O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Checklist de viagem 2020: o que você precisa saber

Todos os artigos

Checklist de viagem 2020: o que você precisa saber

Mais do que lazer ou negócios, viajar é importante porque nos conecta com as pessoas que amamos e com os lugares com os quais criamos laços ao longo da vida. Agora que o mundo está reabrindo lentamente e as viagens estão se tornando factíveis novamente, devemos nos manter informados e tomar as medidas necessárias para viajar com segurança, especialmente sendo mais atentos ao checklist de viagem para não deixar nada importante de fora.

Aos poucos o bloqueio e as restrições de viagem tendem a diminuir, mas ainda precisamos ter muita cautela. O Brasil segue com a curva de contágio ascendente e não chegou ao pico de contaminação.

Se a vontade de viajar já está batendo, aguente firme: indicamos que, nesse momento, você siga as recomendação do seu estado e município em relação ao isolamento social e quarentena. Outra dica é aproveitar que as pesquisas sobre viagens estão super liberadas e que você pode fazê-las do conforto do seu lar – afinal, há muito mais a considerar para uma viagem pós-coronavírus, desde novos itens obrigatórios (olá, álcool em gel e máscaras faciais) até tecnologias em viagens (inteligência artificial entrou no chat).

Para ajudar você a planejar o futuro, criamos um checklist de viagem que inclui tudo o que você precisa saber. Desde as complicadas políticas de cancelamento, até os países estão abertos para viagens a negócios – leia antes de fazer suas reservas.

Para onde posso viajar? Devo viajar?

Quando será possível viajar de novo?

Não é possível determinar isso ainda. Embora a curva de contaminação já tenha passado do pico em alguns países ou esteja até diminuindo em algumas partes do mundo, ninguém sabe ao certo quando a pandemia ficará sob controle e as restrições de viagem serão totalmente retiradas.

Para onde podemos ir?

Muitos países do mundo começaram a reabrir suas fronteiras e estão diminuindo as restrições às viagens internacionais. Ainda não é o caso do Brasil, onde o conselho ainda é evitar todas as viagens para o exterior.

Ao que tudo indica, quando a pandemia estiver sob controle no Brasil, provavelmente as viagens nacionais serão as primeiras a serem incentivadas. Assim que os viajantes se sentirem confiantes para colocar o pé na estrada, haverá uma demanda por escapadelas de finais de semana para locais próximos.

Quem pode viajar?

Viagens não são indicadas nesse momento, e especialmente pessoas dos grupos de risco devem pensar em adiar seus planos de férias. O grupo de risco inclui idosos com mais de 60 anos ou pessoas com problemas de saúde, como doenças cardíacas ou pulmonares, diabetes ou que tenham o sistema imunológico comprometido.

As companhias aéreas e os aeroportos estão fazendo o possível para manter os passageiros em segurança, mas todos precisam fazer a sua parte. Isso significa ficar em casa se houver alguma chance de você estar infectado pelo novo coronavírus. É sua responsabilidade evitar viagens se você:

  • está com algum dos sintomas (ou esteve na semana anterior);
  • compartilha a casa ou tenha tido contato próximo com alguém que teve sintomas do Covid-19 nos últimos 14 dias;
  • foi aconselhado pelo seu médico a se isolar;

Caso você precise relembrar, os principais sintomas a serem observados são: tosse contínua, febre alta e perda (ou alteração) de paladar e olfato. Embora isso possa ser apenas um resfriado, é realmente melhor prevenir do que remediar. Você encontra mais orientações no site do Ministério da Saúde.

Aeroporto em família

Novas regras em aeroportos durante a pandemia

Cada aeroporto tem suas próprias regras, portanto, quando puder voar novamente, é importante verificar o site oficial dos aeroportos de partida e chegada antes de iniciar a viagem. Todos adotaram novas medidas para manter os viajantes protegidos contra o risco de coronavírus. Isso pode incluir:

Rosto coberto: a maioria das companhias aéreas exige ou pelo menos recomenda o uso de máscara no avião, e a maioria dos aeroportos também exige que todos usem máscaras sempre que estiverem dentro do aeroporto. Saiba mais sobre máscaras faciais para viagens.

Temperatura corporal: o termômetro infravermelho digital está por toda a parte, mas alguns aeroportos já estão usando uma tecnologia de câmera térmica para conferir a temperatura de passageiros que chegam e partem. Confira outras novas tecnologias usadas para sua segurança em viagens.

Distanciamento social: os arranjos de assentos e os sistemas de filas foram reorganizados para facilitar o distanciamento social. Alguns aeroportos também possuem sistemas de fluxo unidirecional para limitar o contato entre as pessoas.

Compras: não pense ao viajar para o exterior você vai baixar as prateleiras do Duty-free (até porque a alta do dólar não está facilitando isso). Muitas lojas e restaurantes do aeroporto estão fechados – ou abertos com horário reduzido e com serviço de alimentação apenas para viagem. Verifique as informações sobre lojas e restaurantes do seu aeroporto antes de ir, para saber se você precisa levar alguns lanches.

Políticas de cancelamento de voos

Com tantas incertezas em relação às rotas que seguem operando, quando você decidir comprar uma passagem aérea, é importante saber se está protegido caso o voo seja cancelado. Felizmente, a maioria das companhias aéreas adotou políticas flexíveis.

Por exemplo, a American Airlines e a Delta estão facilitando a reserva dos clientes, permitindo que eles alterem voos novos e existentes gratuitamente para datas até 30 de setembro de 2022. A Norwegian está oferecendo aos passageiros um incentivo de 20% para uma viagem futura se eles optam por um crédito de voo em vez de um reembolso.

Essas políticas estão sujeitas a alterações, mas você pode encontrar uma lista atualizada das principais políticas de cancelamento de voos de companhias aéreas aqui.

Checklist de viagem

Políticas de cancelamento de hotéis

Durante a fase de planejamento, é melhor procurar acomodações que já tenham uma política de cancelamento flexível em vigor. Isso facilita o reembolso se você precisar cancelar 24 ou 48 horas antes da sua estadia. Se o seu voo for cancelado ou se você tiver sintomas do COVID-19 e decidir não voar, fica mais fácil tentar o reembolso também.

Muitos grupos hoteleiros introduziram novas políticas de cancelamento por causa da pandemia. Por exemplo, o Marriott International (até 30 de setembro) e o Hilton e Radisson (até 31 de agosto) estão permitindo alterações e cancelamentos gratuitos até 24 horas antes da chegada.

Essas políticas estão sempre sujeitas a alterações e é melhor verificar o site do hotel antes de se comprometer. Aqui você descobre o que fazer se a sua reserva de hotel for cancelada.

Também desenvolvemos um novo recurso no Skyscanner que mostra a pontuação de limpeza de todas as acomodações:

“O setor de viagens está reagindo às novas preocupações dos consumidores, implementando e melhorando os padrões de higiene para atrair a confiança dos viajantes e para se diferenciar. Agora os clientes podem visualizar uma pontuação de limpeza recém-integrada em todas as acomodações oferecidas em nossa plataforma para garantir que os clientes estejam tomando uma decisão com base em informações confiáveis.”

Jon Thorne, Diretor de Satisfação do Usuário no Skyscanner
Bagagem de viagem

Como posso proteger minha viagem?

Com tanta incerteza, gastar dinheiro em um feriado ou em férias que podem acabar sendo canceladas é um grande risco. Aqui estão algumas maneiras de reduzir sua chance de perder dinheiro.

Faça um seguro viagem

Sempre recomendamos incluir seguro na sua checklist de viagem, mas durante a pandemia, é mais importante do que nunca. As seguradoras de viagens são bastante avessas ao risco e, desde que o coronavírus se tornou conhecido em meados de março, muitas delas deixaram de cobrir esse tipo de cancelamento.

Antes de se comprometer com um contrato, sempre leia as letras pequenas. Embora seja improvável que cubram os cancelamentos em função do coronavírus, algumas seguradoras cobrem caso você não possa viajar porque você ou um membro da sua família contraiu o vírus. Para mais informações, consulte nosso guia para a compra de seguro de viagem durante o coronavírus.

“Se você comprou uma apólice de seguro de viagem antes que o coronavírus se tornasse um evento conhecido, a princípio, você estará coberto. A data relevante varia de acordo com cada seguradora, mas 12 de março é uma boa regra geral. Essa é a data em que a OMS declarou o coronavírus como uma pandemia e se tornou um “evento conhecido”. Se você estiver procurando por uma nova cobertura, estude as letras miúdas e considere falar com um representante por telefone ou por email para ter certeza do que está incluído.”

Martin Nolan, Diretor Sênior para Assuntos Jurídicos, Públicos e Regulatórios no Skyscanner

Procure políticas de cancelamento flexíveis

Item imprescindível na sua checklist de viagem. Como é improvável que seu seguro de viagem o ajude caso sua viagem seja cancelada, é melhor garantir que você esteja protegido pelas próprias empresas (seja de voos, de hotéis…). Muitas delas tornaram suas políticas de cancelamento muito mais flexíveis.

Esteja você reservando voos, hotéis ou aluguel de carro, fique sempre atento e invista um bom tempo olhando as letras pequenas de suas políticas de cancelamento. Algumas empresas permitem que você cancele gratuitamente até o meio dia do mesmo dia. Dica: vale a pena gastar um pouco mais para ter uma opção mais flexível.

Use seu cartão de crédito para reservar

Mesmo que você tenha dinheiro suficiente no banco, usar o cartão de crédito é uma boa ideia, pois oferece proteção legal extra e pode garantir até mesmo seguro viagem caso você compre as passagens aéreas com o cartão.

Use máscaras faciais

Quem pensou que a moda mais quente das férias de inverno deste ano e o item mais importante da checklist de viagem seria a máscara facial? Países e estados têm regras diferentes sobre onde e quando você deve usá-las, por isso é sempre uma boa ideia ler sobre isso antes de viajar.

A maioria dos estados do Brasil tem diretrizes em torno de máscaras, e em grande parte das cidades e estados é obrigatório o uso em locais públicos.

Aplicativos de carona como o Lyft e a Uber também tornaram obrigatório o uso de máscaras para proteger seus motoristas. Sem surpresa, você também terá que usar uma proteção durante o voo. Novamente, os regulamentos variam de companhia aérea para companhia aérea, mas a maioria está exigindo, como Gol, Azul, LATAM, American Airlines, Lufthansa e Air France. A British Airways pede aos passageiros que substituam suas máscaras por uma nova a cada 3-4 horas. A Qantas recomenda o uso, mas não exige.

Se você ainda não precisou usar uma máscara, provavelmente está se perguntando como usá-la e com que frequência deve trocar o filtro interno. A Organização Mundial da Saúde tem algumas diretrizes sobre isso – e também escrevemos aqui tudo o que você precisa saber sobre o uso de máscaras durante viagens.

Checklist de viagem

O que mais eu preciso levar?

Se você é um viajante experiente, provavelmente já se deu conta que terá que repensar sua checklist de viagem. Recomendamos atualizá-la com os seguintes itens:

Máscaras faciais e filtros de substituição suficientes para toda a sua viagem: é fácil encomendar online quando você estiver em casa, mas pode ser mais difícil encontrar quando estiver fora.

Um termômetro digital: a febre é um dos principais sintomas do COVID-19, e perceber o sintoma mais cedo significa que você pode impor o auto-isolamento e reduzir a chance de espalhar a doença.

Luvas: lembre-se de descartá-las depois de tocar em qualquer coisa e não toque em seu rosto enquanto estiver usando.

Álcool em gel para mãos: ótimo para manter as mãos limpas – talvez um dos itens mais necessários na sua checklist de viagem.

Lenços antibactericidas: use-os para limpar superfícies, como seu assento no avião e sua bagagem.

Medicamentos: leve remédios para dor, alergias e indigestão, ou qualuqer outro remédio que você use normalmente. Isso evitará que você precise ir à farmácia assim que chegar – reduzindo a chance de se expor a pessoas doentes.

Macarrão instantâneo: se você precisar se isolar assim que chegar, ter alguns alimentos não perecíveis na mala, como macarrão instantâneo, significa que você pode comer sem sair do quarto.

“Considere o download de aplicativos para garantir que você não precise transportar documentos em papel (principalmente durante check-in, segurança, embarque e confirmação do hotel). Além disso, considere levar a maior parte da sua moeda estrangeira em formato eletrônico. Cartões multimoeda com carteiras eletrônicas ajudam você a evitar taxas bancárias internacionais e usar pagamentos sem contato com notas e moedas.”

Dave Thomson, Chefe de Equipe do Skyscanner

Perguntas frequentes sobre viagens em 2020

O que mais preciso levar se estiver viajando?

Leve itens de higiene, como álcool em gel para as mãos, luvas de látex, máscaras e filtros de reposição e alguns lenços antibactericidas. Também vale a pena trazer seus próprios medicamentos, como analgésicos, e um termômetro digital para acompanhar os sintomas. Considere levar alguns alimentos, caso precise entrar em quarentena na chegada.

E se o meu voo for cancelado?

Em função do COVID-19, a maioria das companhias aéreas tornou suas políticas de cancelamento mais flexíveis. Muitos estão oferecendo reembolso total, chance de reservar de novo gratuitamente ou converter o valor da sua passagem em um voucher de viagem para voos futuros. Alguns até têm incentivos, como acréscimo de 20% do valor da tarifa caso você opte por remarcar sua viagem. Sempre confira com a companhia aérea para descobrir o que ela está oferecendo.

Devo ter seguro para o meu voo?

Embora as empresas de seguros de viagem não estejam cobrindo cancelamentos devido ao coronavírus, ainda é uma boa ideia reservar um seguro de viagem. Dependendo da política, a apólice pode ser útil se você desenvolver sintomas de coronavírus e precisar cancelar ou se tiver um luto familiar. Também cobrirá você contra problemas não relacionados ao coronavírus. Dica: sempre leia as letras pequenas.

Os aviões são higienizados após cada voo?

Sim, os aviões geralmente são limpos após cada voo – o lixo é removido, e os assentos são desinfetados. Muitas companhias aéreas intensificaram esse procedimento desde que o novo coronavírus tomou tais proporções. Como todas as companhias aéreas são diferentes, é melhor verificar a política de higienização das aeronaves diretamente nos sites oficiais. Recomendamos levar seus próprios lenços para desinfetar a área do assento, apenas para garantir.

Devo usar uma máscara facial durante a viagem?

Sim, você deve usar uma máscara facial durante a viagem. As políticas diferem entre aeroportos e companhias aéreas, mas, como regra geral, a maioria exige que os passageiros usem máscaras. Consulte o site oficial da sua companhia aérea, bem como os sites dos aeroportos de partida e de chegada, para ter orientações atualizadas.

Obviamente, nem todo mundo estará pronto para embarcar em um avião ainda. Se você decide viajar ou não, é totalmente com você. Esperamos que este artigo tenha lhe fornecido as informações necessárias para facilitar sua decisão.

Descubra para onde você pode ir

Fazendo planos para quando puder sair de casa? Confira o nosso mapa global interativo e descubra quais fronteiras estão abertas. Aproveite e inscreva-se para receber atualizações por email assim que seus destinos de interesse reabrirem.

Quer ler mais?

Estamos buscando maneiras de ajudar os viajantes a se sentirem informados e inspirados para quando chegar a hora de viajar novamente. Veja o que separamos para você:

O Skyscanner é o mais completo mecanismo de pesquisa de viagens do mundo, ajudando seu dinheiro a ir mais longe em voos, hotéis e aluguel de carro.

Texto original: Jemma Porter
Tradução e adaptação:  Jade Knorre