O Covid-19 (coronavírus) pode afetar seus planos de viagem. Seja qual for seu destino, veja aqui as últimas recomendações.

Noticias Como alugar um carro para viajar? Aqui está tudo o que você precisa saber

Todos os artigos

Como alugar um carro para viajar? Aqui está tudo o que você precisa saber

São tempos difíceis para os viajantes. Porém, estamos aqui para ajudar você a sonhar e a planejar sua próxima aventura - um passeio perto de você ou um voo a lugares desconhecidos. Até lá, seguiremos compartilhando as últimas atualizações sobre COVID-19 e viagens para manter você informado e pronto para viajar.

A busca pelos serviços de locação de veículos segue crescendo no Brasil, especialmente em função da pandemia. Consequentemente, as dúvidas sobre como alugar um carro têm aumentado entre as pessoas que querem aproveitar as vantagens deste serviço.

Pensando nisso, selecionamos as principais questões sobre como alugar um automóvel. Saiba mais!

Este artigo foi atualizado pela última vez em 16 de junho de 2021 e estava correto no momento da postagem. 

Como alugar um carro: principais dúvidas respondidas

O que é preciso para alugar um carro?

Os requisitos podem variar de acordo com a locadora, mas basicamente para alugar um carro no Brasil, você vai precisar de:

  • Carteira Nacional de Habilitação;
  • CPF;
  • Cartão de crédito com saldo para o caução;
  • Ter pelo menos 21 anos de idade ou 2 anos de direção (dependendo da locadora).

Como funciona a caução no aluguel de carros?

Caução é um saldo bloqueado temporariamente pela locadora no cartão de crédito do cliente. Assim que o carro é devolvido e verificado na inspetoria, o valor é desbloqueado e volta como saldo para o cartão de crédito. O tempo para o estorno depende do banco.

O valor do caução é determinado pela própria locadora e varia de acordo com fatores como total de diárias, categoria do automóvel e localização.

Importante lembrar: ao alugar o carro pela internet, esse valor não será cobrado no ato da reserva. O caução será cobrado na retirada do carro, por isso é imprescindível um cartão de crédito com saldo para conseguir retirar o veículo anteriormente reservado. Além disso, as locadoras costumam exigir que o cartão de crédito utilizado na reserva seja de um dos motoristas do veículo.

Leia também: 9 cuidados antes de alugar um carro barato

Como são calculadas as diárias?

Ao alugar um carro, o usuário vai pagar por diárias equivalentes ao período em que estiver com o carro, sendo que cada diária dura 24 horas – ou seja, ao retirar o carro às 10h, o mesmo deverá ser devolvido às 10h do dia agendado para a entrega.

Verifique com a locadora se há alguma flexibilidade no horário de entrega, caso contrário, você deverá pagar pelas horas extras – que geralmente são bem caras. Por isso, o indicado é sempre reservar a retirada e a devolução para o mesmo horário.

O preço do aluguel de carros inclui ainda as taxas de serviço da locadora e pode variar dependendo de alguns fatores como:

  • Tipo de quilometragem. Pode ser controlada ou livre – veja mais detalhes adiante;
  • Política de combustível. A maioria das locadoras trabalha com a política do tanque cheio para cheio, mas procurando e comparando, é possível encontrar empresas que ofereçam a opção pré-paga ou parcial, como também explicamos melhor mais adiante;
  • Categoria e tipo de carro. As locadoras oferecem diferentes tipos de carro, do econômico ao de luxo. A quantidade de portas e câmbio também influenciam no preço final das diárias;
  • Tipo de seguro. Cada locadora possui suas políticas de seguro, que constam no contrato. Leia atentamente todas as linhas e tire dúvidas antes de reservar qualquer locação;
  • Opcionais. Ar-condicionado, GPS, rádio, DVD, cadeirinha para criança, motorista adicional… Esses são apenas alguns itens opcionais que interferem no valor total do aluguel de carros.

Qual a diferença entre quilometragem livre e quilometragem controlada?

Na km livre, como o próprio nome diz, é possível andar à vontade com o veículo alugado, sem se preocupar com a distância percorrida ou com o pagamento por km rodado.

Na km controlada, você vai pagar pelas diárias + um valor por cada km rodado. Geralmente, a quilometragem é controlada para contratos com mais de 20 dias, no aluguel de carro mensal ou anual. Nesses casos, há uma franquia (a partir de 1.000 km) e, caso você ultrapasse esse limite, terá que pagar por km excedente (média de R$ 0,30 por km).

Retrato destacando montanhas cobertas de neve. Na estrada, um carro parado diante da paisagem montanhosa. O porta-malas e a porta do motorista estão abertos.

Como funciona a gasolina (política de combustível) no aluguel de carros?

Cada locadora tem liberdade para estipular sua política de combustível. As opções disponíveis atualmente são:

  • Tanque cheio para cheio. A locadora entrega o veículo com o tanque cheio e o cliente deve devolvê-lo com o tanque cheio;
  • Tanque pré-pago com reembolso. Você paga por um tanque completo na locação. Ao devolver o carro, caso ainda haja meio tanque cheio, você recebe o reembolso pelo meio tanque. O preço do litro, porém, costuma ser mais caro na locadora;
  • Tanque pré-pago com reembolso parcial. O tanque cheio é cobrado, bem como as tarifas de abastecimento e outras taxas de serviço. Na devolução do carro, você é reembolsado pelo que há no tanque, mas não recebe o valor cobrado anteriormente pelo serviço;
  • Tanque pré-pago sem reembolso. Nesse caso, você também paga pelo tanque cheio, mas não tem a obrigação de devolvê-lo cheio. Só que não recebe nada em troca do que houver de combustível no tanque na hora da devolução.

No Brasil, a opção tanque cheio para cheio é a mais comum entre as locadoras. As demais políticas de combustível pré-pago também podem ser resumidas na política de tanque “igual para igual”. Essa opção costuma ser mais frequente no aluguel de carros no exterior.

É preciso devolver o veículo com o tanque cheio?

Depende da política de combustível contratada.

No tanque cheio para cheio, o carro deve ser entregue com o tanque completo. Você até pode retornar para a locadora sem tê-lo completado novamente, mas terá que pagar pelo serviço na própria empresa + tarifas pelo serviço.

Já o tanque pré-pago ou de igual para igual, geralmente, permite que o tanque seja entregue na reserva, por exemplo, mas tudo depende do que consta no contrato.

Quanto custa para alugar um carro?

Além dos valores embutidos na tarifa por conta do serviço em si, vale lembrar que o período da locação também interfere no preço do aluguel de carros. Em feriados, férias e outras datas de alta temporada, a diária pode aumentar mais de 100%.

Fizemos uma simulação de preços em nosso site, com valores para uma diária daqui três meses (a partir da última atualização desta postagem). Veja quanto custa para alugar um carro em 5 das principais capitais brasileiras:

CidadeA partir de*
Aluguel de carros em SPR$ 65
Aluguel de carros no RJR$ 65
Aluguel de carros em BHR$ 65
Aluguel de carros em POAR$ 65
Aluguel de carros em RecifeR$ 65
*Preços conferidos na data da postagem. Estão sujeitos à alteração e podem não estar mais disponíveis.

Qual a forma de pagamento aceita para alugar um carro?

A maioria das locadoras aceita apenas o cartão de crédito como forma de pagamento. Em alguns casos, é possível parcelar o pagamento em x vezes sem juros, mas não é uma regra. Tudo depende da oferta e da locadora.

Há empresas que exigem o cartão de crédito apenas para o bloqueio/caução, e aceitam cartão de débito e/ou dinheiro para o pagamento no balcão.

Como funciona o seguro de carros alugados?

Normalmente, os contratos de aluguel de carros já incluem o CDW (cobertura que isenta o motorista no caso de acidentes) e a proteção contra roubo. Essas especificações também são detalhadas no contrato.

Você pode optar ainda por contratar proteção pessoal (tanto para o motorista quanto para os demais ocupantes do veículo), assim como proteção a objetos deixados no carro, acessórios do veículo, proteção de rodagem, assistência em caso de acidentes, etc.

Como alugar um carro envolve também alguns riscos, confira as opções de seguro disponíveis. A escolha vai interferir no valor final das diárias, mas a sua segurança é mais importante, não se esqueça 😉

Leia também: Dicas planejar uma viagem de carro na pandemia

O que acontece em caso de atraso?

Como explicamos anteriormente, as diárias são contadas a partir de cada 24 horas de serviço contratado. Isso significa que, se você retirar o veículo às 10h, terá que devolvê-lo às 10h da última diária.

Algumas empresas costumam dar 1 hora de tolerância. Depois disso, uma multa é aplicada e o valor depende do total de horas excedentes.

Como cada locadora tem liberdade para estipular seus próprios valores e condições, mais uma vez, é importante esclarecer a política de atraso antes de confirmar o aluguel do carro.

A foto é composta por uma estrada, cercada por vegetação verde, vales e montanhas. No lado direito, há um carro conversível, onde um casal aparece feliz em sua jornada.

Como alugar um carro: passo a passo do Skyscanner

O trâmite pode ser todo feito online. Com o comprovante da reserva e os documentos requeridos, basta comparecer à locadora para retirar o veículo.

Essa simplicidade toda, no entanto, exige atenção. Comparar preços, entender os termos e condições, desde a política de gasolina à de quilometragem, e analisar as opções de seguro e de cancelamento são alguns dos detalhes que devem ser considerados atentamente.

Tudo isso pode ser feito com a ajuda do Skyscanner. Para tanto, basta seguir os seguintes passos:

  1. Acesse nosso buscador de aluguel de carros

    Tanto no site quanto no app, a opção de aluguel de carros está disponível.

  2. Informe os dados da sua viagem

    Datas, horário e local de retirada (e de devolução, caso precise devolver o carro em outra cidade) são as informações iniciais da sua busca.

  3. Utilize nossos filtros para uma busca mais inteligente

    Número de passageiros, tipo de carro, cancelamento gratuito e política de combustível são alguns dos filtros disponíveis para otimizar suas buscas. Desenvolvemos também filtros específicos para viajar com segurança em tempos de pandemia.

  4. Compare os resultados

    Nossa página de resultados exibe ofertas de diferentes locadoras e agências de viagem. Você decide qual é o melhor resultado para a sua viagem.

  5. Conclua a reserva no site

    Ao selecionar uma oferta, você poderá concluir a reserva no site da empresa.

Veja também: Dicas para uma viagem de carro tranquila

Como alugar um carro no exterior?

Basta seguir os mesmos passos citados acima. Antes de alugar um carro no exterior, é preciso ficar ainda mais atento em relação aos detalhes, especialmente em relação à forma de pagamento, políticas de cancelamento e de combustível.

Além disso, é importante checar os requisitos para dirigir como estrangeiro no país que pretende visitar. Alguns países exigem habilitação internacional ou autorização para dirigir. Você pode encontrar essa informação em sites governamentais oficiais.

Atenção: lembre-se de conferir as restrições de viagem do país para onde pretende viajar.

Como tirar uma Carteira de Habilitação Internacional?

Basta procurar o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) ou Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de sua região, se informar a respeito dos locais autorizados a emitir a Carteira Internacional de Habilitação e então seguir as orientações do órgão.

Outras dúvidas frequentes sobre aluguel de carros

Qualquer um pode dirigir o carro alugado?

Não, apenas o titular da locação e pessoas indicadas por ele no momento da contratação do serviço podem dirigir o carro. Tais informações são registradas no contrato de locação do veículo e os documentos requeridos para os demais motoristas são os mesmos exigidos para o motorista principal: carteira de habilitação e cartão de crédito. É preciso pagar uma taxa para cada motorista adicional.

O que fazer no caso de multas?

Normalmente, a locadora é notificada e então repassa a aplicação da multa para o locatário. O pagamento é descontado diretamente no cartão de crédito do condutor. Do mesmo modo, os pontos são registrados em sua habilitação. Contudo, uma taxa administrativa pode ser cobrada pela locadora de veículos. Fique atento em relação aos termos e condições estipulados no contrato.

O que acontece se houver um acidente?

Ninguém quer se envolver em acidentes, mas pode acontecer, né? Nesse caso, o ideal é ligar imediatamente para a assistência 24h da locadora (tenha o número salvo no seu celular!). Registre um boletim de ocorrência e entregue uma cópia para a empresa responsável pelo carro. Muitas empresas podem cobrar o preço da franquia do seguro. Como as condições variam bastante, fique atento ao contrato.

O carro alugado foi roubado, o que fazer?

Os trâmites podem variar dependendo do tipo de seguro contratado, mas as primeiras medidas seguem a mesma lógica: antes de registrar o ocorrido na delegacia de polícia mais próxima, o motorista deverá entrar em contato com a locadora e informar o sinistro. Em seguida, já com o boletim de ocorrência em mãos, é estipulado um prazo de 48 horas para comparecer a uma agência da locadora e preencher o Aviso de Sinistro. Confira as informações específicas de sua locadora.

O que fazer caso o carro alugado apresente algum defeito?

Antes de sair com o veículo, verifique os pneus, os freios, a embreagem e todos os demais detalhes que podem gerar problemas no dia a dia. Uma ótima dica também é fotografar o carro, registrando possíveis marcas e/ou defeitos. Caso aconteça do pneu furar ou outra falha técnica, entre em contato com a locadora – geralmente é oferecida assistência 24 horas para esse tipo de problema.

O que a locadora verifica na devolução?

Antes de receber o carro de volta, a locadora verifica se está tudo certo com o veículo: combustível de acordo com a política do contrato, aspectos gerais na lataria e limpeza. Caso haja algum problema, como arranhões ou carro muito sujo, multas podem ser aplicadas. Por isso, é importante fazer essa inspeção também, antes de retirar o carro da locadora. Só assim você garante estar tudo certo antes de sair e de devolver tudo como estava.

Descubra onde você pode ir

Fazendo planos? Descubra quais fronteiras estão abertas com nosso mapa global interativo e inscreva-se para receber atualizações por e-mail quando seus principais destinos forem reabertos.

Receba outras dicas no seu e-mail

Quer ler mais?