Noticias Blog de viagens: 6 dicas para começar o seu!

Todos os artigos

Blog de viagens: 6 dicas para começar o seu!

Então você vai viajar e pretende compartilhar suas experiências com amigos e familiares através do facebook?

Então você vai viajar e pretende compartilhar suas experiências com amigos e familiares através do facebook? Esse é exatamente o primeiro passo para criar um blog de viagens, que – quando somado a um conteúdo de qualidade – poderá inclusive se tornar numa fonte de renda para suas futuras viagens.

Viagens essas que possibilitarão desenvolver novos conteúdos essenciais para fidelizar seu leitor, portanto aqui estão 6 dicas para você se tornar um blogueiro de viagens. Presume-se que você já tenha em mãos um roteiro definido e suas passagens aéreas reservadas através do Skyscanner, é claro!

1) Conteúdo: paixão e originalidade

Somos todos diferentes, porém tenha certeza de que aquilo que lhe atrai e as peculiaridades nas suas viagens terão um público virtual com as mesmas afinidades.

Não importa se você é romancista e preza a arquitetura, arte e cultura, ou se você é baladeiro e viaja em busca de curtição fora dos roteiros tradicionais – na internet você encontrará a audiência perfeita para aquilo que você busca em documentar, comentar, discutir e compartilhar na sua viagem. Encontre numa das suas paixões exatamente o ineditismo que se faz essencial para um blog de viagens.

2) Plataforma: visibilidade e audiência

Convencido de que sua função é reportar seus interesses para a posteridade, você terá que escolher a plataforma ideal para publicar seus pensamentos e suas imagens.

Para isso, recomendamos Blogger, Windows Live Writer ou WordPress, mas como nossa dica é voltada aos aspirantes de blogs de viagens, Posterous é a ferramenta ideal, pois basta você atualizar seu blog com um simples envio de e-mail, inclusive contendo suas fotos e automaticamente atualizar suas próprias redes sociais.

3) Desenvolvimento: estrutura e engajamento

Escolhido sua plataforma de comunicação, basta agora minar conteúdo de qualidade e documentar tudo que lhe vier à mente. A dica é deixar sua imaginação tomar conta: se não é interessante o suficiente para você relembrar daqui a uns anos, provavelmente não é interessante publicar no seu blog agora.

Nada impede, porém, que você tenha tudo registrado, especialmente em fotos. Garimpe e publique em seu blog somente aquilo que lhe suscitou dúvidas, que lhe chocou por algum motivo ou que lhe emocionou inesperadamente. Assuntos controversos, tópicos bizarros e temas raros são os mais compartlhados.

4) Reportagem: visual e instigadora

Uma câmera fotográfica é essencial e a dica é ter um cartão de memória com wireless embutido para transferir uma foto interessante a qualquer hora para seu celular ou tablet e atualizar seu blog num café com acesso gratuito à internet.

Cada foto publicada deve ter um título explicativo. Recomenda adicionar também uma pergunta, seja uma dúvida pessoal ou um desafio para seus leitores. Essa é a melhor forma de promover seus posts e interagir com seu público alvo através das redes sociais.

5) Monetização: blog vivo e respirando

Ao prover continuamente conteúdo de qualidade (na qual sua audiência venha a se interessar cada vez mais pelos seus próximos artigos, fotos e discussões) faz com que você já possa estudar a possibilidade de ganhar uma renda extra através de várias formas.

Blogueiros de viagens são paparicados por companhias aéreas e agências de viagens. Um blog de qualidade facilmente será abordado para descrever sobre um produto ou serviço. Dependendo do estágio de profissionalização em que o blog se encontra, o número total de visitas mensais e de interações (seja os comentários dos artigos, seguidores do twitter, fãs no facebook, como também respostas a vídeos do youtube), um blogueiro poderá fazer de seu site uma única fonte de renda.

Mas para isso se requer tempo e dedicação, além claro, transparência para com os leitores e assiduidade de novas informações, afim de fidelizar o público ainda mais.

6) Assistência: ABBV e RBBV

Recomendamos que o incipiente blogueiro associa-se à Associação Brasileira de Blogs de Viagem e acompanhe as discussões junto também da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem.

O blog é seu e você tem liberdade de expressão para recomendar qualquer empresa ou serviço, porém há boas práticas a serem seguidas que irão não só perpetuar o valor devido que os blogs de viagens têm, como também evitarão constrangimentos inoportunos, quando não um fim precoce.

Tudo se resume em total transparência com seus leitores. Caso você já seja um blogueiro avançado, recomendamos acompanhar os debates do Fábio Ricotta no MestreSEO.

Agora é com você, diga-nos por que você ainda não iniciou seu blog de viagens?

Texto de Nikolaus Arns

Mapa