenas as atividades essenciais liberadas e hotéis com capacidade máxima de 30%.

9. Puerto Vallarta, Jalisco

Um refúgio encantador para os apaixonados por esportes aquáticos, a cidade oferece inúmeras possibilidades ao ar livre. O litoral tem cenários lindos, como as Islas Marietas, e as praias Las Caletas, Los Animas e Los Muertos Beach.

Vista aérea de Puerto Vallarta, com montanhas ao fundo e o mar.

Além disso, o centro histórico de Vallarta, com suas construções históricas, garante uma viagem no tempo. Gastronomia e compras também preenchem parte do roteiro com artigos e temperos locais.

Atualmente, Vallarta, no estado de Jalisco, está na fase vermelha. Os restaurantes e hotéis operam com metade da capacidade, e bares foram fechados. As praias ficam abertas das 5h às 15h, com obrigatoriedade de distanciamento de 5 metros entre os grupos na areia.

10. Los Cabos, Baja California Sur

Agradando dois públicos específicos, a região de Los Cabos (que engloba San José del Cabo e Cabo San Lucas) garante atrações tanto para os aventureiros de plantão e quanto para quem quer apenas curtir a tranquilidade da bela paisagem.

O belo arco do Cabo San Lucas, em Los Cabos

A arte e a religião também fazem parte das possibilidades de programação, principalmente na rota histórica da cidade, que permite passeios em meio a antigas construções e movimentados museus.

A cidade, no estado de Baja California Sur, encontra-se na fase laranja, com atividades sociais e recreativas podendo funcionar com capacidade de 40%.

11. Guanajuato, Guanajuato

A cidade de Guanajuato, a 373 km da capital mexicana, é hoje uma colônia de estudantes (seria a Ouro Preto mexicana?) simpática e festiva. Foi construída aos poucos pelos seus moradores, sem largas avenidas, como um emaranhado de becos e callejones.

Um sobe ladeira e desce ladeira em que as cores do casario vão se tornando mais intensas, e a cidade mais apaixonante. Nem as igrejas escapam dos tons vibrantes, com suas fachadas esculpidas em pedra rosada. É uma cidade linda, mas não é isso o que a faz mais incrível. Cidades lindas existem aos montes. Mas Guanajuato é envolvente, uma cidade para ser vivida, e não apenas apreciada.

Gabriela Temer, do blog Juju na Trip

Antes da pandemia, havia pelo menos um festival por mês em Guanajuato: de cinema, música, religioso. Além disso, todos os dias, quatro grupos de seresteiros saíam pelos quatro cantos da cidade entoando músicas e brincadeiras. São as chamadas Callejoneadas.  

Dos atrativos, não deixe de conhecer o Teatro Juarez, onde há belíssimos afrescos em estilo mourisco. E ainda a Praça de la Paz, onde fica a Basílica Colegiata de Nuestra Señora de Guanajuato, o mercado de artesanato e a Museo Casa Diego Rivera. 

Guanajuato, uma das cidades históricas mais belas do México

Para quem gosta, há ainda um pitoresco roteiro rural em Guanajuato, que leva a plantações de cactus. O nopal está para o mexicanos como a uva para os chilenos ou a quinoa para os peruanos: a planta espinhosa, nativa da região de Guanajuato, é processada como alimento, como composto medicinal e até estético.

Entretanto, no momento, não é recomendável visitar a cidade, que se encontra na fase vermelha. Pelas restrições estabelecidas pelo estado de Guanajuato, comércio, hotéis e serviços funcionam com capacidade de 30%.

Você pode encontrar os sites oficiais dos estados mexicanos e conferir detalhes do sistema de classificação de risco epidemiológico no guia oficial do Governo do México para visitantes internacionais.

12. San Miguel de Allende, Guanajuato

San Miguel de Allende também está em alerta vermelho, funcionando com as mesmas restrições da vizinha Guanajuato. Mas guarde esse roteiro para quando tudo se normalizar. Se Guanajuato é a mais vibrante das cidades da rota histórica, San Miguel de Allende (a 275 km de Ciudad del Mexico) é a mais linda.

Antigo Caminho Real e rota da prata, a pequena cidade fundada em 1542 mantém o esplendor do Vice-Reino, com ruas estreitas de pedrinhas irregulares que conduzem pelo cenário de casas pintadas em tons fortes de tijolo, rosa e amarelo, jardins de bouganvilles, uma incrível catedral neogótica, ateliês e jardins secretos escondidos nos pátios internos de edifícios coloniais.

San Miguel de Allende, uma das cidades do México mais interessantes

Não é à toa que a pequena San Miguel de Allende é considerada por muitos a mais bonita entre as cidades do México, da mesma forma que foi nomeada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Lá também fica o mais estonteante museu de todo o Estado sobre a Catrina, a famosa e colorida caveira mexicana. 

Para quem gosta de arte, tem o La Aurora, uma fábrica têxtil desativada que hoje é ocupada por 50 galerias. E há de tudo: de quinquilharias, a joias artesanais e obras de artistas contemporâneos consagrados como Andy Warhol. Já para arrematar artesanatos, vestidos bordados e outras artes populares, rume para a Rua San Francisco (umas das ruas que passam pela Praça El Jardin).

E para completar, a 14 quilômetros do centro de San Miguel, rumo às montanhas, esconde-se o lindo Santuário Atotonilco, erguido em 1700 pelos jesuítas e hoje cercado por um plácido vilarejo de casas no mesmo estilo que San Miguel, e regido por um tempo onde os segundos passam ainda mais devagar.

Gostou das dicas? Antes de planejar uma viagem em tempos de pandemia, sempre verifique as fontes oficiais do governo para obter as informações mais recentes sobre o destino que você quer visitar 😉

Descubra para onde você pode ir!

Você já pode fazer planos para quando puder sair de casa. Nosso mapa global interativo indica as fronteiras que estão abertas e como viajar com mais segurança. Se o destino que você procura ainda não reabriu, inscreva-se para receber as atualizações por email!

Leia também: