O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Conheça os cenários onde o novo filme Aladdin foi gravado

Todos os artigos

Conheça os cenários onde o novo filme Aladdin foi gravado

Prepare-se para sonhar com tapetes voadores, lâmpadas mágicas e os mistérios do Oriente: o clássico Aladdin está voltando às telas de cinema em breve.

Texto por Bibiana Nilsson, da Editora O Viajante

As inesquecíveis aventuras do plebeu que vira príncipe com auxílio do gênio da lâmpada ganharam um remake em live-action, que promete mexer com a sua imaginação – e, quem sabe, com seus planos para a próxima viagem.

Paisagens exuberantes no Oriente Médio compõem o cenário da história de amor entre Aladdin e a princesa Jasmine. O live-action carrega a magia dos estúdios Disney e vai seduzir viajantes para os destinos fantásticos onde foi rodado.

Aladdin estreia no Brasil dia 23 de maio, mas o Skyscanner saiu na frente para apresentar aos amantes de viagem os locais escolhidos como cenário do filme.

Aladdin live-action: realismo em cenários inesquecíveis

Aladdin é uma adaptação do desenho animado de 1992, baseado na história Aladim e a Lâmpada Mágica, do clássico Mil e Uma Noites, uma coleção de contos populares do Oriente Médio e da Índia. O filme é estrelado por Mena Massoud como Aladdin, Naomi Scott como a princesa Jasmine e Will Smith como o gênio.

A versão, dirigida por Guy Ritchie, traz a magia das paisagens orientais para as telas de forma muito mais realista do que a animação da década de 1990. Embora tenha sido filmado, em sua maior parte, em estúdios localizados no sul da Inglaterra, Aladdin apresenta cenários pouco conhecidos da Jordânia.

Onde se passa Aladdin

A história de Aladdin acontece na terra fictícia de Agrabah, uma cidade misteriosa e encantada. A exata localização de Agrabah no mundo real é controversa, pois não consta no conto original em árabe, mas estima-se que seja próxima ao rio Jordão.

Aumentando um pouco as especulações a respeito de sua localização no mundo real, a representação arquitetônica da cidade de Agrabah no desenho animado de 1992 faz alusão a Bagdá, atual capital do Iraque, durante a Era de Ouro Islâmica.

Por outro lado, o palácio do Sultão é visivelmente inspirado no Taj Mahal, é um dos lugares mais visitados, localizado em Agra, na Índia.

Aproveitando essa variedade de interpretações e discussões sobre a posição real de Agrabah, trazemos aqui algumas dicas de locais sedutores para você montar a sua versão de um roteiro inspirado em Aladdin. Embarque neste tapete voador conosco!

Aladdin na Jordânia

Ainda que a maior parte do live-action tenha sido rodado no Longcross Studios, a 40 km ao sul de Londres, são as cenas externas, filmadas em Wadi Rum, deserto jordaniano, que tiram o fôlego dos cinéfilos viajantes.

Mas o Reino Hachemita da Jordânia – assim chamado por ser uma monarquia parlamentar, governada por uma família que descende diretamente do profeta Maomé – não é apenas um deserto. De ruínas antigas a praias imaculadas, o país oferece paisagens diversificadas.

A Jordânia é conhecida por seu mais popular destino: Petra, uma das sete maravilhas do mundo moderno. O país, no entanto, revela outras paisagens tão excepcionais quanto o seu famoso complexo arqueológico.

Do Vale do Jordão, passando pelos extensos desertos até chegar às serenas águas do Mar Vermelho, a Jordânia oferece ao viajante a chance de mergulhar na história das grandes civilizações.

Cidades bíblicas, mosaicos bizantinos dos primórdios do cristianismo, ruínas romanas, castelos da época das Cruzadas e cidades construídas no início do Islamismo são algumas das atrações históricas ao alcance do turista. A Jordânia é um prato cheio para vivenciar a diversidade e riqueza cultural do Oriente Médio.

1. Wadi Rum

O deserto de Wadi Rum foi um dos principais locais escolhidos para a gravação das externas do filme Aladdin 2019. Wadi Rum, também conhecido como “Vale da Lua” ou um dos lugares para se sentir em Marte sem sair da Terra, abrigou as lendárias operações de Thomas Edward Lawrence durante a revolta árabe contra os otomanos na Primeira Guerra Mundial.

Militar britânico, admirador da cultura nômade beduína, T.E. Lawrence se juntou às tribos árabes para auxiliá-las em sua unificação. Sua história foi adaptada para o cinema, a partir de seu livro autobiográfico, Os Sete Pilares da Sabedoria, e imortalizada com o épico Lawrence da Arábia (1962).

Fissuras extraordinárias e formações rochosas, incluindo “os sete pilares da sabedoria”, assim chamados em homenagem ao livro, projetam-se através da paisagem do deserto, à espera de desbravadores.

Enormes dunas de areia e pontes naturais de pedra completam o labirinto de rochas monolíticas, emoldurados por vastos espaços vazios de areia laranja. Cânions e buracos de água guardam inscrições rupestres com mais de 4 mil anos de idade nas rochas do deserto, sinalizando a passagem de inúmeras tribos pelo local ao longo dos séculos.

2. Mil e uma estrelas

O afastamento da civilização, o ar limpo e a quietude de Wadi Rum fazem do crepúsculo no deserto uma ocasião inesquecível. À noite, é possível acampar com os beduínos seminômades, que ainda mantêm seu estilo de vida e tradições tribais de canções e refeições em torno de uma fogueira.

O céu incrivelmente estrelado e o choro dos lobos ao longe embalam o sono do aventureiro, que pode ver o retorno de cores contrastantes ao nascer do sol, uma pintura de rara beleza.

3. Petra

Listada como uma das sete maravilhas do mundo moderno e um dos lugares mais fascinantes do mundo, Petra foi criada, acredita-se, há quase 11 mil anos.

Recortada de uma rocha íngreme, é um complexo que abriga centenas de templos e túmulos lindamente esculpidos na rocha da montanha pelos nabateus (povo originariamente seminômade de origem desconhecida), provavelmente de algum ponto da península arábica ou do Golfo Pérsico.

Apenas o sistema de canalização da cidade já é uma maravilha em si.
Acostumados a sobreviver em paisagens áridas, os nabateus desenvolveram uma tecnologia surpreendente para armazenar água.

No meio do deserto, a cidade contava, em seus áureos tempos, com um complexo sistema hidráulico, que, além de abastecer toda a população, ainda irrigava jardins e mantinha uma grande piscina, com um templo em seu centro. 

Outro destaque de Petra são as cores que a cidade reflete ao longo do dia, quando os diferentes ângulos de incidência solar criam sombras e tonalidades que vão do salmão ao vermelho. À noite, a cor predominante é o dourado, devido às centenas de velas que iluminam o sítio arqueológico, em um momento de beleza de tirar o fôlego.

Precursora jordaniana nas locações de Hollywood, Petra já apareceu em filmes como “Indiana Jones e a Última Cruzada (1989), Mortal Combat (1995) e Transformers (2007).

4. Amã

Como a maioria das metrópoles de países do Oriente Médio, a capital da Jordânia, Amã, é uma cidade de contrastes, onde o antigo e o novo se fundem em uma mistura única.

O centro administrativo jordaniano se localiza entre o rico Vale do Jordão e o deserto, sendo a área mais populosa do reino e também uma das cidades mais ocidentalizadas do mundo árabe.

O oeste de Amã concentra todos os restaurantes sofisticados, hotéis e cafés, mas é o centro da cidade o verdadeiro coração da capital. Em suas ruelas, o viajante pode se deixar levar pelas cores e aromas dos souqs (tradicionais mercados árabes), envolto por uma paisagem sonora peculiar.

A clássica mistura de trânsito barulhento e música árabe é interrompida cinco vezes ao dia pelos chamados para a oração, ecoados pelos altos falantes dos minaretes das mesquitas.

Como a maior parte da população jordaniana é muçulmana, o salat – cinco orações públicas que cada muçulmano, voltado para Meca, deve realizar diariamente – é parte do cotidiano da dinâmica metrópole oriental.

5. Mar Morto

Embora leve “mar” no nome, o Mar Morto se trata na verdade de um lago hipersalino localizado cerca de 400m abaixo do nível do mar, numa das depressões mais profundas do planeta.

Delimitando as fronteiras entre Jordânia, Israel e Palestina, tem mais de 3 milhões de anos e atrai milhares turistas o ano inteiro. Considerado o “primeiro e mais popular resort de saúde do mundo”, o Mar Morto conserva sua fama há séculos.

De todos os destinos que listamos para você aqui, esse deve ser o que melhor oferece a sensação de voar em um tapete mágico no melhor estilo Aladdin, já que, por sua quantidade de sal, o mar faz com que o banhista flutue em suas águas densas sem qualquer esforço.

6. Aqaba

Localizada no extremo sul do país, Aqaba é uma cidade balneária da Jordânia e funciona como entrada para o extraordinário mundo subaquático do Mar Vermelho.

Alguns dos melhores mergulhos de snorkel do mundo estão localizados nos recifes de corais que ficam na costa ao sul da cidade – delineando uma paisagem contrastante com as atrações nas proximidades do deserto de Petra e Wadi Rum, onde foi filmado o live-action Aladdin 2019.

De paisagens naturais deslumbrantes a sítios históricos milenares, passando por cidades vibrantes e uma cultura diversa e hospitaleira, a Jordânia oferece atrações para todos os tipos de viajantes.

Deixe-se inspirar pelos cenários de Aladdin e, depois de mergulhar no mundo encantador da Disney, trate de ordenar ao seu gênio da lâmpada seus três destinos favoritos!

Busque passagens aéreas em oferta no buscador abaixo e embarque no tapete mágico para mais uma aventura inesquecível!

Para maiores informações e promoções de passagens sobre os lugares acima, você pode buscar outras passagens aéreas promocionais em nosso site ou criar um alerta de passagens para monitorar a variação os preços dos voos para o seu destino favorito!

Basta baixar nosso aplicativo de viagem ou usar as ferramentas de nosso site.

Leia mais:

Saiba tudo sobre o Egito: dicas e roteiros completos

7 sítios arqueológicos – dos mais bonitos do mundo!

Encante-se com as 7 maravilhas do mundo moderno!